Matérias Mais Lidas


O clássico dos Mamonas Assassinas que apresenta referências de Rush e Dream Theater

Por Mateus Ribeiro
Postado em 20 de fevereiro de 2024

A banda brasileira Mamonas Assassinas foi um dos maiores fenômenos de popularidade da saudosa década de 1990. Liderado pelo carismático vocalista Dinho, o quinteto teve uma carreira meteórica e lançou apenas um disco de estúdio (autointitulado), composto por muitas músicas que fazem sucesso até os dias atuais. Uma dessas músicas é "Bois Don't Cry", que conta a história de um rapaz que é traído pela sua parceira.

Mamonas Assassinas - Mais Novidades

Foto: Reprodução YouTube - Pelados em Santos
Foto: Reprodução YouTube - Pelados em Santos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

"Bois Don't Cry" é uma música irreverente, como mostram os versos "Ser corno ou não ser?"; "Sou corno mas sou feliz" e "Sou um corno apaixonado, sei que já fui chifrado". "Bois Don't Cry" chama a atenção por outro motivo: as referências de Dream Theater e Rush.

No trecho em que Dinho canta "Vejam só como é que é… a ingratidão de uma mulher", o andamento da música fica muito parecido ao andamento da pesada "The Mirror", clássico do Dream Theater que foi lançado em outubro de 1994, como faixa do álbum "Awake". Na sequência, quando o vocalista repete os versos acima citados, é possível ouvir a introdução de "Tom Sawyer", uma das músicas mais populares do Rush.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

O vídeo abaixo, apresentado por Daniel Tevez e publicado pelo canal DTV Clássicos, mostra outras referências apresentadas em músicas do Mamonas Assassinas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

"Mamonas Assassinas", primeiro e único disco da história do grupo homônimo, foi lançado em junho de 1995. O disco emplacou os hits "Robocop Gay", "Vira-Vira", "Pelados Em Santos" e "Lá Vem O Alemão", entre outros sucessos. Infelizmente, a trajetória da banda foi encerrada de forma trágica em 2 de março de 1996.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.
Mais matérias de Mateus Ribeiro.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS