Hair Metal: Os 10 maiores hits do gênero em 1985

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Danilo F. Nascimento, Fonte: VH1, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A década de 80 trouxe mudanças significativas para o mercado fonográfico. O synthpop de grupos como Duran Duran, a-HA e A Flock Of Seagulls, e a música pop representada por cantoras como Madonna e Cyndi Lauper, dominavam as paradas musicais da época.

Nirvana: Dave Grohl explica porque não toca clássicos ao vivoE-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?

Entretanto, desde o lançamento do álbum "Too Fast For Love" (Motley Crue), em 1981, o Hair Metal vinha galgando um lugar no panteão principal da música, deu-se então o inicio de um ciclo vitorioso, que culminaria no surgimento de excelentes bandas (e outras nem tanto) e que só viria a sucumbir diante do grunge liderado por Kurt Cobain, Layne Staley e companhia.

Em 1985, o gênero havia chegado ao seu apogeu. Era o auge do rock feito à base de purpurina, maquiagem e muito laquê. Anos mais tarde, o movimento fora crucificado e renegado pelos fãs de música, porém, há de se salientar que o gênero apresentou um número infindável de grandes grupos, que além do visual carregado, apresentaram também grandes canções, munidas de ótimos riffs e refrões espetaculares.

Evidentemente que haviam as bandas que preocupavam-se em demasia com a composição visual e esqueciam-se da própria música, mas como em todas as esferas da música e da sociedade, há sempre um lado negro pairando sob a lacuna exposta sob vieses desconhecidos.

O ano de 1985 trouxe inúmeras provações, e o gênero parecia que não sucumbiria tão cedo. Um "clã anti-rock", liderado por Tipper Gore, esposa de um importante político da época, visava expor as vísceras da suposta mediocridade do gênero, focando-se naquele que, talvez, seja o líder que melhor representa o Hair Metal, Dee Snider, líder e vocalista do Twisted Sister.

Gore foi à corte e o assunto virou caso judicial. A senhora dizia que o Hair Metal era uma má influência para os filhos da comunidade norte-americana, alegando que que o movimento ostentava luxúria e expunha temas com ênfase em sexo e drogas.

Snider venceu a batalha, e a partir de então, abriu espaço para que inúmeras bandas surgissem e levassem o movimento ao topo das paradas musicais.

E o que se segue a seguir, é uma lista com os 10 maiores hits do Hair Metal, concebidos no importante ano de 1985.

Confira:

10. "Leader of the Pack" - Twisted Sister

Comecemos por Dee Snider e sua trupe. Conhecidos pelos hits "We're Not Gonna Take It" e "I Wanna Rock", de 1984, o Twisted Sister precisava "suar a camisa" para superar seu trabalho anterior. Infelizmente, a banda nunca mais conseguiu um êxito tão prolifero como no espetacular "Stay Hungry". Porém, o grupo continuou compondo algumas boas canções em seus álbuns posteriores.

Talvez, "Leader of the Pack" seja o maior hit da banda "pós-Stay Hungry", e é por isso que é dela a décima colocação.

09. "In My Dreams" - Dokken

O Dokken atingiu o ápice e conquistou o mainstream em 1984, após o lançamento do ótimo disco Tooth and Nail. O álbum trouxe a fórmula que, mais tarde, Jon Bon Jovi utilizaria inúmeras vezes para abocanhar discos de platina mundo afora. Ou seja, overdubs salientes nos refrões, sintetizadores onipresentes e uma boa dose de "cafonice", no bom sentido é claro.

O disco "Under Lock and Key", lançado em 1985, também fora bem sucedido e trouxe alguns hits para o catálogo da banda. Entre eles, a balada "In My Dreams", que tornou-se um dos maiores hits, não só do ano de 1985, mas de todo o gênero.

08. "Soldiers Under Command" - Stryper

Assim como em um antigo hino religioso, os ícones do "White Metal" (Metal Cristão), marcharam adiante para a "guerra Hair Metal", mas ao invés de combaterem Satanás - e outras anomalias frívolas e inexistentes - com o julgamento e a condenação, estes cabeludos fizeram um compromisso com todos os elementos que cercam uma boa banda de rock n' roll.

"Soldiers Under Command", faixa-título do segundo álbum do Stryper, impulsionou as vendas do disco, elevando-o para o status de ouro e platina. Este fato, culminado à outros fatores irrepreensíveis, tornaram o Stryper a maior banda de "Metal Cristão" de todos os tempos. Com o perdão do trocadilho, o simples fato de terem levantado uma bandeira dessas, em meio à um dos gêneros mais hedonistas da história da música, já pode ser considerado um milagre para os mais fanáticos (ou seria lunáticos?!).

E é por essas e outras que "Soldiers Under Command" é o oitavo maior hit do Hair Metal em 1985.

07. "Blind in Texas" - W.A.S.P.

