Motley Crue: "Buenos Aires foi nosso melhor show!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site da Playboy Americana, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda californiana MÖTLEY CRÜE foi recentemente escalada para o ROCK THE RABBIT, um evento realizado anualmente pela revista Playboy americana, onde o maior atrativo são as jams incomuns unindo artistas de nichos musicais completamente diferentes.

Steel Panther: "se pudesse ressuscitar um músico, seria Vince Neil", diz Michael StarrMax Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros

Esses quatro roqueiros de Los Angeles são o monstro do rock original. Eles criaram o carbono para o metal moderno decadente, originando o cabelo e a maquilagem que dominou Los Angeles durante os anos 80, estraçalhando com o metal lento e uma época anterior com uma pegada influenciada pelo punk e acelerando a coisa toda para os ouvidos de hoje, e desafiando a qualquer coisa e qualquer um a acompanhar seu estilo de vida inconseqüente e rock-and-roll. É um tributo a eles que até mesmo à medida que a sua fama transcendia a arena musical, eles continuaram a exalar rock que lotava essas arenas. O disco do ano passado, "Saints of Los Angeles", foi tão bom quanto o que eles faziam 20 anos atrás - as melodias de Nikki Sixx fisgando você, a batida marginal dele e de Tommy Lee surrando seu corpo, e as guitarras arrepiantes e ressonantes de Mick Mars lhe causando arrepios na espinha enquanto Vince Neil uiva. Nós batemos um papo com Tommy e Vince no estúdio de Mick Rock para o retrato do Crue para o Rock the Rabbit.

PLAYBOY: Vocês têm, excursionado por mais de 25 anos. Qual foi a melhor cidade que vocês já tocaram?

LEE: Nós tocamos em Buenos Aires, Argentina, pela primeira vez, no ano passado, e aquele foi o melhor show que eu já toquei na minha vida. Nós voltaremos lá.

NEIL: As mulheres em Buenos Aires são simplesmente fabulosas.

PLAYBOY: E quanto a aqui, nos EUA?

LEE: Detroit é incrível. E os shows em casa, em Los Angeles são sempre legais.

NEIL: As cidades aqui são basicamente todas muito divertidas - o Mötley atrai todas as mulheres gostosas em qualquer cidade.

PLAYBOY: Como vocês descreveriam seu estilo pessoal?

NEIL: No palco eu tenho meu couro, meus cintos - coisas chamativas. Mas eu sou de usar chinelos, camisetas e jeans - eu cresci no Sul da Califórnia. Eu também visto um monte de ternos - ternos do Versace. É um extremo ou outro.

LEE: Eu acho que estilo é a maneira que você se sente. Eu uso calças de moletom ou um terno. Há algo de divertido em ir completamente contra a maré. Quando todo mundo está de terno, eu faço o contrário - especialmente em eventos. Eu não curto ser como todo mundo. É um risco, mas por que eu gostaria de ser como Zé Mane da rua?

PLAYBOY: Como foi trabalhar com Mick de novo depois de 20 anos?

LEE: Ele está mais louco agora. Artistas entendem artistas, e eu entendo que é a maneira como ele faz as coisas acontecerem.

NEIL: Nós estávamos pelados na última vez que tiramos fotos - felizmente estamos vestidos dessa vez.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Motley Crue"


Steel Panther: se pudesse ressuscitar um músico, seria Vince Neil, diz Michael StarrSteel Panther
"se pudesse ressuscitar um músico, seria Vince Neil", diz Michael Starr

Mötley Crüe: veja clipe de "Same Ol' Situation (S.O.S.)" com cenas de "The Dirt"Mötley Crüe: Vince Neil toca clássicos da banda em show nos EUA; assista

Mötley Crüe: The Dirt salvou amizade entre membros da banda, afirma Nikki SixxMötley Crüe
The Dirt salvou amizade entre membros da banda, afirma Nikki Sixx

Mötley Crüe: Tommy Lee posta vídeo com pênis como filtro em seu InstagramMötley Crüe
Tommy Lee posta vídeo com pênis como filtro em seu Instagram

Mötley Crüe: Vince Neil toca clássicos da banda em show nos EUA; vejaRodz Online: Os dois dias de Rock N' Roll do Moscow Music Peace Festival (vídeo)Mötley Crüe: edição de 30 anos de Dr. Feelgood será lançada

Mötley Crüe: Tommy Lee tira uma com a cara de Donald TrumpMötley Crüe
Tommy Lee tira uma com a cara de Donald Trump

Twitter: contas que todo fã de rock deveria seguirTwitter
Contas que todo fã de rock deveria seguir

Mötley Crüe: motorista canadense culpa Kickstart My Heart após multaMötley Crüe
Motorista canadense culpa "Kickstart My Heart" após multa

Nikki Sixx: Eu tenho agora cinco partes de cadáveres em meu corpoNikki Sixx
"Eu tenho agora cinco partes de cadáveres em meu corpo"


Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outrosMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros

Jimi Hendrix: 12 coisas que talvez você não saiba sobre eleJimi Hendrix
12 coisas que talvez você não saiba sobre ele

Separados no nascimento: Paul Stanley e Ioná MagalhãesSeparados no nascimento
Paul Stanley e Ioná Magalhães

Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Rafael Serrante: Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In RioRafael Serrante
Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio

Rock And Roll: as 13 maiores voltas por cima da históriaRock And Roll
As 13 maiores voltas por cima da história

Kiss: Produtor comenta hábitos de Gene SimmonsKiss
Produtor comenta hábitos de Gene Simmons


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336