Nightwish: Marco Hietala fala sobre DVD e próximo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Diego Ruiz, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O website canadense BraveWords conduziu uma entrevista com o baixista e vocalista da banda NIGHTWISH, Marco Hietala. Na conversa, Hietala fala sobre o novo DVD "Showtime, Storytime", o próximo álbum de estúdio, sua outra banda TAROT, além de outros assuntos. Algumas partes da entrevista podem ser conferidas abaixo.

1451 acessosTarja Turunen: trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

BraveWords: Eu assisti "Showtime Storytime" hoje e tenho de dizer que o show ao vivo é absolutamente brilhante. A produção é incrível e ouvir Floor cantar "She Is My Sin" e "Romanticide" é um deleite, "Bless the Child" é um ponto alto. A partir do momento em que se aproxima do microfone, ela está no total comando.

Marco: "Sim, eu acho que a versatilidade dela é muito excepcional, assim como outras coisas sobre ela: a voz, a presença e a habilidade de ter tal força de vontade — eu adoro o jeito que ela faz tudo."

BraveWords: O DVD "End of an Era" é tão icônico no metal sinfônico, todo fã do Nightwish possui um. Como você se sente sobre "Showtime, Storytime" no que diz respeito ao "End of an Era" — não comparando os dois, é claro — apenas seus pensamentos pessoais sobre ambos shows.

Marco: "Eu acho que isso tem uma conclusão mais prática. Quero dizer que o 'End of an Era' foi planejado, tínhamos definido quais tipos de adereços queríamos no palco — de longe, foi bem planejado. Desta vez realmente havíamos o documentário em edição e nós iríamos lançar somente aquilo, em seguida, no início do verão, os caras da Nuclear Blast vieram e disseram: 'Pessoal, seria realmente maravilhoso se pudessem ter gravado alguns dos shows ao vivo', e nós dissemos: 'Quem vai ter energia para colocar isto junto agora? Há apenas dois meses de shows sobrando', e no final pensamos: 'Ok, vamos tentar, seria bom ter esta formação imortalizada, com o catálogo e tudo mais', no final valeu a pena. Os arredores do festival, o público, o show, foi tudo ótimo. Nós realmente temos um grande show de luzes, pirotecnia, telas e mais. Eu como o cara que foi responsável pela produção de som, pensei: 'Ok, temos o 'End of an Era', dessa vez vamos nos concentrar em trazer uma banda, a guitarra, baixo, bateria, vocais, tudo o que acontece ao vivo' — e eu acho que conseguimos fazer isso. E na minha opinião, é claro que pode ser porque estamos aqui e agora, eu gosto mais deste do que 'End of an Era'."

BraveWords: Eu queria perguntar sobre "The Poet and the Pendulum" e se houve uma razão específica para que essa música não fosse tocada?

Marco: "Oh cara, sim. Foi porque eram shows em festivais e você não quer tocar canções longas e épicas. Nós já tínhamos recebido uma grande reação por 'Ghost Love Score', então nós decidimos que iríamos ficar com essa. 'The Poet and the Pendulum' foi discutida, mas afirmamos que 'não iríamos tão longe ainda' — mas imagino que quando o novo material estiver pronto e sairmos em turnê novamente, ela poderá ser ouvida."

"Please Learn the Setlist in 48 Hours" é o título do documentário de 120 minutos, que juntamente com o show ao vivo, completa o DVD "Showtime, Storytime". Ele relata a enorme turnê mundial da banda que iniciou em janeiro de 2012, levando-os em viagem à Europa, América do Norte, Sul e Austrália, além da chegada de Floor Jansen e seu primeiro show. Os primeiros 15 minutos do documentário, que é recheado de emoção e drama, se enfia dentro do infame show em Denver, setembro de 2012, onde a banda se apresentou com Elize Ryd (AMARANTHE) e Alissa White-Gluz (THE AGONIST). Apesar de mais de um ano desde aquela noite, as cruas emoções da época ressoam em Hietala.

BraveWords: A primeira parte do documentário é emocionante de assistir. Um material poderoso.

Marco: "Sim, era praticamente como estar no poço do inferno. Eu gosto de toda a honestidade do documentário. Você não vê pessoas falsas — é realmente bruto, todos estão realmente crus com suas emoções, e isso o torna mais real." [...]

