Sebastian Bach: "tenho que acreditar no que faço"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Ferraz, Fonte: Mouth4Music, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Mouth4Music recentemente conduziu uma entrevista com SEBASTIAN BACH. Nela ele fala, dentre outras coisas, sobre seu relacionamento com Axl Rose, o novo álbum e suas exigências artísticas.

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Mouth4Music: Bom, agora você e Axl (Rose) têm sido amigos por algum tempo e cada um colaborou com o álbum do outro.

Sebastian: "Ele canta três músicas em 'Angel Down': 'Love is a Bitch Slap', 'Stuck Inside' e 'Back in the Saddle'. Ele ajudou nos velhos dias o SKID ROW em 1991 quando ele nos levou na turnê 'Use Your Illusion' e agora ele pegou minha banda solo em 2006-2007 e nos levou ao redor do mundo. Eu nunca poderia retribuí-lo pelo tanto que ele me ajudou. O fato de que todo mundo estava esperando ele lançar o 'Chinese Democracy' e ele faz o seu retorno no álbum solo do Sebastian Bach; pense o quão legal isso é para nós como banda. Estamos realmente orgulhosos desse CD".

Mouth4Music: Você não faz somente música, cara, você faz tudo! Como arruma tempo?

Sebastian: "Eu faço TV e essas coisas, e basicamente encaro como um meio para promover minha música, que é o que de fato importa para mim".

Mouth4Music: (Voltando a discutir a amizade de Bach com Axl Rose e após citar a participação de Sebastian nos últimos shows do Guns N´Roses) Cara você está cantando as músicas com o cara que as compôs.

Sebastian: "Você sabe, (Scott) Weiland (ex-vocalista do VELVET REVOLVER) se cansou provavelmente de ouvir sobre Axl e eu. Ele se cansou de ouvir sobre isso e você não pode substituir Axl Rose, sabe – aquele maldito cara tem uma das mais loucas, mais incríveis vozes da historia do rock e quando ele canta 'Sweet Child O’Mine' e 'Welcome to the Jungle', é uma coisa incrível de se ver, realmente é, e eu já vi um milhão de vezes e sempre é incrível. Ele é o melhor, realmente".

Mouth4Music: Agora, muitos dos críticos desde o início de tua carreira te rotulam como um tipo de pessoa má, que faz o que quer e não se importa com ninguém. Você parece diferente disso.

Sebastian: "Bom, se apresentar é um negócio difícil. Eu me importo com as pessoas e eu nunca disse que não me importava. Isso não é nem um pouco verdade, mas eu não irei comprometer minha arte e aprendi isso com meu pai, na verdade. Eu não gosto de colocar meu nome em algo que não julgo ser o melhor. Esse é o modo como as coisas são, mas eu não devo ser uma pessoa tão difícil já que estou trabalhando com a Broadway em quatro musicais por todo o país. Você não dura uma semana na Broadway se for difícil de se trabalhar – existem muitas pessoas só esperando para pegar seu lugar na Broadway".

Mouth4Music: Bom, isso era o que eu estava pensando quando olhava seu histórico.

Sebastian: "A questão é, eu tenho que acreditar no que estou fazendo senão não faço. E neste caso, se as pessoas ficam bravas comigo, realmente não me importo com isto, porque se eu coloco meu nome em algo, como por exemplo o 'Angel Down', com as letras e a capa e a arte que meu pai fez, tudo tem que ser perfeito para mim de forma que sinta orgulho de ter meu nome associado. No final do SKID ROW, eles me davam essas músicas que eu não achava serem as melhores músicas que poderiam ser e colocavam o nome SKID ROW nelas, então eu não as cantava. Foi quando disseram, 'Você está fora de controle e difícil de trabalhar em equipe'. Eu disse, 'Não, eu só me recuso a ser medíocre'".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1710 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2623 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Axl RoseAxl Rose
O que acontece quando ele aluga o seu apartamento?

Guns N RosesGuns N' Roses
O som da guitarra no Appetite for Destruction P.6

SlashSlash
Ele não pretende mudar o nome da banda atual

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Sebastian Bach"0 acessosTodas as matérias sobre "Skid Row"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Music RadarMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

SlipknotSlipknot
Banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR

Simone SimonsSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

5000 acessosDerek Riggs: "Eddie vende mais do que Mickey Mouse"5000 acessosGaleria - Musas do Rock N' Roll e Heavy Metal5000 acessosJethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin3606 acessosGames: metaleiro transforma clássicos de games em puro Metal5000 acessosCoisa de boy: Mais de 50% dos roqueiros é da classe A, diz IBOPE5000 acessosLobão: a defesa do roqueiro solitário

Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online