Hetfield: Bob contribuiu mais que Newsted em 14 anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Ferraz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em uma entrevista de cinco minutos com o guitarrista e vocalista do METALLICA, James Hetfield, realizada no dia 16 de julho pela VG TV no show de abertura da segunda parte da turnê de verão européia da banda, em Bergen, Noruega, James falou, entre outros assuntos, sobre o novo álbum e sobre a contribuição de Robert Trujillo para o som da banda.

35 acessosMetallica: o que James achou das camisetas de Kylie/Kendall Jenner5000 acessosCristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Sobre o título do novo álbum do METALLICA, “Death Magnetic”:

James Hetfield: “’Death Magnetic’, pelo menos o título, para mim, ele tem... tinha alguma a coisa a ver com... Começou meio que como um tributo para as pessoas que sucumbiram em nosso meio de trabalho, como Layne Stanley (ALICE IN CHAINS) e um monte de pessoas que morreram, basicamente – indivíduos vitimas do rock and roll. E isso meio que cresceu a partir daí. Pensando sobre a morte... algumas pessoas são puxadas para isso, e exatamente como um imã, algumas pessoas são atraídas por ela, outras têm medo e são repelidas. E o conceito de que todos nós vamos morrer por vezes é discutido em demasia e então muitas vezes nunca conversado – ninguém quer levantar o assunto; é o grande elefante branco na sala de estar. Mas todos temos que lidar com ela em algum momento. Então esse é meio que o assunto tratado.”

Sobre a contribuição do baixista Robert Trujillo para o novo álbum e para o som da banda como um todo:

James Hetfield: “Eu realmente não deveria dizer isso, mas eu direi – ele é um baixista incrível; muito competente. Ele pode tocar basicamente tudo o que nós jogamos nele. Não somente isso, mas obviamente o modo de tocar (de Robert) com os dedos faz o som ficar mais cheio. Ele – e sem desrespeito ao Jason (Newsted, seu predecessor) – mas Rob já compôs mais nesse álbum do que Jason fez em todos os seus 14 anos. Muito disso tem a ver com nós não estarmos preparados, e eu totalmente entendo isso, mas simplesmente seu material parecia ficar melhor. Parece como se nós o conhecemos desde sempre, basicamente, é o que parece. E ainda há vezes quando eu o vejo em fotos conosco, e eu penso, ‘Oh, yeah! Ele está em nossa banda. Cara, nós iremos destruir ainda mais agora.’ É uma boa sensação”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
James explica como ele cria os títulos das músicas

35 acessosMetallica: o que James achou das camisetas de Kylie/Kendall Jenner922 acessosMetallica: Cartazes edição limitada serão vendidos nessa quinta1324 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Assista acidente encenado em show no México

Chris CornellChris Cornell
Homenagem ao cantor durante show do Metallica

MetallicaMetallica
Lars diz que vai embora do país se Donald Trump ganhar

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Cristina ScabbiaCristina Scabbia
"Símbolo sexual? fico surpresa com isto!"

Filhos de RockstarsFilhos de Rockstars
Qualquer coincidência é mera semelhança

RodolfoRodolfo
"O rock brasileiro entrou numa crise desde o começo dos anos 2000"

5000 acessosRolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy Metal5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele5000 acessosMotorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg5000 acessosIron Maiden: veja a banda como você não gostaria de vê-la3632 acessosMotorhead: Lemmy Kilmister em impensável versão minion5000 acessosMetallica: os riffs reaproveitados do Exodus

Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online