Poison: O que a banda e Star Wars têm em comum?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fabio Kuriyama, Fonte: Antimusic, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O artigo abaixo foi publicado no Antimusic em 2007. Em honra ao trigésimo aniversário da saga StarWars, o baterista do POISON, Rikki Rockett, foi entrevistado pelo misterioso Maul Stanley (paródia do personagem do StarWars, Darth Maul e o guitarrista do KISS, Paul Stanley). Neste evento especial, Maul Stanley esteve entrevistando tambem os membros do TWISTED SISTER, CINDERELLA e QUIET RIOT a respeito de suas experiências com o StarWars. Segue abaixo um pouco sobre o que Rickki Rockett comentou.

Hair metal: os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling StoneMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Maul Stanley: Voce viu alguma similiaridade entre o que voce faz no Poison e George Lucas fez com o StarWars?

Rikki Rockett: A coisa que sempre me impressionou sobre o universo StarWars é que tudo parece velho e ultrapassado. George Lucas foi o primeiro a fazer isto. Ele criou o futuro, a era espacial do cinema, mas tudo parecia sujo! Os veículos eram sujos, as roupas eram imundas, tudo era podre. Com o Poison também, tudo era sujo, principalmente no início. Mesmo que sejamos uma banda 'Glam', temos uma certa 'sujeira', mas com qualidade. [Houve uma vez que] ganhamos $100 para tocar em um Country Clube desde que fôssemos a um brechó para comprar novos adereços. Está aí o motivo de parecermos como se estivéssemos sendo exibidos numa loja de lingerie! Eu acho que perdemos muito disto quando outras pessoas começaram a fazer nossas roupas para os shows, mas o Poison e StarWars começaram juntos com este mesmo diferencial".

"Eu também diria que ambos, George Lucas e Poison, mostraram o que eram capaz de fazer. Poison combina muitos estilos diferentes de música dentro do nosso estilo de rock and roll. Nós colocamos 40 libras de merda dentro de uma mala de 10 libras! Pop, punk, glam, glitter... Voce nomeia como quiser e nós devolvemos. Lucas fez algo similar, extraindo elementos da ficção cientifica, mesclando com aventura e ação, finais surpreendentes combinados com revolucionários efeitos especiais e técnicas clássicas de conto de histórias. Quando voce faz 'sci-fi' ou rock and roll, tem que vir de um lugar original e pessoal. Se conseguir, terá algo grande em mãos".

A reportagem completa pode ser lida em www.maulstanley.com.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Star Wars"Todas as matérias sobre "Poison"


Hair metal: os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling StoneHair metal
Os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling Stone

Slash: empresário explica porque ele não entrou no PoisonSlash
Empresário explica porque ele não entrou no Poison

Guitar World: os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80Guitar World
Os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80

Poison: o chifre que Bret Michaels levou e transformou em cançãoPoison
O chifre que Bret Michaels levou e transformou em canção


Metallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For AllMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Metal Up Your Ass: Os primórdios do MetallicaMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica

MTV Unplugged: As 25 melhores apresentações da históriaMTV Unplugged
As 25 melhores apresentações da história

Corey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro PeschCorey Taylor
Sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Separados no nascimento: Paul Stanley e Sidney MagalSeparados no nascimento
Paul Stanley e Sidney Magal

David Gilmour: dissecando a magnífica High HopesDavid Gilmour
Dissecando a magnífica "High Hopes"

Liam Gallagher: Gangnan Style é um clássico absolutoLiam Gallagher
"Gangnan Style é um clássico absoluto"


Sobre Fabio Kuriyama

Analista de sistemas, 28 anos, carioca nato, rockeiro e headbanger de coração, curte de Carcass a Metallica passando por The Cure a Deftones. Tenta ser um bom Baixista nas horas vagas mas há mais esforço do que talento. :)

Mais matérias de Fabio Kuriyama no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336