Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemKiss: Fã de comédia romântica, Paul Stanley lista seus filmes preferidos

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemBruce Dickinson: curiosidades sobre a voz por trás do Iron Maiden


Stamp

Megadeth: música vai além das notas, é um estilo de vida

Por Cíntia R. Machado
Fonte: Music-Photocalypse.net
Em 20/07/10

O Music-Photocalypse.net conduziu uma entrevista com o baixista do MEGADETH, David Ellefson, no dia 3 de julho no Tuska festival em Helsinki, Finlândia. Alguns excertos da conversa seguem abaixo.

Music-Photocalypse.net: O que você acha dos álbuns do MEGADETH dos quais você não participou?

David: Eles soaram para mim como as gravações solo de Dave Mustaine, e eu digo isso porque ele era o único cara original com três outras pessoas. E o que eles fizeram não tinha as mesmas características do MEGADETH, pois Dave estava cantando, tocando e compondo, e cerca de 50% disso era Dave Mustaine. Mas eu diria que em "Endgame" há partes daquele som da maioria das gravações do MEGADETH, porque existe peso. Eu acho que o fato de Andy Sneaper ter sido o produtor, ele fundamentalmente sabe como entender o som do MEGADETH corretamente, e ele trabalhou muito bem com a banda para trazer isso à tona. Há algumas coisas no "The System Has Failed" que tiveram uma série de marcas muito legais do MEGADETH. E então houve momentos em que eu realmente senti que o Dave estava tentando escapar e fazer a sua própria coisa, e novamente, eu sempre o encorajaria a fazer um álbum solo. Eu acho que seria bom para ele. Ele poderia curtir isso sem ter que fazê-lo dentro dos limites do MEGADETH. Até certo ponto sendo o MEGADETH tão grande como é, existem restrições. Ele tem que soar de certo modo, caso contrário os fãs ficarão irritados.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Music-Photocalypse.net: O que você pode dizer sobre o fato do MEGADETH não tocar no mesmo palco que as bandas anti-cristãs?

David: Eu não estava na banda quando tudo isso aconteceu. Mas às vezes você tem que defender o seu caráter. Dave e eu somos ambos cristãos agora. Se já existiram duas pessoas no rock n’ roll que estiveram no lado negro, fomos nós. Então sair disso e declarar fé em algo bom é, eu acho, uma boa coisa. Eu nasci e fui criado como uma criança luterana, o que eu acho que a maioria dos escandinavos são, nada descabido, nada louco. Então para mim, sair do mundo negro do álcool e da diversão e de tudo aquilo que eu fiz e que quase me matou – sair disso para voltar à normalidade e seguir o caminho do meio com uma família e ser saudável... Se alguém vê isso como uma coisa ruim – isso não é bom. Você não tem que ser o mocinho, mas você também não tem que levar as pessoas para o mau caminho. Eu acho que nesse aspecto o Dave disse que ele não iria tocar com as bandas que estavam fazendo aquele tipo de coisa porque isso viola diretamente as suas crenças. Ele é muito tolerante com quase todas as coisas, mas nessa situação particular ele disse: "Não, isso não é certo." Então nós aprendemos que você tem que respeitar os artistas, você tem que respeitar as pessoas em cujo palco você tecnicamente está. E nesse dia particular você terá que ser respeitoso, se você não for... (bate suas mãos)

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Music-Photocalypse.net: Você é David Ellefson do MEGADETH, isso é basicamente uma parte do seu nome agora. Como o David Ellefson do MEGADETH difere do David Ellefson fora da banda: um marido, um pai, um homem de negócios?

David: Eu sou praticamente o mesmo cara. Quando você pisa no palco, você tem aquela cara de concentração como em qualquer outro lugar: em um campo de futebol ou uma quadra de basquete, você irá ter a sua cara de concentração, você está atento. Mas falando de personalidade, eu sou praticamente o mesmo cara. Eu procuro ter uma série de princípios que se aplicam a tudo mais que eu faço. Honestamente, para mim esse é o objetivo de tentar e de ser o mesmo cara dentro e fora do palco, pois isso é uma parte importante do que o MEGADETH é. O MEGADETH não é um ato teatral, no qual nós pintaríamos nossos rostos ou usaríamos máscaras, ou nós faríamos uma coisa no palco e então nós sairíamos e faríamos o oposto. O cara que era ótimo nisso foi Alice Cooper. Ele também era muito aberto quanto à sua fé cristã, e foi salvo do estilo de vida de álcool e drogas que ele levou até certo ponto anos atrás. Ele foi capaz de ir para o palco e de ser esse personagem chamado Alice, o vilão malvado. Então ele sai do palco, tira a maquiagem e vai jogar golfe, passar o tempo com sua esposa e filhos e ser um rígido homem de família. Nós estivemos em turnê com ele muitos anos atrás e ele tem sido um bom mentor, um modelo de como fazer show business: de estar no showbizz, mas não ser o showbizz.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Music-Photocalypse.net: Hoje em dia a imagem da banda é mais importante do que a música que a banda faz. De volta aos velhos tempos em que as pessoas costumavam se importar se a banda realmente tocava. Você acha que isso afetaria o desenvolvimento posterior do metal? Isso irá deteriorar a qualidade enquanto se prefere a imagem à música?

David: A música é muito mais do que apenas notas musicais, ela é um estilo de vida. Eu me lembro de ter visto o KORN, quando eles ficaram conhecidos, e nós os levamos à sua primeira grande turnê. Todo o visual, o estilo e cabelo deles, eles cantavam músicas para uma geração inteira que se identificava com isso. Então isso é muito mais do que apenas música. É como se identificar quando você vai ver a banda tocar. Agora é mais sobre a cena e o movimento mais do que era nos velhos tempos quando eu estava indo ver o KISS, o RUSH ou o VAN HALEN. Todos eles eram bandas diferentes, mas não existiam oito outras bandas como eles para ser parte da cena. Aquilo meio que começou com o thrash metal. Começou com o "Big Four" e então o OVERKILL e o EXODUS. Existiu um bando de nós que começou a cena e nós todos nos mudamos para uma grande tribo. E desde então teve o GUNS N’ ROSES, existiu um monte de McCoys e suas bandas glam, bandas punk: SUM 41, BLINK-182, GREEN DAY – eles eram todos parte da cena.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars