Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagem"Babá de Artista" do Rock in Rio diz que Iron Maiden não dá trabalho e são "gentleman"

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemMetallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemDinho lembra quando entrevistou Robert Plant sem poder falar sobre Led Zeppelin

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemPearl Jam: guitarrista se empolga e destrói equipamento e site faz conta do prejuízo

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii com citação de canção soviética sobre defender a pátria

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemRoger Waters defende Rússia e China e ataca EUA em entrevista

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"


Dream Theater 2022

Symmetrya: Metal sem modismos e evolução constante

Por Carlos Garcia
Fonte: Site Road to Metal
Em 09/08/16

A banda catarinense SYMMETRYA segue divulgando e comemorando os bons resultados de seu trabalho, principalmente após o lançamento do segundo álbum, "Last Dawn", trazendo um Metal que transita do tradicional ao Power, com passagens progressivas e pitadas de Classic Rock e Hard.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Recentemente, após mais um show como opening act do ANGRA, durante a tour de aniversário do "Holy Land", o tecladista Milton Maia conversou com o site Road to Metal e falou mais sobre o álbum, os shows no Peru, Argentina e Chile e outros detalhes e planos. Confira abaixo alguns trechos:

RtM: Vocês continuam em plena divulgação do álbum "Last Dawn", inclusive com shows ao lado do Angra nessa tour de aniversário do "Holy Land". Nos conte um pouco como estão sendo os resultados da divulgação do álbum até aqui e também sobre esses shows com o Angra.

Milton: Conheço o Rafael há um bom tempo e como ele participou do nosso CD, nada mais natural que tocarmos juntos com sua banda, o Angra. Em 2015 tocamos com o Angra em Curitiba e o show foi um sucesso de público e tivemos um bom retorno nas redes sociais. Este ano surgiu uma nova oportunidade para tocar na turnê deles do Holy Land, e foi uma enorme satisfação poder abrir esse show em Porto Alegre, que foi perfeito e novamente um sucesso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

RtM: E falando sobre "fazer a diferença", que aspectos você considera imprescindíveis para uma banda que pretende ter uma longevidade e conseguir um destaque dentro de um cenário tão inchado?

Milton: Hoje em dia tem que ser muito profissional em todos os aspectos que envolvem uma banda, as pessoas estão muito críticas devido a visibilidade que a internet trouxe como um todo e não aceitam mais trabalhos medianos. O CD tem que ter uma boa produção, arte gráfica, boa divulgação nas mídias especializadas e por fim boas músicas que é o principal.

RtM:Falando sobre o "Last Dawn", que é um trabalho que demonstra que o Symmetrya tem realmente um objetivo de buscar uma evolução em todos os aspectos. O que você destacaria de diferenças entre o debut de vocês e este segundo álbum?

Milton: Eu acredito que a produção como um todo está bem melhor, as melodias estão mais trabalhadas e pensadas em relação ao álbum anterior e a arte gráfica foi feita pelo renomado Gustavo Sazes, que dispensa comentários pelos seus trabalhos com: Kamelot, Manowar, Angra, Dr. Sin, James Labrie, etc., e inclusive essa capa foi escolhida por alguns sites como uma das melhores do Metal nacional nos últimos anos, porém penso que ainda podemos evoluir muito mais em todos os aspectos.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

RtM: E sobre a relação da arte da capa, feita por GUSTAVO SAZES e o título do álbum, gostaria que você comentasse a respeito do tema.

Milton: A capa retrata as letras abordadas nas diversas músicas, mas em especial a letra da música "Something In The Mist", que aborda o fim do mundo, esse mundo caótico que as pessoas matam por crenças religiosas, políticas, etc., porém a mensagem final é de otimismo, que nunca é tarde demais para recomeçar, realizar seus sonhos, ou seja sempre existe uma saída e nunca desista!

RtM: Agora me falem também mais da faixa "In the Blink of an Eye", que é bem melodiosa, com um belo refrão e grandes melodias no teclado, bem numa linha AOR ou Melodic Rock. Parece uma canção talhada pra grudar na mente do ouvinte! E funciona muito bem, pude presenciar ao vivo em Porto Alegre. Muito bom!

Milton: Obrigado pelos elogios Carlos. Essa música foi composta para ser bem melodiosa mesmo, com um lado mais Hard Rock/AOR ou Melodic Rock como você citou, nós não nos prendemos em um rótulo ou estilo e misturamos o Power Metal, Hard Rock, Classic Rock e o Progressivo. A música funciona muito bem ao vivo e podem esperar mais músicas nessa linha nos próximos álbuns.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Confira a entrevista na íntegra no link abaixo:

http://roadtometal.com/2016/08/entrevista-symmetrya-metal-sem-modismos.html

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Melhores de 2014: as escolhas do redator Samuel Coutinho

Vocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal

Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia.