RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemMetallica anuncia novo álbum, "72 Seasons" nova turnê e libera uma música nova

imagemO único megahit do RPM que Paulo Ricardo não toca mais no show por justo motivo

imagemMetallica anuncia turnê mundial com Pantera, Architects, Five Finger Death Punch e outros

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemLed Zeppelin e a fala que Robert Plant tem vergonha mas não tem como apagar da história

imagemOzzy Osbourne: a chocante e nojenta cena mostrada no filme do Motley Crue

imagemDeep Purple: Ian Gillan lamenta morte de esposa, com quem estava casado há 38 anos

imagemJoe Bonamassa: "Jimmy Page tem a sonoridade mais difícil de copiar"

imagemMetallica: camiseta exclusiva estará disponível por apenas 72 horas

imagemA lenda de que Blackmore contratou seguranças para impedir Graham Bonnet de cortar o cabelo

imagemDavid Gilmour pilota o próprio avião para ir tocar em disco de Donovan

imagemDeep Purple: Ian Gillan detona bandas que usam playback ao vivo

imagemA importância de James Hetfield ter desabafado sobre saúde mental em show no Brasil

imagemA separação dos Beatles segundo a visão de Ringo Starr

imagemBeatles: O motivo pelo qual Ringo era "ruim", segundo George Harrison


Stamp
Summer Breeze

Guilherme Arantes: como o amigo Edu Falaschi o influenciou em retorno ao prog rock

Por Igor Miranda
Em 16/09/21

[an error occurred while processing this directive]

Lançado em julho, o álbum "A Desordem dos Templários" traz Guilherme Arantes, veterano da música brasileira, em uma pegada mais épica. Além da influência da cultura da Espanha, país onde o músico reside há um ano, o disco traz um som ligado ao rock progressivo - involuntariamente, por influência do vocalista Edu Falaschi.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista a Ananda Zambi para o site Hits Perdidos, Guilherme detalhou o processo de criação de "A Desordem dos Templários" e citou a inspiração indireta de Falaschi no processo. O ex-vocalista do Angra trouxe Arantes para participar do DVD ao vivo "Temple of Shadows in Concert" (2020), interpretando com Edu, banda e orquestra, as músicas "Late Redemption" e "Planeta Água".

O contexto inspirou Guilherme a voltar a olhar para o rock progressivo com carinho, já que ele define o som de Edu como "metal progressivo". Vale lembrar que o cantor de "Cheia de Charme", "Meu Mundo e Nada Mais" e tantos outros hits nacionais começou a carreira no rock progressivo, com a banda Moto Perpétuo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Inicialmente, ele refletiu: "(A influência do progressivo) Veio naturalmente, porque no primeiro dia eu tive que construir um disco praticamente sozinho. Os músicos participaram depois em cima de coisas pré-concebidas. Então esse disco lembra muito um disco progressivo que foi muito importante para minha geração, que foi o 'Tubular Bells', de Mike Oldfield".

Após compor o material de "A Desordem dos Templários", Guilherme chamou músicos que estavam bem alinhados com a sonoridade progressiva, a exemplo dos guitarristas Luiz Sérgio Carlini e Alexandre Blanc, o baixista Willy Verdaguer e do baterista Gabriel Martini. A ideia era avançar em uma pegada mais experimental, mas sem perder a sonoridade mais pop que consagrou a carreira do artista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"A maior parte das músicas do disco são radiofônicas, são dentro de uma fórmula bastante radiofônica, para tocar, e eu sou muito grato ao rádio e tudo. Acho que o rádio é um espaço privilegiado para mim, de eu tocar nas FMs e tudo, mas eu achava que tinha que ter música de show, aquela música de dez minutos. É uma coisa pretensiosa, ambiciosa", disse.

Guilherme Arantes e Edu Falaschi

Em seguida, Guilherme Arantes explica como a participação no DVD de Edu Falaschi o despertou de volta ao som progressivo. "Isso aí também veio por causa da experiência com o Edu Falaschi, um grande cantor do rock, do heavy metal. Ele me convidou para participar do um DVD dele, e ali eu subi num palco para cantar um tema importante do disco 'Temple of Shadows', que é uma referência da história do Angra, que ele foi cantor", declarou, citando a faixa "Late Redemption".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele completa: "Cantamos 'Planeta Água' com a orquestra e tudo, e eu me senti totalmente em casa no meio do ambiente metaleiro, no ambiente dos metaleiros ali. Na verdade é um metal progressivo que eles fazem. Progressivo metal, heavy progressivo. Gostei muito de participar, foi um toque para mim de que talvez por esse caminho eu pudesse construir um disco novo. Aí nasceu essa ideia".

Além de reforçar a influência de Falaschi, Arantes destacou que o público do metal o recebeu muito bem na gravação do show lançado como "Temple of Shadows in Concert". "Foi muito por influência do Edu Falaschi, que é um grande amigo e um grande incentivador da minha carreira também. A gente se deu muito bem e o público do heavy metal adorou. Eu falei: 'pô, os caras têm o maior respeito por mim'".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa pode ser lida no site Hits Perdidos.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Guilherme Arantes: como o amigo Edu Falaschi o influenciou em retorno ao prog rock

Guilherme Arantes: como participar no "Temple of Shadows In Concert" mudou sua carreira

Iron Maiden: Bruce Dickinson e sua preferência pelo Brasil

O Whiplash.Net é um site lucrativo?


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.