Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemKiss: Tommy Thayer responde se Gene Simmons e Paul Stanley se dão bem

imagemNey Matogrosso relembra como foi abrir o Rock in Rio de 1985

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...


Stamp

Guilherme Arantes: novo disco é como o The Wall, e tem músicas de 9 minutos

Por Bruce William
Em 08/06/21

Guilherme Arantes, que desde 2019 mora em Ávila, cidade com cerca de 60 mil habitantes na Espanha, revelou em entrevista a Ricardo Schott do Cultura Pop que pretende voltar ao Brasil em julho, quando completa 68 anos de idade, para lançar seu novo disco, ainda sem título definido mas que ele descreve como sendo seu "The Wall" - alusão ao álbum lançado pelo Pink Floyd em 1979.

Veja no Papo Fantasma o papo completo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você tem postado músicas no Facebook e volta e meia isso vira notícia. Como começou a fazer isso?

O que tem de mais legal, positivo, é falar do mundo que a gente pertence. Todo mundo tá se metendo a ser politizado, mas eu acho que através da música a gente existiu politicamente com muita força. Outro dia eu postei o Turn turn turn, dos Byrds, o I wasn’t born to follow (também do The Byrds) que é uma música do filme Easy rider, foi basal para mim. É a marca de uma geração que através da arte construiu um mundo novo.(...) Nas minhas redes, a única coisa que eu não coloco são as predominantes na cultura de massa, a cultura de balada. A música baladeira tem uma proposta que é anti reflexiva, anti-individual, anti-sentimento. As pessoas se embrutecem. Isso ocorria também no rock, no show do Kiss, um lado tribal, que você propõe um rito(...) Mas nossa geração foi muito boa para a música popular, para a juventude brasileira."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em outro trecho, Guilherme diz "Outro dia mostrei meu lado que gosta de Iron Maiden. Isso causou bastante…", e o entrevistador comenta "Sim, muitos sites publicaram que você faria um disco de metal, inclusive", daí Guilherme explica: "Outro dia toquei no show do Edu Falaschi, há um ano mais ou menos participei de um DVD dele e fui tocar Redemption, do Angra. Uma música emblemática, belíssima. Fui super bem recebido, me senti em casa. Sempre tive preconceito com metal, achava uma coisa caricata, mas ser caricato não é problema. The Cure é caricato, mas é lindo. Red Hot Chili Peppers também, Nirvana também. O mundo precisa desse guts que o rock propõe. As pessoas dizem que o rock é pouco ativista, ele é muito vítima de maledicência, mas o The Wall, do Pink Floyd, é um disco político. Aliás esse meu disco novo é o meu The wall. É um disco para causar. Um disco abordando a truculência do mundo, já que convivemos com governos unidos com religião… Estamos vivendo a era das cruzadas. O mundo está cheio de ódio, de raiva, com esse potencial de explosão. Parece que a humanidade perdeu o rumo da globalização, da social democracia, da convivência".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então o entrevistador pergunta como será musicalmente o álbum, e Guilherme responde: "Ele é progressivo, tem música de nove minutos, que é uma suíte tipo o Yes. É o Close to the edge do Guilherme. Tem canções amorosas que são o cardápio mais usual, instrumentos barrocos, arranjos de cordas super bem feitos. Cantei como nunca cantei na vida, fiz um coaching vocal meu para cantar mais delicado, aprender a respirar melhor. Vai marcar a volta do Guilherme do Raça de heróis, do Planeta água, porque o mundo espera isso de mim."

FONTE: Pop Fantasma
https://popfantasma.com.br/guilherme-arantes-meu-proximo-disco-vai-ser-o-meu-the-wall/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.