[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Ney Matogrosso conta, em detalhes, como deixou o Secos & Molhados no auge da fama

Por Bruce William
Postado em 25 de abril de 2022

Durante conversa com Clemente Magalhães, do Corredor 5, Ney Matogrosso contou, em detalhes, como deixou o Secos & Molhados bem no auge da meteórica fama da banda, em 1974.

Secos e Molhados - Mais Novidades

"Eu decidi sair da banda quando nós fomos pro México e nosso empresário não apareceu lá porque tinha mudado", conta Ney, explicando que o pai do João Ricardo havia assumido o posto, apesar de Ney ter sido contra. "Aí me disseram assim: 'mas você assinou pra ele sair!'. Eu disse 'Eu assinei pra ele sair?! Eu não quero que ele saia, como eu assinei pra ele sair??'". Ney então explica que ele realmente havia assinado alguns papéis para o escritório continuar funcionando, mas ele achava que o Moracy do Val, empresário da banda, continuaria no seu posto. "Quando chegou no aeroporto e o Moracy não aparecia, eu já comecei a ficar desconfiado. E quando chegamos no México eu vi que o João Ricardo fazia muito interurbano, e eu comecei a andar atrás dele pra ouvir o que ele estava falando".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ney disse que logo em seguida teve uma conversa séria com o João, onde avisou que ele iria deixar o Secos & Molhados. "Mas ele não acreditava que eu fosse sair, ele não achava que eu, pobretão, ia ter coragem de sair de uma coisa que estava dando dinheiro. Mas eu não estava ali pelo dinheiro, estava ali pelo prazer da coisa, de realizar aquilo". Daí Clemente pergunta para Ney se ele não tinha de fato medo de abandonar tudo aquilo, e o cantor responde: "Não, com 31 anos eu não tinha medo de abandonar nada. E ele (João Ricardo) tentou me induzir 'Você vai fazer o quê, vai voltar pro Mato Grosso pra criar galinha?' e eu disse que sim".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

João Ricardo não sabia, mas Ney estava com um trunfo na manga: "Eu já tinha um repertório pronto para fazer aquele primeiro disco", conta. "Eu saí do Secos & Molhados em março de 1974... em agosto de 1974, em março de 1975 estava estreando aquele show aqui no Teatro daquele hotel que tinha lá na Barra... Hotel Nacional. Então veja, eu já tinha tudo..." conta Ney, explicando que ele achava que cada um dos integrantes deveria fazer um trabalho solo para que as pessoas compreendessem como era cada um deles no aspecto musical.

O dinheiro, como sempre acontece, ajudou a causar a saída de Ney Matogrosso do Secos & Molhados

"Mas a coisa passou também pelo dinheiro", admite Ney, "porque eles eram os compositores, o João mais que o Gerson. E eles viram que eles ganharam uma fortuna... então vamos agora ao X da questão: antes de entrar qualquer dinheiro, nós tínhamos um pacto: todo dinheiro que entrasse seria dividido entre os três igualmente". Clemente então pergunta se era todo e qualquer dinheiro, autoral e de shows, e Ney concorda: "Sim, tudo. Quando eles viram o que eles ganhavam, o que estava combinado deixou de ser combinado. E no show eu ganhava igual, eu disse 'Não, se eu não ganhar desse aí, no show eu tenho que ganhar mais. Porque eu tinha consciência que o grande atrativo era aquele louco (se referindo a si mesmo no palco). Então eu tenho que ganhar mais. 'Ah não, mas nós combinamos assim assado etc', disseram pra mim. Tá bom então", concordou o cantor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas Ney já tinha seus planos: "Então, quando fomos pro México, quando voltei eu já fui avisar a gravadora que não estava mais no grupo. Pediram então que eu não anunciasse minha saída antes de lançar o segundo disco. Eu disse 'Tudo bem, no dia que lançarmos o segundo disco eu anuncio a minha saída. Viemos pro Rio de Janeiro para gravar 'Flores Astrais' e 'Tercer Mundo' e eles estavam com medo que eu desse a notícia. Então eu fui com uma pessoa andando atrás de mim o tempo inteiro dentro da TV Globo. Aí eu peguei uma garrafa e disse 'Olha, o Filho da Puta que ficar andando atrás de mim me vigiando eu vou meter esta garrafa na cabeça'. Porque eles tinham medo que eu contasse antes do meu combinado, que era fazer o programa e depois eu estava liberado. Então quando acabei de gravar eu falei pra todos 'Olha, não estou mais no Secos e Molhados'", disse Ney, contando ainda que acabou não voltando para São Paulo, já tendo ficado na casa de um amigo no Rio de Janeiro, em seguida indo procurar um apartamento para alugar e se preparar para trabalhar no seu primeiro disco solo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A conversa na íntegra de Ney Matogrosso com Clemente Magalhães do podcast Corredor 5 pode ser conferida no player a seguir.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Genesis: Steve Hackett é fã de Ney Matogrosso e Milton Nascimento


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Bruce William

Quando Socram chegou no Whiplash.net era tudo mato, JPA lhe entregou uma foice e disse "go ahead!". Usou vários nomes, chegou a hora do "verdadeiro". Nunca teve pretensão de se dizer jornalista, no máximo historiador do rock, já que é formado na área. Continua apaixonado por uma Fuchsbau, que fica mais linda a cada dia que passa ♥. Na foto com a Melody, que já virou estrelinha...
Mais matérias de Bruce William.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS