Megadeth: "desnecessário falar muito durante o show"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Faria, Fonte: Time Off, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Rod Hunt do Time Off da Australia recentemente conduziu uma entrevista com o líder do MEGADETH Dave Mustaine, que falou sobre sua postura no palco.

3339 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1984

Sobre excursionar pela Austrália:

"Houve uma longa seca entre as tours. Nós queremos fazer da Austrália um dos nossos territórios regulares. Para nós não é questão de dinheiro. Tem um monte de territórios onde na verdade custa caro ir e tocar, mas em algumas circunstâncias, não é sobre o custo, mas sim o relacionamento que se constrói, começando a ir lá e tocando com mais freqüência".

Sobre a colaboração do MEGADETH com SayNow - um serviço que permite a celebridades se conectarem com suas audiências por telefone - e os tipos de ligação que ele recebe:

"Você ouve umas boas e tem algumas que não são muito boas. Temos pessoas para filtrá-las, então eu não as ouço. Então tem alguns que fazem todo esse esforço para fazer ligações (abusivas), eu nem chego a ouvi-las. É como se estivessem falando com a própria mão. Mas a outra mão provavelmente já está ocupada fazendo outras coisas".

Sobre escolher a formação para a Gigantour e a diversidade oferecida desta vez:

"É tão fácil pegar quatro ou cinco das bandas de sempre - 'Ah, vamos ser seguros, e pegar as mesmas cinco bandas, ou pegue só uma banda e cinco fundos de palco diferentes e mude-os, ninguém vai saber".

Sobre o que os fãs podem esperar do set da banda:

"Vai ter quatro músicas do novo álbum, e vamos tocar por mais ou menos uma hora e meia. Eu não falo muito durante o set, então é quase uma hora e 45 minutos, para outras pessoas".

"Eu acho que é desnecessário falar muito no palco durante o show, a menos que você seja Henry Rollins. Eu não sou, eu fico um pouco tímido. Eu poderia estar contando a maior história e alguém gritar algo e eu ficaria, 'Meu Deus, você destruiu meu relato, você deu um curto no meu cérebro".

"E eu vou ter que dizer algo do tipo (põe uma voz de um cara durão) 'Eu vou te matar!' para cobrir o fato que você interrompeu minha linha de pensamento e eu não sei mais o que estou dizendo".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3048 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa505 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3508 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Dave MustaineDave Mustaine
"A heroína consegue derrubar qualquer um!"

Dave MustaineDave Mustaine
Estou ficando melhor na guitarra graças a Kiko

Dave MustaineDave Mustaine
A surpreendente foto com um artista brasileiro que não é o Kiko

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1984

Duff McKaganDuff McKagan
3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaína, e mais...

Legião UrbanaLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosMetallica: prejudicando as finanças da Igreja Universal5000 acessosQueen: Uma das maiores coleções sobre a banda está no Brasil5000 acessosBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história5000 acessosSlayer: tirando um som brutal de instrumentos infantis5000 acessosHeavy Metal: as 10 maneiras de se segurar a guitarra

Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online