Exciter: entrevista exclusiva para o Metal On Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ya Exodus, Fonte: Metal On Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

Segue abaixo uma entrevista com o Exciter publicada originalmente no Metal On Metal.

5000 acessosPantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell5000 acessosHeavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"

Em 2010 o álbum ‘Death Machine’ foi lançado, e ele nos mostra que mesmo após tantos anos vocês continuam detonando. Como você descreveria seu processo de composição/gravação?

Bom, o John Ricci (guitarra) é o principal compositor da banda. John introduz sua idéia para um som novo no ensaio e Clammy (baixista) e eu adicionamos nossas partes nela e fazemos sugestões. No estúdio John e eu gravamos juntos para sentir o som que estamos fazendo naquele momento. O engenheiro mantém minhas partes da bateria e regrava novamente a guitarra do John para isolar a guitarra da bateria. Clammy vem quando quando a bateria e as principais partes da guitarra já estão gravadas e coloca o baixo. Uma vez que todos os instrumentos estão finalizados incluindo os solos de guitarra, o Kenny (vocalista) vem pro estúdio para inserir os vocais na música. Isso soa como um processo longo mas na verdade acontece bem rápido.

O Exciter é uma banda com um estilo bem definido. É mais fácil gravar um álbum já sabendo como ele deve soar ou é mais desafiador se manter fiel às raízes da banda?

Não é tão difícil se manter fiel ao estilo e a sonoridade do EXCITER. John é o principal compositor e ele é quem orignalmente inventou o estilo do EXCITER. O resto de nós somos e sempre fomos fãs do EXCITER no passado então nós sabemos quais são as raízes da banda e como o som deve ser. Então não é tão difícil.

Existem planos para o novo álbum? O que você pode nos dizer sobre isso?

Nesse momento nós estamos apenas no estágio de composição. Nós temos algumas realmente grandes idéias mas nada finalizado ainda. Nós não temos nenhuma data definida para o lançamento do novo álbum do EXCITER ou mesmo de tema ainda. É o estágio de composição que toma mais tempo porque John é o principal compositor e quer ter certeza que cada som é fiel ao estilo ou fórmula EXCITER.

Já existem dois álbuns com essa formação. Como você classifica o momento da banda?

Essa formação é possivelmente a mais forte que nós tivemos desde 1996. Nós estamos tocando mais shows ao redor do mundo e gerando mais interesse na banda. Nossa base de fãs está crescendo porque nós tocamos mais frequentemente e em países que nunca havíamos tocado. Eu penso que nós temos um bom momento rolando e esperamos que ele continue crescendo.

O que você pensa sobre esse renascimento do Thrash Metal? E qual o impacto disso no Exciter?

Eu acho que o renascimento é uma coisa boa! Isso ajudou o EXCITER em particular porque nós estamos agora tocando em lugares que nunca viram ou possivelmente escutaram falar de EXCITER antes. No geral eu penso que é bom para nós e para qualquer outra banda nesse estilo de Metal e estou feliz que está de volta!

Você entrou no Exciter com a dura tarefa de substituir Dan Beehler. Como você lidou com isso e se tornou um favorito dos fãs?

Bem eu sabia que teria que “preencher grandes sapatos” (N.E: Expressão para assumir um lugar de grande responsabilidade), mas eu só toco com grande poder e convicção e tento melhorar, ou aprimorar a bateria nos sons que Dan tocou no passado. Eu amo tocar bumbos duplos o máximo possível porque eu sinto que isso intensifica os sons antigos bem como os novos. Por ser um fã favorito, hehe, estou honrado em ouvir isso mas na verdade, eu não tenho ego e gosto de ser parado pelos fãs e ter bons momentos conhecendo eles. Eu nunca me ví como um fã favorito. Eu toco bateria em uma banda e eu amo, os originadores do Thrash Metal, EXCITER e me divirto tanto quanto os fãs quando eu toco as músicas.

Rik, quais são suas maiores influências no metal em geral e como baterista?

