X-Hatred: entrevista com a banda do Distrito Federal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini, Fonte: Blog Arte Metal
Enviar Correções  

publicidade

Formada em 2007 por Marlon Alencar (Vocai), Jabah Reivax e Paulo Thunão (Guitarras), Nilo Oliveira (Baixo) e Jander Duarte (Bateria), a X-Hatred, que lançou apenas um trabalho demo, com o sugestivo nome de "First Punch", acaba de lançar seu debut álbum "All Pages Burned". músicalmente o álbum mostra diversas influências da banda, resultando em um trabalho pesado e furioso, com certa dose de acessibilidade. Acompanhando a evolução tecnológica e digital, e fugindo da pirataria e dos downloads ilegais, a banda optou por lançar seu álbum o disponibilizando na íntegra na internet.

publicidade

Sobre estes e outros assuntos falamos com o batera Jander Duarte, que nos contou mais detalhes sobre o novo trabalho e a cena de Brasília.

Arte Metal: Primeiramente conte-nos sobre o início das composições de "All Pages Burned" até a finalização do debut.

Jander Duarte: As 10 músicas do álbum foram escritas ao longo de 2 anos. Na verdade há mais material pronto e que acabou ficando de fora na hora de selecionar o conjunto de composições que, para o 1° álbum, acreditamos representar bem a banda.

publicidade

Como tem sido a aceitação do álbum, tanto pela crítica quanto pelo público, até o atual momento?

Nossa estratégia de liberar o disco completo em MP3 de alta qualidade através de um canal oficial da banda foi muito bem sucedida, mas isso só foi possível devido ao excelente trabalho que Nilo Oliveira (baixista da banda) vem desenvolvendo, que é catalogar e fazer contato com sites e blogs especializados de diversos países divulgando a banda, e nossa postura de presentear o maior numero de pessoas possível com um material de qualidade. Ao invés de ficarmos reclamando que as gravadoras não dão oportunidade para bandas novas, decidimos nos aliar a quem pode nos ajudar a levar nossa música para todos os lugares do mundo e ate o momento o retorno tem sido excelente!

publicidade

Explique-nos um pouco sobre o título do álbum, o que ele representa, e fale-nos sobre as letras.

Para ser bem sincero, o título não tem nenhum significado especial e enigmático, pelo menos para mim!!! (risos) Trata-se de uma parte da letra de uma das músicas e achamos que seria um bom "pano de fundo" para a capa desenvolvida por Mark Nagash, a partir dos conceitos e idéias que passamos para ele. Já as letras, assim como tudo na banda, há uma grande democracia: todos, exceto Jabah Reivax, escrevem e mostram uns para os outros para selecionar o que usaremos. Procuramos não nos limitar ou restringir o conceito a um único tipo de tema, mas no geral nossas letras tratam do ser humano e suas relações.

publicidade

O som do X-Hatred sofre influências de muitos estilos, desde o Heavy Metal Tradicional, beirando até o Death Metal. Como você o definiria?

O X-Hatred é formado por 5 músicos de backgrounds músicais diferentes e as influencias vão de bandas mais extremas até sons que estão fora do universo metal. Desde o início sempre quisemos que nosso som estivesse livre de rótulos específicos, então sempre que perguntam, dizemos que somos uma banda de rock pesado.

publicidade

"New Nightmare", "Are you Guilty?" e "Sentenced to Perish" são minhas faixas favoritas em "All Pages Burned". Você tem preferência por uma ou algumas faixas em especial?

Essa é uma pergunta difícil, pois o disco ainda está muito recente e não conseguimos o distanciamento necessário para destacar uma ou outra música, mas eu particularmente sempre gostei muito de "Chaos of Creation". Uma que cresceu no meu conceito depois de pronta foi "Current Facts". Eu não tinha nem votado nela para entrar no disco e minha opinião era que estávamos deixando músicas muito melhores de fora, mas agora não consigo imaginar "All Pages Burned" sem ela, pois achei que ficou absurdamente boa!

publicidade

Como está a agenda de shows? E como tem sido a recepção do público nestes shows?

Ficamos trancados em nossa sala de ensaio criando e praticando nossas músicas, depois nosso foco foi registrar esse material com qualidade, o que o produtor Caio Duarte do BroadBand Studio fez com total competência. Agora estamos a todo vapor divulgando o disco para torná-lo conhecido e para conseguir espaço para shows. Agora estamos abertos para convites. Se houver estrutura, com certeza vamos detonar!

publicidade

Conte-nos um pouco com está a atual cena de Brasília?

Brasília está em um momento excepcional, repleto de bandas excelentes!!! No Metal mais brutal, tem Zilla, Device e Isolate que sâo minhas preferidas e que acredito que não devem nada para as bandas gringas que estão bombando. Tem o Trampa que faz um rock em português de ótima qualidade, com um show animal. O Triplo 20, com seu samba rock honesto. E isso só pra citar algumas poucas que estão crescendo. E tem as bandas que já são consagradas em todo Brasil, como Dynahead, Blazing Dog, Violator, Khallice, Dark Avenger (que voltou recentemente com a formação clássica). Aqui, falando de rock, posso dizer que estamos muito bem servidos!

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Tarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000Tarja
Agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin