Distraught: Entrevista exclusiva com a banda thrash de Porto Alegre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  


Vindos do sul do Brasil, formada em Porto Alegre, no idos anos de 1990 , fazendo um thrash metal vigoroso com pitadas de death metal, a banda DISTRAUGHT, está prestes a lançar seu novo cd "Behind the Veil" , e pretende se solidificar como o mais novo nome do metal brasileiro. Confira a entrevista com o vocalista André Meyer e os guitarristas Marcos Pinto e Ricardo Silveira.

publicidade

Por Hugo Guaraná


Whiplash - Falem do início da banda e da sua discografia.

André Meyer - A banda surgiu em Porto Alegre/RS em 1990, com uma proposta inicial descompromissada, e a partir de 98 com o lançamento do "Nervous System" as portas foram de abrindo e consequentemente a banda começou a levar a sério e acreditar que poderia chegar em algum lugar. Com isso lançamos o "Infinite Abyssal" que já está um pouco mais elaborado e agora o "Behind The Veil" que tem a produção do jeito que queríamos desde o início e quem escutar vai ver.

publicidade

Whiplash - O que vocês acham dessa "volta" do estilo thrash metal nos dias de hoje. É um modismo ou uma realidade no metal?

Marcos Pinto - Sim, o thrash metal está de volta, mas acreditamos que as bandas que sempre trabalharam sério continuarão a ter o seu espaço independente desta tendência atual. Importante é a banda fazer sua música com personalidade, pois o público enxergará isso e valorizará com certeza. Sempre tocamos thrash metal e é claro que neste momento isto é bom para nós, mas também sabemos como é tocar com outras tendências musicais.

publicidade

Whiplash - Após longos anos de estrada, quais as dificuldades que a banda ainda enfrenta no dia a dia ?

Marcos Pinto - As dificuldade que podemos relatar como mais sérias e que ainda atrapalham são os poucos lugares que acolhem o metal e a organização de shows. Falta apoio para viabilizar os produtores locais.

Whiplash - O que vocês acham das bandas brasileiras que se "aventuram" a tocar fora do Brasil?

publicidade

Marcos Pinto - Acho muito importante, pois aqui temos esta cultura de que a banda só faz sucesso quando toca no exterior, então acho que é um caminho que deve ser procurado até porque no exterior existe um grande mercado para o metal que não deve ser desconsiderado.

Whiplash - Qual o mais recente show que vocês fizeram? e o mais importante?

Marcos Pinto - O mais recente foi a abertura do Destruction e o mais importante fica difícil de dizer, porque encaramos qualquer show com muita preparação. Queremos apresentar sempre o melhor para o público, então todos os shows são importantes para nós.

publicidade

Whiplash - Quando sairá o próximo lançamento de vocês, o cd "Behind the veil" pelo selo carioca Marquee Records? Qual a expectativa em relação a esse cd? Alguma previsão de lançamento no Exterior?

Marcos Pinto - A previsão da Marquee Records é Setembro/04, se tudo der certo. A expectativa é grande, pois trabalhamos duro na composição, produção e gravação do álbum. E o resultado final ficou muito bom. A Marquee Records tem planos iniciais para licenciar no Exterior. Só não sabemos ainda como vai ser, mas acreditamos que isso fatalmente ocorrerá.

publicidade

Whiplash - Ainda em relação ao novo cd, está previsto uma faixa multimídia. Falem um pouco deste clipe e da produção do mesmo?

Marcos Pinto - Foi de uma idéia de colocar alguns trechos da gravação no estúdio na página da banda, que acabou não acontecendo, que surgiu a idéia que acabou amadurecendo, após conversarmos com a Marquee Records. Achamos que isso seria uma grande novidade para os fãs e uma boa apresentação para o futuro licenciamento no exterior, por isso apostamos fundo e fomos atrás. No meio do caminho achamos o pessoal da Filmophilia e como tínhamos a abertura do show do Destruction em Porto Alegre com uma ótima infra-estrutura no Opinião, filmamos o show e depois fizemos a montagem de um roteiro que tivesse a ver com a letra. Foram feitas tomadas do André cantando e do Ricardo solando. A dramaturgia em cima do tema escolhido. O interessante e legal disso foi o pessoal da Filmophilia ter comprado a idéia e mergulhado de cabeça na história da letra, pois o resultado ficou com a cara da banda.

publicidade

Whiplash - Quais as bandas que mais influenciaram vocês?

Ricardo S. Silveira - Cada integrante da banda tem sua influência e são nos estilos Heavy Metal, Death Metal, Thrash Metal, Jazz. Tentamos fazer o melhor possível para que as músicas tenham a nossa cara apesar das influências. Se quiser os nomes de algumas bandas, podemos citar: Death, Judas Priest, Slayer, Testament, etc..

Whiplash - Qual a importância dos web zines no cenário metálico atual ?

Marcos Pinto - Os zines são os grandes divulgadores das bandas nacionais brasileiras e de underground. Sem o espaço deles seria muito difícil para as bandas. Hoje são imprescindíveis para o metal.

Whiplash - Espaço aberto pra deixar o recado que vocês quiserem.

Marcos Pinto - Agradecemos ao espaço de vocês e todos os zines da Internet que são fundamentais para a sustentação da cena metálica e underground.

André Meyer - Estamos prontos para massacrar o ouvido daqueles que comprarem os nossos CDs e forem ver os nossos shows. Quem for não vai se arrepender. - "Não à pirataria"!

DISTRAUGHT
Andre Meyer - vocal
Marcos Pinto - guitarra
Ricardo silveira - guitarra
Everson Krentz - bateria
Gustavo Stuepp - baixo

Av. Nestor de Moura Jardim, 1060
Guaiba - RS - Brasil - 92500-000
Site: http://www.distraught.com.br
Email: [email protected]

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Aerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiroAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin