Sebastian Bach: entrevista com o guitarrista Nick Sterling

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Tadeu Salgado
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nick Sterling, o menino prodígio que fará 5 shows de abertura para o GUNS N' ROSES no país, começou sua carreira aos sete anos de idade quando ganhou sua primeira guitarra. Com 10 anos, lançou seu primeiro EP intitulado "Ten" e já nesta época fez centenas de espetáculos, desenvolveu uma presença de palco incrível, e começou a tocar guitarra com o nível em que muitas pessoas o consideram virtuose.

Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaJohnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o Guns

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com 13 anos de idade, Sterling já tinha dividido o palco com artistas como KID ROCK, AEROSMITH, CHEAP TRICK, TESLA, GAVIN DEGRAW, STEVE VAI e JOE SATRIANI.

Em 2004, com apenas 14 anos, começou a gravar seu primeiro álbum em que ele escreveu todo o material, tocou todos os instrumentos, cantou todas as músicas, além de ter feito a produção e engenharia do projeto. O álbum intitulado "Life Goes On..." foi lançado no final de 2005 e foi aclamado por toda a crítica especializada em música.

No ano passado, SEBASTIAN BACH o chamou para integrar sua banda solo. BACH diz que o jovem guitarrista é o seu Randy Rhoads. Mesmo com uma agenda superlotada, Sterling conseguiu um tempo para responder algumas perguntas antes de chegar ao Brasil.

Seu primeiro show com Sebastian Bach foi em Helsinque, na Finlândia e foi também sua primeira viagem para a Europa. Como foi a experiência de tocar para um público grande, abrindo o show para o Alice Cooper?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nick Sterling: Foi realmente muito bom ter tocado num grande espaço com o Sebastian, abrindo o show para o Alice. O público em Helsinque foi ótimo, e foi realmente uma maneira maravilhosa de começar o passeio e iniciar a minha relação de trabalho com Baz e os caras. Conheci o Alice cerca de 10 anos atrás. Ele estava aqui em Phoenix e acabamos cruzando algumas vezes, desde então isso foi uma coincidência muito legal para mim acabar dividindo o palco com ele naquela noite. Ele sempre disse que esperaria ver mais de mim e que acabaríamos por dividir o palco um dia. Acho que ele estava certo! Muito legal!

Quais suas principais influências musicais?

Sterling: Eu gosto de todos os tipos de música. Cada gênero, período de tempo, estilo, os instrumentos, os vocais, a composição, o lirismo, tudo isso é muito importante para mim!

Você gosta de alguma banda brasileira?

Sterling: Eu realmente não conheço nenhuma banda brasileira, mas eu gostaria de ouvir algumas! No entanto, eu gosto da vibe da música da cultura sul-americana como o Samba, Bossa Nova, Tropicália. É muito divertido!

Uma curiosidade, quantos instrumentos musicais você toca?

Sterling: No meu terceiro disco, eu toquei as guitarras, baixo, bateria, cantei e toquei teclado. Estes são os instrumentos principais que eu toco. Os outros eu só brinco, passo o tempo arranhando mesmo.

O que você já ouviu falar sobre o público brasileiro?

Sterling: Muitas coisas, eu vi como é o público brasileiro em um punhado de DVDs musicais diferentes que eu tenho. Tão apaixonado! Estou muito animado para tocar para todos vocês!

O que nós podemos esperar dos shows?

Sterling: Um show de Rock 'n' Roll com muita energia com músicas do primeiro disco do Skid Row, do disco 'Slave to the Grind', músicas do 'Angel Down' (disco solo do Sebastian Bach) e algumas de minhas composições. Sebastian gostou muito de algumas das minhas canções e elas estarão no seu próximo disco solo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com apenas 19 anos, você já tem uma carreira de dar inveja em muitos músicos. Que dica você dá para as pessoas que estão iniciando sua carreira musical?

Sterling: Para realmente se concentrar apenas em fazer boa música. Não fique tão obcecado por ter necessariamente a melhor técnica. Na minha opinião, é mais importante estar rodeado de bons músicos, poder tocar com outros e criar algo grande, do que apenas fazer "fritação" .- em minha opinião.

Você quer mandar uma mensagem para os fãs brasileiros?

Sterling: Por favor, entrem no meu Myspace (www.myspace.com/nicksterlingrocks) ou no meu Facebook (www.facebook.com/pages/Nick-Sterling/225577226132) e me adicionem. Eu gostaria muito que os fãs tirassem muitas fotos e façam vídeos para que eu possa ver depois. Por gentileza, envie-me os links dos registros dos show quando vocês tiverem. Vejo vocês em breve!

NOTA DA ASSESSORIA: embora o Sterling tenha pedido para o pessoal levar câmera, não será permitida a entrada destas no show!
Obrigado




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Sebastian Bach"


Guns N' Roses: Sebastian Bach ficou surpreso com reuniãoGuns N' Roses
Sebastian Bach ficou surpreso com reunião

Skid Row: Sebastian Bach fez algo inaceitável a Snake SaboSkid Row
"Sebastian Bach fez algo inaceitável a Snake Sabo"


Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaFotos de Infância
Max e Igor Cavalera, do Sepultura

Johnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o GunsJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns


Sobre Tadeu Salgado

Natural de Varginha, reside em Niterói, onde graduou-se em Produção Cultural na Universidade Federal Fluminense. Já trabalhou com importantes diretores de cinema, tv e teatro como Domingos Oliveira, Marcos Paulo, Paulo Betti e Suzana Krugger. É editor da Agenda do Headbanger, agenda cultural online com informacões dos principais shows de rock e metal no Brasil.

Mais matérias de Tadeu Salgado no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280