Slipknot: novo álbum não sai antes de 2014

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos


O frontman do SLIPKNOT, Corey Taylor, disse ao DesMoinesRegister.com que a morte do baixista Paul Gray em maio de 2010 por uma overdose aproximou os outros membros da banda a os ajudou a se reconectarem após terem se separado ao longo de anos de turnês e sucesso.

Big Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferidaCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Todos nós nos estendemos em vidas diferentes em grande parte, e então perdemos o Paul", disse Taylor. "Foi um choque grande demais para nós que nos fez para pra pensar e ver o que estávamos fazendo de nossas vidas e como agíamos uns com os outros. Erámos muito próximos no início, então, por uma razão qualquer todos nós nos afastamos aqui e ali".

"Perder alguém daquele jeito, um grande amigo e um irmão incrível - alguém que é tão importante para a banda de tantas maneiras - você começa a ver o que você não valoriza".

Apesar de que os membros sobreviventes do SLIPKNOT não faziam nenhuma idéia de como iriam prosseguir após o falecimento de Gray, "a partir do momento em que estávamos na mesma situação e começamos a dar pequenos passos - começando com os shows do Sonisphere ano passado - realmente nos uniu com mais força do que há muito tempo", disse Taylor. "Todos nós colocamos a cabeça no lugar, graças a Deus, porque no fim das contas somos tudo o que temos".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Gray fez sua última aparição gravada no álbum de 2008 do SLIPKNOT, "All Hope Is Gone", que recebeu disco te platina pela RIAA (Recording Industry Association of America) em agosto de 2010 por remessas de mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos - o quarto lançamento consecutivo da banda a atingir tal marca.

Taylor atribui o sucesso da banda ao fato de que "[nós fazemos] a música do SLIPKNOT; sempre fizemos, e não creio que isso virá a mudar", ele disse ao DesMoinesRegister.com.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Acho que nós meio que desenvolvemos nosso próprio cantinho. Se alguém me perguntar que tipo de música fazemos, eu não sei de verdade, porque você pode provavelmente encontrar um zilhão de diferentes gêneros de música", disse ele. "Nós entalhamos nosso próprio nicho. Eu tipo que me orgulho disso, de sermos bem singulars. Chegamos aonde chegamos fazendo nossa própria coisa e sem abrir mão de nada".

De acordo com Taylor, ele e o baterista Joey Jordison começaram a compor material para o quinto álbum do SLIPKNOT, que não deverá ver a luz do dia até 2014 - após Corey e o guitarrista Jim Root terem completado o ciclo de turnê do novo CD de sua outra banda, STONE SOUR.

"Nossa meta para o próximo álbum do [SLIPKNOT] é que quando acontecer, queremos nos certificar de que todos na banda tenham algo a dizer. É importante demais para que isso não aconteça", disse Taylor. "Obviamente será pelo espírito de Paul, e acho que todos na banda precisam dizer algo por ele".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Slipknot"


Slipknot: O Beethoven do Metal segundo Meat LoafSlipknot
"O Beethoven do Metal" segundo Meat Loaf

Slipknot: A banda é satânica? O que diz Corey Taylor?Slipknot
A banda é satânica? O que diz Corey Taylor?


Big Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferidaBig Four
Astros da cena Heavy escolhem banda preferida

Crianças: veja como cresceram as de Nevermind, War e outrasCrianças
Veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280