O mesmo ano em que Tipper Gore falhava diante de Dee Sinder, o W.A.S.P. tomava de assalto a MTV e todo o mainstream. A emissora e as rádios da época tocaram exaustivamente a canção "Blind no Texas", do excelente álbum The Last Command. E é por isto que é dela a sétima colocação.

06. "In and Out of Love" - ​​Bon Jovi

Antes de solidificarem-se como uma banda de pop rock capaz de lotar estádios mundo afora mesmo após décadas de existência, o Bon Jovi era apenas mais uma banda de New Jersey tentando o seu lugar ao sol no concorrido mundo do Hair Metal.

Após o sucesso do single "Runaway", de 1984, Jon, Richie e sua trupe foram em frente com o lançamento do álbum 7800° Fahrenheit, que trouxe hits como "Silent Night" e a estupenda "In and Out of Love", que apresentava uma introdução radiofônica repleta overdubs nas vozes e ótimos trabalhos de Sambora nas guitarras.

05. "Just a Gigolo" - David Lee Roth

Esta divertida composição de Leonello Casucci e Julius Brammer, do longínquo ano de 1929, ganhou outra conotação sob a tutela de David Lee Roth e sua banda solo.

Em 1985, Roth já havia consolidado-se como o maior showman do rock oitentista, e o EP David Lee Roth's Crazy From the Heat serviu para mostrar que havia vida para Roth fora do Van Halen. Nenhum outro ser humano poderia interpretar tão bem esta canção como ele, e é pelo divertidíssimo videoclipe e pela ótima regravação, que "Just a Gigolo" foi o quinto maior hit do Hair Metal em 1985.

04. "Tears Are Falling" - Kiss

Após deixar o kit de maquiagem para trás, o Kiss mergulhou de cabeça no Hair Metal que dominava as paradas norte-americanas em meados dos anos 80.

Esta ótima composição de Paul Stanley, teve seu videoclipe vinculado à MTV de forma exaustiva e é uma das poucas canções da "era sem maquiagem" que é adorada por todos os fãs da banda, sem exceção. Nem mesmo os ardorosos fãs que acompanhavam a banda desde o início dos anos 70, conseguiram se conter diante desta ótima canção de 1985.

03. "Summertime Girls" - Y&T

Naturais de Oakland, os glam rockers do Y and T, compuseram este hino em "homenagem" às maiores maravilhas do mundo moderno, ou seja, as mulheres.

Com um groove irresistível e pitadas pitorescas da música pop, "Summertime Girls" invadiu as paradas da MTV e não queria mais sair de lá. Todas as estações de rádio destinadas ao rock (ou não) renderam-se à divertida canção, quem mantém-se como uma melodia atemporal divertidíssima de se ouvir até os dias de hoje.

02. "Lay It Down" - Ratt

O Ratt balançou o mundo do Hair Metal com o clássico Out of the Cellar de 1984. Em 1985, veio o álbum Invasion of Your Privacy e o estrondoso sucesso da canção "Lay It Down", que trazia luxúria e proclamava, a plenos pulmões, um "romance". Porque afinal de contas, qualquer coisa pode acontecer se você apenas "colocá-la para baixo."

01. "Home Sweet Home" - Mötley Crüe

Um clássico. Adorada por suas mamães e executada exaustivamente em "American's Idol's" da vida, "Home Sweet Home" é o clássico definitivo do Motley Crue e do Hair Metal de 1985.

"Uma das maiores baladas de todos os tempos", disse mais tarde Axl Rose, que admitiu ter inspirado-se nas linhas de piano de Tomy Lee, para compor a épica canção "November Rain", ainda nos anos 80.

A canção capaz de fazer todos levantarem seus isqueiros (hoje, celulares) para o alto, sob o holofote de milhares de pessoas em arenas lotadas, originou-se do ótimo lançamento "Theatre Of Pain", de 1985.

Os comerciais de TV responsáveis por divulgar a compilação "Monster Ballads", de 1990, costumavam dizer que "todo garoto mau, tem o seu lado doce", e "Home Sweet Home" expunha isso como nenhuma outra canção da época. Por isso, ela é o maior hit do Hair Metal em 1985.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Maiores e Melhores

Nirvana: Dave Grohl explica porque não toca clássicos ao vivoNirvana
Dave Grohl explica porque não toca clássicos ao vivo

E-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?E-Farsas
Papa Francisco era fã do Black Sabbath?

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Metallica: integrantes escolhem álbuns e músicas dos anos 2000Metallica
Integrantes escolhem álbuns e músicas dos anos 2000

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Ladybeard: barbudo wrestler que canta metal vestido de menininhaLadybeard
Barbudo wrestler que canta metal vestido de menininha

Cleo Pires: atriz é criticada por foto sexy com camiseta do SlipknotCleo Pires
Atriz é criticada por foto sexy com camiseta do Slipknot


Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336