BraveWords: Você disse no documentário que durante o tempo que Anette Olzon saiu, você não soube como tudo culminou naquilo, e eu me lembro que no documentário de 2009, "Made in Hong Kong", Tuomas foi questionado se ele iria parar ou não com a banda. Vocês tiveram algumas crises ao longo dos anos, mas sempre conseguiram passar por elas.

Marco: "Sim, isso é verdade."

BraveWords: Como vocês foram capazes de fazer isto: voltar, reagruparem, e evidentemente mais forte do que estavam?

Marco: "Mais uma vez volto para a química pessoal. Claro que as pessoas devem dizer que pode haver alguma verdade neste grupo de garotos finlandeses [risos], e eu acho que Floor e Troy ficaram mais próximos do que já estavam. Eu meio que me encontrei num papel onde tinha que olhar para os outros caras também, mas não há problema, porque esse é o tipo de cara que eu sou. Eu gosto das coisas fáceis e das pessoas felizes. Você também deve falar sobre coisas que são importantes para você. Se alguém tem um problema, é sempre melhor conversar sobre isso em vez de mentir e esperar que isso vá embora. Desta forma, nós nos reagrupamos."

BraveWords: Então as linhas de comunicação estão realmente abertas agora no Nightwish?

Marco: "Basicamente sim. Eu vejo que as pessoas possuem uma enorme força de vontade em realmente superar os obstáculos e dificuldades — e fazerem as coisas funcionarem. E eu entendo o valor de manter os pés no chão e cuidar de meus amigos."

BraveWords: Você pode nos dizer alguma coisa sobre o novo álbum ou isso ainda é algo que vai ser revelado depois de encabeçarem o acampamento de verão no próximo ano?

Marco: "Bem, basicamente nós temos a estrutura bruta do calendário. Temos o lugar reservado para o próximo verão a fim de chegar lá e, antes disso, nós vamos gravar demos de nosso próprio material em nossas casas no inverno. Então vamos nos reunir no próximo verão e começar a ensaiar, arranjar e gravar. E nós vamos estar trazendo um inferno de equipamentos para aquele lugar! Estou contente com a ideia e perspectiva de fazer coisas novas."

BraveWords: Alguma notícia do Tarot?

Marco: "Na verdade, ainda hoje eu estava pensando em ir até Janne [Tolsa], o tecladista de estúdio, para passar alguns novos riffs que temos, e trabalhar em algumas músicas, talvez por isso após o Ano Novo, é possível que vamos gravar um novo álbum do Tarot também."

Para a entrevista completa, clique no link:
http://www.bravewords.com/news/215626

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tarja TurunenTarja Turunen
Trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo

1217 acessosTarja Turunen: Como foi a apresentação da cantora em São Paulo1402 acessosMarcio Guerra: A performance de Falaschi e Tarja no RIR 2011876 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?2063 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

NightwishNightwish
Floor Jansen dá a sua receita para uma voz afinada

NightwishNightwish
Marco Hietala responde perguntas de fãs

20072007
15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"0 acessosTodas as matérias sobre "Tarot"

Guitar WorldGuitar World
As 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

Top 500Top 500
As melhores músicas da história segundo a Rolling Stone

Rock e MetalRock e Metal
E se as capas dos álbuns fossem honestas?

5000 acessosSlipknot: Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia5000 acessosFotos de Infância: Pantera5000 acessosQueen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody5000 acessosLars Ulrich: quando conheci o Motorhead decidi montar o Metallica4019 acessosYouTube: Qual álbum, música ou artista fez você virar um rocker?5000 acessosNirvana e Iron Maiden: Kurt Cobain era fã da Donzela de Ferro

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Diego Ruiz

Apreciador de boa música e ouvinte de Heavy Metal; conheci a cena através do Nightwish, banda da qual sou fã devoto. Tento contribuir com a música de alguma forma, pois com ela a vida torna-se mágica e prazerosa. Escrevo para o Whiplash desde novembro de 2013, e desde então tem sido um prazer informar os headbangers de plantão. Keep it metal!

Mais matérias de Diego Ruiz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online