Gametas: entrevista com a banda carioca

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Ver Acessos

Diretamente do Rio de Janeiro, uma banda de Rock sem frescuras ou firulas, mas com muito a dizer. Os Gametas investem em melodias fáceis e pegajosas, letras inteligentes e sonoridade Rock n' Roll old school. A Van do Halen bateu um papo com o quarteto e o resultado disso pode ser conferido abaixo. Só não se esqueça de ouvir o som dos caras - antes, durante ou depois da leitura - clicando aqui. Agora, a entrevista:

Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Cristina Scabbia: cantora fala sobre ser uma das "garotas mais quentes do Metal"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Van do Halen: Inicialmente, contem a história da banda - formação, conquistas, lançamentos e tudo o mais.

Paradise: Montei a banda a partir de uma demo com duas músicas que eu gravei na Páscoa de 2000 num porta-estúdio recém-comprado. A primeira encarnação dos Gametas teve uma existência efêmera e durou até meados de 2007. Em janeiro de 2008 comecei a gravar uma demo com o Iuri Escabroso, que seria o ponto de partida para uma nova banda. Depois de recorrer a várias músicas do repertório original dos Gametas - o que fugia da ideia inicial - resolvi retomar do ponto que a banda havia parado. Com a entrada do Bralha na bateria no início de 2009 a nova formação se consolidou.

Van do Halen: O primeiro e (até agora) único CD da banda, "Gametas", foi lançado em 2010. Como foi o processo de composição, gravação e produção do registro?

Paradise: O primeiro disco traz quase que exclusivamente músicas desse período (2000-2007) com excessão de "Os Brinquedos Eróticos de Madame Surrey", que é de 2009, e todas as músicas foram compostas por mim. As gravações se arrastaram durante meses e o disco foi todo feito no estúdio do Fabio Brasil (Detonautas), o Mobilia Space. O Fabio produziu e no final a gente teve a ajuda do Roberto Lly (Herva Doce) na mix.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Van do Halen: O som do Gametas é diferente por unir letras baseadas em erotismo e horror com um estilo musical simplório, roqueiro e com muita influência dos clássicos setentistas. As canções soam até irônicas, pois essas abordagens líricas são costumeiras a gêneros mais extremos do Rock. Como vocês explicam essa união? Gostaria que falassem mais sobre as influências gerais do conjunto.

Paradise: Eu particularmente não consigo enxergar o rock hoje no Brasil sem essa coisa do deboche, da crítica, da ironia. Tá tudo uma bosta. Não faltam fatos patéticos pra se tirar sarro ou meter o pau. Rock é isso! Chega de "desculpa se eu chorar", "perdoa se eu errei" e cabelinho alisado. Quanto ao Horror é um lance que a gente herdou dos nossos ídolos: do Kiss, dos Ramones, do Misfits, do Eddie do Iron Maiden. Essas coisas... Mas vou logo avisando que não tem porra nenhuma de Crepúsculo aqui não. Somos vampiros héteros.

Van do Halen: A banda também tem seu apelo visual. O que vocês acham das bandas alternativas que pouco se importam com o visual?

Bralha: Olha, posso dizer que nenhum de nós se sentiria bem subindo ao palco com a roupa do escritório, até porque ninguém aqui frequenta esse tipo de ambiente. Tampouco nos importamos com quem pouco se importa com o visual, e sei que quem pouco se importa com o visual pouco se importa com a gente também, apesar de achar isso injusto, afinal, dá um trabalhão se maquiar, fazer aquela produção do mau pra esses fãs de Los Hermanos do caralho ficarem com ar blasè... Mas foda-se, pelo menos nós fazemos sexo.

Van do Halen: De onde veio a ideia de fazer e registrar uma versão para "Pet Sematary", clássico dos Ramones, com letra modificada e intitulada "Beth Cemitério"?

Paradise: Na verdade temos a ideia de fazer um disco inteiro com versões toscas. Vai se chamar "As Canções Que Você Sempre Quis Cantar Mas Não Sabia A Letra". Iremos ESTRAGAR músicas do Kiss, Nirvana, Guns n' Roses... Temos várias cretinices guardadas. Corre a boca miúda que a versão de "Pet Sematary" foi a verdadeira causa-mortis de Joey, Johnny e Dee Dee Ramone...

Bralha: "Aneurism" do Nirvana virou "Disco do Iron Maiden", mas a Courtney Love ameaçou colocar os peitos pra fora de novo aqui no Brasil se lançassemos, então preferimos adiar um pouco.

Van do Halen: Quais são os planos atuais dos Gametas? Há planos para um novo CD?

Bralha: O novo CD está gravado e entramos agora na fase de mixagem, trabalhando novamente com o Fabio Brasil no Mobília Space. Se chama "Supersônico", tem 11 faixas e deve sair entre Março e Abril, junto com clipe, um novo site e um programa tosco pra web, várias porcarias de uma vez só. Já temos algumas datas marcadas e o giro começa pelo Rio, depois capital/interior de SP, e estamos negociando mais shows com produtores inconsequentes. Também temos planos de ficarmos ricos.

Van do Halen: Como tem sido a divulgação do CD fora da Internet, ou seja, com shows? E, aproveitando o gancho, a cena roqueira carioca e nacional está tão enfraquecida como os músicos relatam?

Bralha: Aproveitamos toda a facilidade da Internet na divulgação, mas não dá pra ficar só nisso. Rodamos bastante com o disco, RJ, SP, ES, PR e MG, abrimos shows pro Matanza, Made In Brazil, Detonautas, fomos mais de uma vez a algumas cidades, tudo isso a bordo de uma UNO 97 que sucumbiu aos percalços do rock a caminho de um show em Catanduva-SP, tendo que ser abandonada em Campinas. A "cena roqueira" todo mundo sabe como é, não adianta também ficar reclamando, falando mal, tá no rock quem quer, o caminho é longo e tortuoso, mas ninguém chegou no Eldorado sem comer poeira.

Van do Halen: O espaço final é de vocês. Mandem um recado para os leitores da Van do Halen.

Bralha: É sempre legal quando um veículo que curtimos se interessa pelo que fazemos, valeu mesmo. Roqueiros, baixem o nosso disco (http://soundcloud.com/gametas/sets/gametas-2010/), espalhem pros amigos, pros inimigos e deixem o cabelo crescer, mas nada de chapinha! Fiquem ligados que o novo disco está chegando e mais bizarrices como "Menino Lobisomem", "Eu quero que você morra!", "Teu namorado é gay" e "Vampiro Pornô" vão trazer desgosto aos mais puritanos! Valeu!

Paradise: Nos adicionem em nossas redes sociais, um abração pra galera e o David Lee Roth é uma bichona, vocês sabem...

Download do CD Gametas:
http://soundcloud.com/gametas/sets/gametas-2010/

Twitter:
http://twitter.com/#!/Gametas

Facebook:
http://www.facebook.com/bizarrascriaturas

Site com fotos, músicas, vídeos e downloads:
http://gametas.tnb.art.br/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Gametas"


Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Ortografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?

Cristina Scabbia: cantora fala sobre ser uma das garotas mais quentes do MetalCristina Scabbia
Cantora fala sobre ser uma das "garotas mais quentes do Metal"


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline