Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemVeja Iron Maiden tocando músicas do "Senjutsu" pela primeira vez ao vivo

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park


Stamp

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Por Djalma Beraldo Batista
Fonte: Biografia Rock in Rio
Em 16/10/15

Em Janeiro de 1991, foi realizada a segunda edição do Rock in Rio, no estádio do Maracanã. Diversos artistas internacionais vieram tocar em terras tupiniquins: GUNS N ROSES, JUDAS PRIEST, MEGADETH, A-HA, PRINCE, INXS, FAITH NO MORE, dentre outros. Mas poucas pessoas sabem os bastidores da presença de todos esse músicos na cidade maravilhosa e suas respectivas exigências para participar do festival. O livro biográfico do festival ("Rock in Rio, A história do maior festival de música do mundo"), de autoria do jornalista Luiz Felipe Carneiro, conta em detalhes histórias bem curiosas sobre o tema. Abaixo, uma pequena lista com o que alguns artistas pediram:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

PRINCE: recebeu 1,5 milhão de dólares por duas apresentações, exigiu 700 (!) toalhas brancas, camarim todo na cor púrpura, oito horas para montar palco e passar o som, 70 seguranças num corredor polonês entre camarim e o palco (show atrasou 2 horas porque só tinham disponíveis 40 seguranças) e que na hora que pisasse no Maracanã ninguém poderia olhar para sua cara e todos deveriam virar de costas para ele.

GEORGE MICHAEL: recebeu 1,5 milhões de dólares por duas apresentações, férias de 15 dias na Região dos Lagos e vinte pratos de comida kosher lacrados e rezados por um rabino (detalhe: só um prato foi consumido).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

GUNS N' ROSES: receberam cachê de 500 mil dólares por cada show (foram dois no festival), exigiram uma macarronada após cada show, que o Poison não tocasse no Rock in Rio e que no show do Judas Priest não houvesse nenhum elemento pirotécnico e que Rob Halford não entrasse de moto no palco (única exigência não atendida) e por fim, Axl Rose ainda pediu uma máscara de oxigênio para utilizar antes de subir ao palco. Quando foram contratados sugeriram a presença do Faith No More no Rock in Rio.

NEW KIDS ON THE BLOCK: receberam 250 mil dólares por uma apresentação (receberam mais que INXS e Faith No More somados!) mais chocolates de todos os tipos no camarim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

SNAP!: receberam 25 mil dólares, porém tiveram que devolver por conta do cancelamento da apresentação.

INXS: receberam 200 mil dólares (valor até baixo pois estavam no auge) por uma apresentação.

FAITH NO MORE: receberam 20 mil dólares (o menor cachê internacional do festival).

JOE COCKER: exigiu um estranho prato no camarim conhecido como pasta fagioli, uma mistura de macarrão, feijão-branco, galinha e pancetta. A mistureba não fez bem ao cantor que no dia seguinte atrasou em 7 horas o city tour programado por conta de um desarranjo na barriga.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net



publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Line-up do Dia do Metal no Rock in Rio 2022, foram boas as escolhas? (vídeo)

Rock In Rio: E se no festival só tocasse rock?

Angra: show no Rock In Rio 2011 é "Triste de lembrar"


Sobre Djalma Beraldo Batista

Carioca de nascimento, manauara de coração. Leitor assíduo de qualquer coisa relacionado a esporte, música, tecnologia e economia. Fez aula de violão por um ano, mas só aprendeu a tocar "Sabão crá crá" (true story). Desde então percebeu que era melhor só palpitar sobre o universo musical. Sua banda preferida é Aerosmith, mas gosta muito também de INXS, Def Leppard, Iron Maiden, Metallica, Kiss, Guns N' Roses e Legião Urbana.

Mais matérias de Djalma Beraldo Batista.