Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemNoel Gallagher revela o rockstar que ficou mais impressionado de conhecer pessoalmente

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemAngra: Luis Mariutti conta sobre atritos entre Andre Matos e Rafael Bittencourt

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemPaul Stanley, do Kiss, fala sobre os shows da reunião do Pantera

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemMetallica: o que Regis Tadeu achou de "Lux Aeterna", nova música da banda?

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemRobert Plant confessa de qual música o Led Zeppelin tirou "Gallows Pole"


Samael Hypocrisy
Stamp

Yngwie Malmsteen: "soldado de uma legião imortal"

Por Pedro Zambarda de Araújo
Fonte: Blabbermouth
Postado em 30 de dezembro de 2008

David E. Gehlke, do Blistering.com, conduziu em 2008 uma entrevista com o lendário guitarrista sueco YNGWIE MALMSTEEN, que falou sobre a Calçada da Fama, paixão pelo som extremo e outras coisas.

Blistering.com: Você foi indicado para a Calçada da Fama em Hollywood no mês de outubro. Como se sentiu lá?

Yngwie Malmsteen: "Foi surreal. Era exatamente onde eu estava quando vim pela primeira vez aos States. Eu costumava andar por aquelas ruas quando era jovem. É bastante bizarro, mas é também uma grande honra estar lá. Era meu objetivo, basicamente... na Suécia, não é aceitável ser músico, você deve ter um serviço braçal como ser soldador ou carregar pedras. Música não era considerada um verdadeiro trabalho porque eles têm um comportamento socialista. Quando eu vim aos States, eu estava muito satisfeito porque ser um músico é muito recompensador e foi prazeroso saber disso. Eu queria poder apenas fazer música e ter algo para comer. Esse era meu objetivo. Eu me tornei um pouquinho diferente, de lá pra cá [risos]".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Blistering.com: Quais são seus pensamentos sobre o resurgimento da guitarra solo, da fritação? Em 1990, você foi um dos poucos que ainda sustentavam essa bandeira. Nossa, hoje em dia suas músicas estão até nos videogames!

Yngwie: "Pessoalmente eu não sigo tendências, não importa quais forem. Eu só faço o que quero e é isso. Quando fiz a turnê com o G3 [com Joe Satriani e Steve Vai] percebi o extremo interesse na guitarra elétrica. Éramos apenas nós tocando guitarra — não havia sequer uma banda de rock´n´roll. Não havia nada além de solos de guitarra por três horas. Isso foi legal e surpreendente, e eu percebi que isso estava retornando. Mesmo quando o grunge veio e se foi, nada tomou seu lugar. Depois disso, não houve outro som bom de verdade. No começo, eu estava cético quanto a nós todos, mas agora acho que é legal porque as crianças, todas elas, estão jogando esses games".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Blistering.com: Há algum interesse em fazer outro álbum clássico como seu "Concerto Suite For Electric Guitar"?

Yngwie: "Agora eu me encontro mais perto do Metal. Mais do que nunca, pois eu me sinto bastante energético e apaixonado por fazer música extrema. Eu não tive o tempo para fazer mais música sinfônica, parecida com as de filmes. Mas eu adoraria fazê-la. No momento, eu estou num lugar ótimo. Minha mente está focada, saudável e eu gostaria de levá-la com meus amplificadores Marshall, essas máquinas fulminantes. O clássico nunca vai me deixar, de qualquer modo. Mesmo músicas de Heavy Metal como 'Death Dealer' têm progressões de acordes bem clássicas... bem Bach".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Blistering.com: Você tem 20 anos desde seu acidente de carro. Do que você mais se recorda e o que mudou em você por causa disto?

Yngwie: "O engraçado é que foi um sério acidente de carro. Eu estava em coma, mas além das coisas que me ocorreram naquele ano, o pior de tudo que poderia ocorrer realmente aconteceu. Minha mãe morreu, eu perdi minha casa em um terremoto e descobri que meu empresário havia roubado todo meu dinheiro. Esse buraco foi um enorme pesadelo. O acidente de carro foi uma coisa ruim, mas eu superei aquilo relativamente rápido, tenho que admitir. Sou o tipo de pessoa - se você não me matar -, que vai voltar fortalecida. Você tem que me sufocar. O mais forte que você me pressionar, mais forte eu vou empurrar de volta. Sou como um soldado de uma legião imortal [risos]. Quanto mais desafiadoras são as coisas, mais eu trabalho. É engraçado que minhas coisas estão mais comigo quando eu estou de acordo e feliz. Depois a música veio realmente agressiva. Algumas pessoas dizem: 'você vive na Flórida, onde tem coqueiros e sol, mas você escreve músicas como se vivesse nos calabouços'. E eu digo: 'vou te contar o porquê: eu cresci no inferno!'"

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Leia a entrevista na íntegra (em inglês) neste link.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Summer Breeze


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A crítica de Bruno Sutter ao show de Malmsteen: "Espero que termine tocando em boteco!"

Yngwie Malmsteen rebate produtora e diz que não atrasou show de propósito

Yngwie Malmsteen atrasou de propósito para prejudicar bandas de abertura, diz produtora

Guitarrista do Muse até tentou seguir os passos de Malmsteen, mas foi para outro caminho

Quem é melhor: Eddie Van Halen ou Yngwie Malmsteen? Gene Simmons responde

Os 4 guitarristas listados por Yngwie Malmsteen como seus favoritos

Yngwie Mamlsteen diz que ex-vocalistas de sua banda sentiam como se fossem Elvis Presley

Malmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante

Barulho Infernal: guitarristas fodões dão dicas fodas

Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular "Simple Man"

David Gilmour largou vício maléfico após ouvir erro em disco do Pink Floyd


Sobre Pedro Zambarda de Araújo

Nascido em 1989. Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, Pedro foi apresentado ao heavy metal através da banda Blind Guardian, em meados de 2004. Ouve e aprecia outros estilos do rock, como o punk, o indie e vertentes mais variadas. Gosta de assistir e cobrir shows.Toca muito mal guitarra, mas aprecia vários tipos de instrumentos musicais.

Mais matérias de Pedro Zambarda de Araújo.