Matérias Mais Lidas

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemMorre aos 43 anos Andrew LaBarre, ex-guitarrista e vocalista da banda Impaled

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal


Airbourne 2022

Iron Maiden: turnês, vôos, guerra e religião

Por Felipe Augusto Rosa Miquelini
Fonte: icWales
Em 10/12/06

O site inglês icWales conduziu em 2006 uma entrevista com o frontman do IRON MAIDEN, Bruce Dickinson. Além de comentários sobre o novo álbum e os rumos do Iron Maiden, Bruce Dickinson aborda a sua carreira de piloto comercial.

P: Há muita variedade nesse novo álbum? Com dois álbuns gravados com essa formação, você sentiu que era a hora de tentar algo novo?

Bruce: Bem, nós tivemos um pouco disso no último disco, e eu acho que estávamos pensando sobre isso um pouco mais nesse disco, mas nesse álbum tudo foi mais instintivo, tudo ocorreu muito naturalmente e rapidamente. O último álbum levou bastante tempo para ser gravado, e esse foi bem rápido, bem ao vivo; isso me indica que estamos fazendo a coisa certa. E claro, tudo soa fantástico de qualquer forma, é um álbum realmente pesado, de modo que foi relativamente sem esforço, tipo como quando se está com chumbo no pé ao dirigir um carro com um grande motor. A coisa simplesmente acontece, entende?

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

P: Os temas principais do álbum parecem ser guerra e religião.

Bruce: Bem, é a vida real que nos circunda. Quando eu era criança, tudo girava em função da Guerra Fria e do aviso de quatro minutos, e nós todos iríamos ser dissolvidos a pó radiotivo quando alguém decidisse, e então o Muro de Berlim veio abaixo e todos nós ficamos tipo, "Ah, agora sim, agora só tem a AIDS, é a única coisa que pode nos pegar agora". Existem algumas coisas agora - terroristas, fundamentalistas e bombas radioativas, períodos de seca e aquecimento global, gripe aviária, e Deus sabe lá o que - então há um monte de coisinhas tipo mini-apocalipses por aí, sabe, esperando pra vir e te pegar. Nós somos uma banda tradicional, eu quero dizer, não somos como uma banda emo - nós não somos jovens e todo aquele tipo de coisa. Nós somos homens tradicionalistas - guerras e batalhas e disputas e coisas do gênero, toca um acorde saca? Nós temos filhos entre outras coisas, então você se senta e pensa, "Bem, em que tipo de mundo nossos filhos irão crescer?". Então, eu acho que toca toda a base realmente. Guerra e religião.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

P: No seu outro emprego como piloto de aeronaves, você deve voar para vários lugares diferentes, que provavelmente o fazem refletir sobre a natureza da guerra.

Bruce: Eu já estive em uma ou duas zonas de guerra, não necessáriamente como piloto. Alguns anos atrás, eu acabei parando na Bósnia, no meio da guerra em Sarajevo, que foi uma experiência que me deixou bastante preocupado em relação a isso. Isso me deixou uma impressão permanente. Em um ou dois dos países africanos que nós fomos, eu vi os efeitos pós-guerra. Guerra civil e coisas do tipo, são bastante desagradáveis e inaceitáveis na verdade. Você não acreditaria na profunda barbárie a que as pessoas se rebaixam, particularmente em relação às crianças. Mas o outro lado é a maneira como as pessoas superam isso. É a forma como essas pessoas sobrevivem e vivem e continuam - essa é outra parte memorável. Então você sabe que há sempre a parte importante da esperança dentro de toda essa carnificina.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Como você concilia suas duas carreiras, como piloto de aviões e como cantor do IRON MAIDEN?

Bruce: Oh, bem eu sou piloto de avião, e sendo assim eu faço tudo que eu preciso nos meus dias de folga. Agendar umas férias. É ótimo fazer um álbum do IRON MAIDEN quando se está de férias. É legal. O que você fez nas suas férias? Oh, eu gravei um disco do IRON MAIDEN, sabe? Ótimo. Óbviamente, quando estamos em turnê a banda é prioridade.

P: Em muitos lugares, o IRON MAIDEN é maior do que nunca. Você deve se sentir bastante satisfeito.

Bruce: Yeah, eu nem me lembro de ter feito duas apresentações no Earls Courts com o IRON MAIDEN em algum ponto da nossa carreira, sem falar de tocar em todos os outros lugares também. Então é enorme. Eu digo, não se esqueça que tivemos um disco de ouro na Inglaterra pelo último álbum, que vendeu facilmente mais de 100.000 cópias. Você sabe que nós não temos vendido tanto assim no Reino Unido, por 10, 15 anos. Então, está tudo indo muito bem.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Eduarda Henklein: Aos 4 anos, AC/DC, GNR e Iron Maiden na bateria

Veja SP: show do Iron Maiden eleito como "pior de 2009"


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Felipe Augusto Rosa Miquelini

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Felipe Augusto Rosa Miquelini.