Alcest: "Écailles de Lune" na íntegra e canções de outros álbuns no Overload

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Já estávamos tentando falar com Stepháne Paut há alguns dias. Para quem ainda não sabe de quem se trata, Stepháne é mais conhecido como Neige, a alma do ALCEST, banda que foi uma das atrações do Overload Music Fest 2016. Ao finalmente me ligar, Neige desculpou-se e deu um bom motivo para a espera. Ele tinha acabado de disponibilizar para audição mais uma canção do "Kodama", álbum que será lançado em 30 de setembro (confira abaixo). E, com bastante tempo, Neige falou sobre diversos temas, falou sobre a escolha por cantar em francês, falou sobre o novo disco, "Kodama" e a inspiração japonesa. Neige também respondeu sobre as diferenças entre "Kodama" e "Shelter", lembrando a volta dos vocais gritados e blast beats (como se pode ver nas duas canções disponibilizadas para audição).

Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraBandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musical

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Je Suis D'ailleurs", "Kodama", 2016

Daniel Tavares: Bom jour, comment allez vous?

Neige: Merci. Ça Va. E tois?

Daniel Tavares: Eu estou bem. Obrigado, mas, sinto muito. Estudei um pouco de francês, mas foi há muitos anos atrás. Vamos voltar ao Brasil agora. Você vai estar no Overload Festival pela segunda vez. O que isso significa para você?

Neige: Ah, é um grande prazer. Da primeira vez que nós tocamos foi muito agradável. Os fãs eram loucos, muito legais. O produtor também foi ótimo. Nós temos memórias muito boas do Brasil e sabemos que temos fãs aí e estamos muito felizes de voltar. E dessa vez vai ser para um show muito especial, porque nós vamos tocar o "Écailles de Lune" e mais algumas outras canções dos outros álbuns. Vai ser bem legal, eu acho.

Daniel Tavares: Quando você diz que vocês vão tocar todo o "Écailles de Lune" e mais algumas outras canções, vocês vão tocar alguma do "Kodama"?

Neige: Não. Nós só vamos tocar canções dos álbuns anteriores.

Daniel Tavares: Quando vocês vão tocar pela primeira vez canções como "Oiseaux de Proie"?

Neige: Elas vão se juntar à turnê em outubro ou novembro. Vamos entrar em turnê com o MONO e, então, claro, vamos querer voltar pra América do Norte e América do Sul. Mas vai demorar um pouco.

Daniel Tavares: Em festivais, eu normalmente pergunto sobre as outras bandas com quem os músicos vão compartilhar o palco. O que você diria sobre o KATATONIA, LABIRINTO ou VINCENT CAVAGNAH ou ANATHEMA?

Neige: Sobre o KATATONIA, nós conhecemos pessoalmente a maioria da banda. Nós estivemos em turnê com eles em 2012, eu acho. Eu estive em turnê com eles por uns dois meses, então nós os conhecemos e eu gosto da sua música. O vocalista do ANATHEMA, Vincente, é um amigo meu, então vai ser muito bom poder vê-lo novamente. Nós fizemos uma turnê com o ANATHEMA na América do Norte em 2013 e foi realmente ótimo. São caras muito legais. Vai ser muito divertido ver todo esse pessoal de novo. Sobre a LABIRINTO, eu não estou bem certo. Nós tocamos com eles da última vez?

Daniel Tavares: Sim, sim, eles são os representantes brasileiros do festival.

Neige: Sim, o nome estava me lembrando alguma coisa na verdade. É, eu não sei, mas eu vou dar uma olhada na música deles, claro.

Daniel Tavares: [Também aproveitei para fazer perguntas enviadas pela página Alcest Brasil (com o valoroso intermédio de Adriana Läber). Estas perguntas estarão na segunda parte desta entrevista, que será publicada muito brevemente aqui]. Ok, agora eu gostaria que você enviasse uma mensagem aos seus fãs brasileiros e os convidasse para o Overload Festival para vê-los tocar.

Neige: Então, para os fãs brasileiros do ALCEST e para o fã-clube brasileiro do ALCEST, nós amamos muito vocês. Muito obrigado por gostarem do ALCEST. Nós somos realmente gratos e não podemos esperar para vê-los no show do ALCEST no Brasil e, sim, nós esperamos que possamos nos divertir, conversar e tudo mais, ter alegria. Esperamos vê-los muito em breve

Daniel Tavares: Ce fut un plaisir de parler avec vous
Neige: Ah, merci. Merci beaucoup.

Leia também:

Alcest: "Não espero que vocês realmente entendam o significado das letras"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Alcest"


Black Metal: cinco bandas contraindicadas para quem é trueBlack Metal
Cinco bandas contraindicadas para quem é "true"


Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Bandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musicalBandas Iniciantes
17 maneiras de assassinar sua carreira musical


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor