Slash: como ele começou a gostar de rock?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Steinmetz Moita, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em junho de 2010, o List.co.uk conduziu uma entrevista com o guitarrista Slash (GUNS N ROSES, SNAKEPIT, VELVET REVOLVER). Confira trechos abaixo.

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosPunk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

The List: Como você conheceu o rock?

Slash: "Engraçado você me fazer esta pergunta, porque eu estava pensando sobre isso há dez minutos atrás. Eu acho que quando era uma criança, e eu estava na Inglaterra, foi através dos ROLLING STONES, THE WHO, THE KINKS e BEATLES e era nisso que meu pai estava metido. Meu pai era um estudante realmente rebelde, um desses garotos de toda geração. E foi com isso que eu cresci na Inglaterra. Mas quando eu me mudei para os Estados Unidos, foi THE DOORS e LED ZEPPELIN e tudo mais que estava rolando [na época]. Nós tínhamos uma coleção musical realmente vasta, e eu fui criado em meio ao rock 'n' roll, simplesmente foi assim. Então quando eu cheguei pelos 13 ou 14 anos, eu comecei a ouvir - mesmo achando que as músicas de meus pais eram legaizinhas - o hard rock contemporâneo da época, que era AEROSMITH, CHEAP TRICK, BLACK SABBATH, AC/DC, TED NUGENT e tudo mais, e foi daí que eu surgi.

Eu sempre amei guitarras no rock. Eu apenas nunca pensei que era o que eu ia acabar fazendo. Eu não tinha intenção de ser um musico, mas eu peguei uma guitarra por dois segundos e nunca a larguei desde então".

The List: O que você acha que faz de você um guitarrista tão único?

Slash: "Eu não faço idéia do que estou fazendo, eu não estou bem certo de como cheguei no lugar que estou. Eu tenho meus momentos tocando - que definitivamente se demonstram emocionalmente - que realmente vem de um lugar sincero, e talvez as pessoas se atenham a isso, ou talvez são apenas os riffs, eu não sei. Mas é muito legal ser reconhecido como um guitarrista decente. Esta é uma das coisas que eu sempre quis estar apto a fazer, estar no topo do meu jogo, para mim pessoalmente, apenas ser melhor como guitarrista, estar apto a me comunicar com a guitarra cada vez melhor, e eu acho que isso começou a funcionar um pouco. Em outras palavras, eu não faço idéia".

The List: Quão diferente é estar em turnê agora que você está limpo e sóbrio?

Slash: "Quando estávamos em turnê, não era muito de rolar drogas. Eu nunca fui muito drogado na estrada - sempre era em casa quando eu estava fora da estrada que eu caía no abismo através do tédio - mas na estrada era realmente ficar bêbado, e eu simplesmente me acabei bebendo 24 horas por dia pelos últimos 35 anos, então eu de fato não sinto falta disso. Tudo é realmente igual. Eu continuo fazendo festa o tempo todo e saindo com todos que bebem, mas eu apenas não gosto, particularmente, e realmente não tenho mais o desejo de ficar extremamente bêbado. Mas nada me parece estranho. Eu acho apenas que o foco para mim agora é sobre a música, então estou feliz por estar nesse ponto em que estou, sendo otimista para tocar e curtir".

The List: Como foi exatamente o processo de gravação do álbum solo, especialmente trabalhando com tantos vocalistas?

Slash: "Eu escrevia a música, fazia uma demo, e então mandava para o artista que eu achava que deveria cantar, daí eles poderiam escrever as letras e fazer todo o resto. Então todas as canções foram co-escritas pelo vocalista. Foi realmente muito simples e muito old school em termos de escrever músicas, onde um cara sentava ao redor, e levantava com uma porção de mudanças de acordes e isso, e aquilo e aquilo outro, misture tudo isso e mostre ao cantor para ver se ele gosta, ele faz sua parte então vamos ao estúdio e botamos pra quebrar".

Leia a entrevista completa (em inglês) no The List.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 04 de outubro de 2012
Post de 21 de fevereiro de 2014
Post de 22 de fevereiro de 2014
Post de 31 de maio de 2017

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1801 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2682 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Matt SorumMatt Sorum
Músico se posiciona contra James Hetfield

W. Axl RoseW. Axl Rose
Explicando tweets sarcásticos em longa carta aberta

SlipknotSlipknot
Álbum debut é eleito o melhor dos últimos 25 anos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Slash"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Punk RockPunk Rock
Site lista os discos mais representativos da história do estilo

Johnny DeppJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns

MegadethMegadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko?

5000 acessosAve, Satan!: As dez melhores músicas sobre o Inferno5000 acessosMúsicas Ruins: blog elege as piores de grandes bandas do Rock/Metal5000 acessosThe Wall - Uma obra de arte conceitual5000 acessosMichael Jackson: 10 nomes do rock que tocaram com o Rei do Pop5000 acessosMegadeth: fã tem siricutico ao encontrar Mustaine; veja vídeo5000 acessosGuns N' Roses: é melhor sair da sala se Axl não está feliz

Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online