Minhas maiores influências no metal são Black Sabbath, Judas Priest, Destruction e Exodus. Meus bateristas favoritos por outro lado são um pouco diferentes por causa dos treinos que tive quando eu era garoto. (Eu comecei a tocar quando tinha 7 anos). São eles os seguintes, Stewart Copeland, Peter Criss, Budd Rich, Clive Burr, Dave Lombardo e Neil Peart.

O que você pode nos dizer sobre o Metal Open Air em São Luis – Brasil? Eu estive lá e tudo foi muito triste. Felizmente o Exciter tocou na sexta. O que você pensa sobre tudo isso?

Eu não estou certo do que aconteceu no festival. Nós chegamos no local do festival, nada estava pronto. Os técnicos do Megadeth ainda estavam arrumando as coisas. As bandas que deveriam tocar antes de nós nunca apareceram. Nós estávamos encaixados para tocar acho que 1 ou 2 da tarde mas nós terminamos sendo a primeira banda do festival. Nós tocamos das 4 até as 5 da tarde se me lembro corretamente. Aquilo estava desorganizado, o que era triste porque todos esperavam mais bandas. Nós prosseguimos e tocamos nosso set para uma platéia muito intensa e tivemos ótimos momentos tocando e conhecendo pessoas após o show. Quando nós voltamos ao hotel ouvimos rumores de que o festival seria cancelado no próximo dia por causa de bandas não sendo pagas e não recebendo os equipamentos que requisitaram para o show. Eu me sinto realmente muito mal por todos (os fãs) no show pois eles pagaram por um ingresso para um festival de 3 dias e não tiveram isso e nem foram reembolsados. Eu ouvi da área de camping quando voltamos para o Canadá, deve ter sido completamente horrível para os fãs que foram forçados a ficar naquelas condições e sem as devidas instalações. A todas as pessoas que estiveram no Metal Open Air, me desculpo pelo que vocês passaram, nós não sabíamos, e esperamos que vocês sejam recompensados por isso. Esse tipo de merda jamais deveria acontecer!! Organizadores extremamente anti-profissionais!!!

O que você conhece da cena Metal Brasileira?

Acredite ou não… eu não conheço muito sobre a cena Metal Brasileira. A única banda que me lembro ter ouvido foi Sepultura. Eu não vivo na cidade grande então é muito raro eu ir a uma loja de discos para pegar álbum e se não for bandas famosas ou grandes nomes da indústria, a loja de discos que eu vou não tem em estoque. Inferno!!! Eles sequer tem EXCITER no catálogo hahahaha! Então eu só ouço novas bandas quando nós fazemos shows… e só para você saber, eu estou na platéia ouvindo as bandas o tempo todo!

Obrigado mais uma vez Rik e deixe uma mensagem para nossos leitores e seus fãs no Brasil.

A todos os fãs de EXCITER no Brasil, eu gostaria de agradecê-los por seu apoio e para alguns de vocês aí, foi realmente muito bom conhecer vocês antes ou depois dos shows. O Brasil detona!!! Espero vê-los em breve! CONTINUEM MARTELANDO!!!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Exciter"

CanadáCanadá
Os 30 melhores álbuns de Hard Rock/Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Exciter"

PanteraPantera
O surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

Heavy MetalHeavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

Top 5Top 5
Os roqueiros mais chatos da história

5000 acessosIron Maiden: Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda5000 acessosDia do Rock: dez tentativas brasileiras de assassinar o gênero5000 acessosHeavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gênero5000 acessosSobre Joelhos, Metallica e o 1º Princípio da Filosofia5000 acessosPolêmica: as músicas mais controversas da história do Rock1378 acessosCristina Scabbia: musa elege sete filmes de terror italianos

Sobre Ya Exodus

Yasmin Amaral, mais conhecida por Ya Exodus, é editora do blog Metal On Metal, colunista no site Imprensa do Rock, atua com freelances para outros sites e também é supervisora na assessoria de imprensa Island Press. Natural de São Paulo, começou sua história na música aos 10 anos aprendendo guitarra e já chegou a tocar com bandas como Salário Mínimo e Sinaya. Admiradora da banda Exodus, e do Metal em geral tenta fortalecer a cena fazendo alguns eventos no interior de São Paulo. Além disso hoje possui uma empresa para management de bandas.

Mais matérias de Ya Exodus no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online