RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Pearl Jam: Eddie Vedder lista seus 13 álbuns preferidos de todos os tempos

Por André Garcia
Postado em 18 de outubro de 2022

Uma das grandes revoluções do rock surgiu em Seattle com o movimento grunge. O que surgiu como uma sonoridade compartilhada pelas bandas locais, como Mudhoney e Soundgarden, a partir de 1991 explodiu com o lançamento de "Ten" do Pearl Jam e "Nevermind" do Nirvana. Transcendendo a música, o grunge foi adotado como estilo de vida e até os desfiles de moda da época influenciou.

Foto: Danny Clinch
Foto: Danny Clinch

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No entanto, antes mesmo do Pearl Jam ser formado, seu vocalista Eddie Vedder já havia escrito seu nome na história do grunge em parceria com Chris Cornell com o álbum antointitulado do Temple of the Dog. Álbum esse que, aliás, foi o responsável pela formação do Pearl Jam.

Mesmo após a implosão do gênero em meados da década de 90, Eddie Vedder seguiu na ativa tanto com a banda quanto como artista solo. Com o passar dos anos ele construiu uma das mais admiradas e respeitadas carreiras do rock.

Conforme publicado pela Far Out Magazine, o vocalista recebeu da Discogs a missão de listar seus álbuns preferidos de todos os tempos. "Tive uma certa hesitação com isso porque pode desmistificar tudo", confessou ele, que selecionou 13 títulos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Nossas influências são o que somos. É raro que alguma coisa deja uma visão totalmente original — mesmo Daniel Johnston soa como os Beatles. O problema com as bandas sobre as quais sempre sou perguntado, as dos primórdios do som de Seattle, é que elas não diluíam suas influências o bastante."

Jackson 5 – Third Album
Beatles – White Album
The Who – Tommy
Ramones – Road To Ruin
Talking Heads – More Songs About Buildings And Food
Vários Artistas – Music And Rhythm
Sonic Youth – Daydream Nation
Jim O’Rourke – Insignificance
Fugazi – 13 Songs
Soundgarden – Screaming Life / Fopp
Mudhoney – Mudhoney
Tom Waits – Nighthawks At The Diner
Pixies – Surfer Rosa

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eddie Vedder comentou os dois últimos nomes da lista.

"O Pixies era enorme para mim. Frank Black (ou Black Francis, como ele era chamado na época) tinha uma voz, ele simplesmente botava para fora. E quando ele rasgava a voz, coisas estranhas saíam. Aquilo parecia não muito rebelde, mas livre, no sentido de que você poderia simplesmente fazer sons tipo 'aie! aie! aie!' e transmitir alguma coisa. Ele foi libertador para ele mesmo com sua voz."

"Eu curto o fato de que você não consegui categorizar essa música [o álbum 'Nighthawks At The Diner', de Tom Waits]. Eu estou tentando pensar em alguma frase estilo Tom Waits sobre Tom Waits: Tom Wait não espera por ninguém [risos]! Acho que uma vez ele disse que se orgulha de fazer bons fundos musicais. Mas se você tentar separar, ou mesmo tocar junto com aquelas coisas, você percebe um monte de mudanças de acordes que nunca são tocados direito."

"Eles soam como se tivessem em metamorfose, e o que sai parece um carro velho precisando ir para a oficina. Você tem todos aqueles sons criando um ritmo, e é a cama perfeita para a voz dele."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Pearl Jam: a história não contada sobre o protagonista de "Jeremy"

Eddie Vedder: relacionando o seu Top 13 álbuns de todos os tempos

Rolling Stone: lista das melhores músicas sobre sangue


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.