Kerry King: "a cena Metal está bem forte"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Deb Rao, do site Glam-Metal.com, recentemente entrevistou o guitarrista Kerry King, do SLAYER, que comentou sobre a atual turnê da banda com MARILYN MANSON.

5000 acessosKerry King: revelando qual a sua música favorita do Metallica5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais

Glam-Metal.com: A turnê SLAYER/MARILYN MANSON começou dia 25 de julho, na Flórida. Como a coisa tem sido até agora?

King: "Bem, já fizemos quatro shows, e nem parece que já foi isso tudo. Está tudo bem. O SLAYER ainda não tocou o bastante nesta turnê para se sentir totalmente confortável, mas após este quarto show nos já estamos nos sentindo bem e não temos que ficar pensando muito nas coisas. É só ir lá e fazer o show. (risos)"

Glam-Metal.com: Foi difícil fazer um setlist para esta turnê em particular? A banda tem um repertório bastante extenso.

King: "Foi, porque quanto menos a gente toca, mais difícil fica decidir o que iremos tocar. Estamos fazendo um show de uma hora e dez minutos, o que dá umas 14 músicas. Estamos tocando coisas que faz algum tempo que as pessoas não ouvem, além das favoritas. Eu tento dar uma misturada sempre que vamos tocar para gente que já nos viu uma vez ou duas anteriormente, para não dar a elas uma impressão de que estão perdendo dinheiro".

Glam-Metal.com: Eu acho que é uma ótima idéia o SLAYER estar abrindo os shows. Até agora tem sido bom para vocês abrirem os shows?

King: "De vez em quando é legal, já que nós sempre fechamos os shows. Ainda que seja uma turnê de 'co-headliners' com durações de show idênticas, o MANSON toca por último e as minhas festinhas podem começar antes do usual. (risos)"

Glam-Metal.com: Qual tem sido a reação dos fãs aos sets de vocês e do MARILYN MANSON? Você acha que dois públicos diferentes têm ido aos shows?

King: "Bem, eu ainda não estive no palco por muito tempo durante os shows do MANSON, foram só quatro shows até agora, eu estive mais com meus amigos. É gente que eu não vejo com freqüência, então eu dou um rolê com eles pra fazer outras coisas. Eu só vi uma música e dia desses, provavelmente depois que passemos por Nova York e New England, eu vou dar uma sossegada e poderei assistir um pouco mais do show deles".

Glam-Metal.com: O quanto a indústria do disco mudou desde quando vocês começaram nos anos 80? Você acha que a cena Metal está forte de novo?

King: "No momento a cena está bem forte. Desde que haja boas bandas lançando material de qualidade, o estilo vai continuar. Quando muitas bandas são contratadas e muitas bandas surgem com material de qualidade duvidosa, essa situação meio que dilui o que nós tentamos conseguir".

Glam-Metal.com: O relançamento de “Christ Illusion” traz uma música nova, “The Final Six”. Fale um pouco sobre o processo de composição dessa música.

King: "Ela deveria constar do lançamento original do 'Christ Illusion'. Nós já tínhamos terminado a parte instrumental mas o Tom foi pra casa descansar no final de semana e foi quando ele ficou doente. Aconteceu que ele não pode voltar para terminar a música na época, então tivemos que terminá-la depois de alguns meses, e agora que estamos com uma nova gravadora, ter essa música nos ajudou. Eles queriam relançar o álbum e nós tínhamos algo de novo para colocar no relançamento".

Glam-Metal.com: E sobre as partes de guitarra de “Black Serenade”? Por que vocês decidiram refazer as guitarras?

King: "Na verdade nós não regravamos as guitarras. O que aconteceu foi que o relançamento traz a música do jeito que o Jeff a compôs originalmente. A música que consta do lançamento original foi mexida pelo produtor, que tirou umas coisas aqui e ali. Eu não tenho preferência por uma ou por outra versão, é só uma versão diferente".

Glam-Metal.com: Vocês têm planos de relançar alguma coisa do catálogo do SLAYER?

King: "Eu acho que não. Eu acho que finalmente conseguimos lançar tudo. O que eu sei é que tem um DVD da turnê 'Unholy Alliance' vindo por aí. A maioria do DVD é reservada para nós, mas tem também o LAMB OF GOD, o CHILDREN OF BODOM e o MASTODON".

Glam-Metal.com: Kerry, eu gostaria de parabenizar você e o SLAYER pelo Grammy conquistado pela música “Eyes of the Insane”. O vídeo foi fora de série, mostrando os horrores da guerra. Por que vocês escolheram fazer um vídeo mais teatral em vez de um vídeo com uma performance da banda?

King: "Na época, nos propuseram trabalhar com três músicas diferentes. Foi essa, a 'Jihad' e a 'Cult', eu creio. 'Eyes of the Insane' era a música mais diferente. Nos pareceu legal deixar que alguém fizesse o vídeo, nos pareceu uma coisa legal a se fazer. Depois que nós assistimos o vídeo, achamos que era uma coisa bem diferente. Eu também sou fã de vídeos de performance. Os fãs querem, claro, ver a banda, mas eu acho que de vez em quando, nós temos tanto material por aí, de tantas formas diferentes, é legal ter uma coisa diferente para apresentar para todos".

Glam-Metal.com: Quais são os planos do SLAYER após o final desta turnê? A banda vai continuar na estrada até o final do ano?

King: "Eu acho que depois desta turnê não tem mais nada pelo resto do ano. Eu não sei o que o começo do próximo ano nos reserva, eu ainda não conversei com o nosso empresário sobre isso".

Leia a entrevista completa neste link.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

756 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores902 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer758 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores discos lançados depois do ano 2000

Sasha GreySasha Grey
Sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

SlayerSlayer
"Proibir seus filhos de algo se tornará um problema!"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

EntrevistasEntrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

5000 acessosDave Mustaine: a história por trás de "The Four Horsemen"5000 acessosMetromix: a lista dos vocalistas mais irritantes do rock5000 acessosDimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músico4250 acessosPhil Anselmo: "cantar afinado é como uma obrigação"5000 acessosLars Ulrich: quando conheci o Motorhead decidi montar o Metallica5000 acessosMustaine: A7X ou Trivium? Não, ouça Metallica, Megadeth, Slayer

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online