Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemA bonita homenagem que Angra fará a Andre Matos em novo álbum, segundo Fabio Lione

imagemKiko Zambianchi foi proibido de ir no Silvio Santos após apresentador errar seu nome

imagemSteve Harris maromba? O interesse do baixista do Iron Maiden por nutrição e suplementos


Stamp
Summer Breeze

Os 5 fatores que fizeram preço do Summer Breeze Brasil ficar alto, segundo empresário

Por Gustavo Maiato
Postado em 04 de outubro de 2022

O icônico festival alemão Summer Breeze ganhou versão nacional para 2023 com cerca de 40 bandas no line-up. Entre os vários tipos de ingresso disponíveis estão alguns com preços que variam de R$700, R$500 e R$1300, dependendo do que está incluído.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Esse valor foi considerado caro por parte dos fãs, mas em entrevista ao Heavy Talk, o empresário Rick Dallal, responsável pelo evento, explicou os cinco fatores que levaram o preço a ficar dessa forma.

1 - Foco na qualidade

"Como todos sabem, qualidade tem preço. Não vou fazer o festival que, se não estiver vendendo bem, vou cancelar. Pautamos nosso serviço pela excelência. Vou oferecer o melhor. A diferença do melhor para o menos melhor é pouca. Prefiro ganhar menos, mas oferecer o melhor. Vou ter menos problema com o público e bandas. Vamos montar um festival de qualidade em um lugar central de fácil acesso em uma época que você chega em um dia que não trabalha e no dia seguinte tem feriado. Esses custos são altos".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2 - Bandas estão mais caras

"As bandas estão cada vez mais caras. Quando contratamos uma banda, falamos que a oferta é essa. Aí a passagem e salário da banda é com eles, tirando do dinheiro que dou. São eles que pagam as equipes e a carga se precisar. Como todos sabem, os preços das passagens aéreas quadruplicaram depois da pandemia por causa da demanda e altos custos de combustíveis. Os fretes aumentaram muito também. Antes, podia alugar contêiner por US$ 500. Hoje, o mínimo é US$ 4 mil. Imagina a carga aérea".

3 - Dólar alto

"O terceiro fator é que a cotação do dólar está em torno de 20% mais cara do que estava antes da pandemia. Existem diversos impostos para mandar esse dinheiro para fora. Se a banda custa US$ 1 mil, vou pagar 15% a mais de imposto para enviar o dinheiro para eles. Aqui no Brasil, tem o ISS, ECAD e tudo mais. São impostos em cima do faturamento".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

4 - Profissionais mais caros

"Muitas pessoas migraram de áreas. Quem era engenheiro de som ou advogado de banda migrou e foi empreender. Muitas pessoas saíram do mercado e estamos com uma carência de pessoal. Quem sobrou, está cobrando mais caro, porque é uma mão de obra cara. Tudo no Brasil encareceu também. Muitas empresas de som e luz quebraram na pandemia. Poucas sobreviveram. O custo para operar está mais alto. Tudo está mais alto. Antigamente, eu tinha um acordo com um hotel aqui para as bandas que era R$ 300. Hoje, o mais barato que consigo é R$ 700. Isso porque alugo 200 quartos em um hotel".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

5 - Falta de patrocínio

"O quinto e mais importante fator é o seguinte. Existe uma regra e cultura dentro de festivais que é: Você não consegue fazer festival sem patrocínio. Só que a Free Pass até hoje só teve um patrocínio na vida, em um show do Slash, da Budweiser. Ganhamos uma merreca. Exceto isso, nunca entrou um real de dinheiro público ou patrocínio na empresa. Tenho experiência de conseguir trabalhar sem patrocínio. Muitos reclamam do preço do ingresso, mas tudo está mais caro".

Confira a entrevista completa abaixo.


Summer Breeze Brasil 2023

Festival alemão Summer Breeze confirmado no Brasil, diz Flesch; confira data e local

Summer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

Testament está confirmado na edição brasileira do Summer Breeze, segundo jornalista

Primeiras atrações do Summer Breeze Brasil 2023 são anunciadas

Ingresso para os dois dias do Summer Breeze Brasil vai custar R$1300

Summer Breeze anuncia preços de todos os tipos de ingressos; confira valores

Parkway Drive é confirmado como headliner do Summer Breeze 2023

Empresário rebate críticas ao Parkway Drive no Summer Breeze: "Dinossauros vão morrer"

Apocalyptica tocará no Summer Breeze, segundo jornalista

Blind Guardian tocará no Brasil em 2023 no Summer Breeze, diz jornalista

Summer Breeze: anúncio oficial das 40 bandas e venda de ingresso nesta quinta-feira

Summer Breeze Brasil anuncia line-up incrível com 35 bandas e várias atrações

Summer Breeze Brasil anuncia horários detalhados das 35 atrações dos quatro palcos

Todas as matérias sobre "Summer Breeze Brasil 2023"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp