Slayer: King diz que álbum deve sair no fim de 2008

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Ferraz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O guitarrista do SLAYER, Kerry King, conversou com Joel McIver (Total Guitar, Metal Hammer) sobre o próximo álbum e sobre o futuro da banda em geral.

Slayer: Kerry King se atrapalha com guitarra de 8.666 dólares e não consegue tocar introVocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

McIver: O SLAYER acabou de ter umas férias prolongadas.

King: "Eu não falo com os outros caras há nove meses. Pela primeira vez em nossas carreiras, nós simplesmente nos separamos. A ultima coisa que nós fizemos foi a turnê com o MARILYN MANSON na America. Em todo esse tempo, eu devo ter tocado guitarra umas 25 vezes. Eu fui pra casa bem no começo da temporada de futebol americano, e eu não via uma temporada inteira há uns seis ou sete anos, então eu aproveitei ao máximo isso. E então, após tirar quatro ou cinco meses de folga, é fácil tirar o sexto, o sétimo, oitavo e nono mês de folga!"

McIver: Existe um novo álbum do SLAYER a caminho, ou vocês nos farão esperar por mais alguns anos como fizeram com o "Christ Illusion" de 2006?

King: "Nós devemos ter um pronto no final do ano! Têm existido conversas de todos os tipos de coisas estranhas, porque a indústria musical muda todos os dias. Nós conversamos sobre talvez colocar algumas músicas do álbum novo no iTunes, para podermos tocar alguma coisa nova na turnê 'Unholy Alliance III'. Você sabe, isso não está tão longe do reino das possibilidades. O quanto a gente vai conseguir fazer até o final do ano? Eu não faço idéia".

McIver: Existem músicas novas prontas?

King: "Jeff (Henneman, guitarrista) tem algumas coisas. Eu tenho algumas idéias que eu nunca terminei, então eu quero voltar a trabalhar nelas. Algumas são realmente legais. Eu não gravei nada ainda porque eu quero terminar as músicas primeiro - eu gosto delas terem um começo e um fim antes de gravar uma demo".

McIver: Tom (Araya, vocalista) disse que após o próximo álbum do SLAYER, vocês teriam que discutir o futuro da banda, porque ele está chegando em uma idade em que isto pode não ser mais viável.

King: "Eu nem cheguei a ouvir isso. Ele não falou sobre isso comigo. Mas após dez meses de folga, eu aposto que ele está recarregado e preparado pra botar pra quebrar. Por mais que eu me preocupe, eu olho para pessoas como Ronnie James Dio e Rob Halford e penso, 'merda, talvez eu ainda tenha uns anos pela frente!'

McIver: Sim, mas Dio e Halford não fazem Thrash Metal.

King: "Não, mas eles ainda cantam alto no palco. Eles soam como as gravações ainda, e isso é inspirador. Eu tenho grandes idéias para músicas, e idéias musicais que eu quero tentar alcançar. Eu não me vejo fazendo um álbum solo, apesar disso. Eu tenho muitos amigos no meio musical, então eu poderia fazê-lo, mas não quero tirar minhas idéias ou meu tempo do SLAYER".

McIver: Dave (Lombardo, baterista) se recuperou do seu problema de tireóide?

King: "Sim, isso foi quando ele tava todo magrelo. Mas nós voltamos de nossa pausa de 10 meses e ele estava o mais pesado que eu já o vi. Eu fiquei tipo, 'Whoa, cara - o que você tem feito!' Ele me surpreendeu com quão preparado estava para tocar, porque eu pensei que todos estaríamos uma porcaria. Mas ele estava pronto".

McIver: Você alguma vez discutiu com Dave o futuro dele na banda?

King: "Na verdade não, eu simplesmente assumo que ele está lá. Ele sempre renova o acordo. Eu não vejo um motivo pelo qual ele poderia querer sair. O que ele vai fazer, ir e tocar no FANTOMAS pelo resto de sua vida?"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Slayer"Todas as matérias sobre "Kerry King"


Slayer: Kerry King se atrapalha com guitarra de 8.666 dólares e não consegue tocar introSlayer
Kerry King se atrapalha com guitarra de 8.666 dólares e não consegue tocar intro

Slayer: todas as músicas da banda, da pior para a melhorSlayer
Todas as músicas da banda, da pior para a melhor

Slayer: quem são os serial killers abordados em músicas da bandaSlayer
Quem são os serial killers abordados em músicas da banda

Slayer: veja despedida emocionante da banda ao Madison Square GardenSlayer
Veja despedida emocionante da banda ao Madison Square Garden

My Chemical Romance: Gary Holt é fã da banda e quer ir ao show de retornoMy Chemical Romance
Gary Holt é fã da banda e quer ir ao show de retorno

Slayer: Frank Bello fala sobre a última tour de seus colegasSlayer
Frank Bello fala sobre a última tour de seus colegas

Slayer: última turnê não significa o fim da banda, afirma manager

Slayer: fim das turnês não significa fim da banda, diz empresárioSlayer
Fim das turnês não significa fim da banda, diz empresário

Slayer: novo álbum ao vivo Repentless Killogy é lançado; ouçaSlayer
Novo álbum ao vivo Repentless Killogy é lançado; ouça

Slayer: banda divulga mais um teaser de The Repentless Killogy; assistaSlayer
Banda divulga mais um teaser de "The Repentless Killogy"; assista

Separados no nascimento: Tom Araya e Morena de Salve JorgeSeparados no nascimento
Tom Araya e Morena de Salve Jorge

Slayer: Raining Blood ainda é uma pedrada em um violãoSlayer
"Raining Blood" ainda é uma pedrada em um violão


Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Satanismo: O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?Satanismo
O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?


Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

adGoo336