Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Djalma Beraldo Batista, Fonte: Biografia Rock in Rio
Enviar Correções  

Em Janeiro de 1991, foi realizada a segunda edição do Rock in Rio, no estádio do Maracanã. Diversos artistas internacionais vieram tocar em terras tupiniquins: GUNS N ROSES, JUDAS PRIEST, MEGADETH, A-HA, PRINCE, INXS, FAITH NO MORE, dentre outros. Mas poucas pessoas sabem os bastidores da presença de todos esse músicos na cidade maravilhosa e suas respectivas exigências para participar do festival. O livro biográfico do festival ("Rock in Rio, A história do maior festival de música do mundo"), de autoria do jornalista Luiz Felipe Carneiro, conta em detalhes histórias bem curiosas sobre o tema. Abaixo, uma pequena lista com o que alguns artistas pediram:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

PRINCE: recebeu 1,5 milhão de dólares por duas apresentações, exigiu 700 (!) toalhas brancas, camarim todo na cor púrpura, oito horas para montar palco e passar o som, 70 seguranças num corredor polonês entre camarim e o palco (show atrasou 2 horas porque só tinham disponíveis 40 seguranças) e que na hora que pisasse no Maracanã ninguém poderia olhar para sua cara e todos deveriam virar de costas para ele.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

GEORGE MICHAEL: recebeu 1,5 milhões de dólares por duas apresentações, férias de 15 dias na Região dos Lagos e vinte pratos de comida kosher lacrados e rezados por um rabino (detalhe: só um prato foi consumido).

GUNS N' ROSES: receberam cachê de 500 mil dólares por cada show (foram dois no festival), exigiram uma macarronada após cada show, que o Poison não tocasse no Rock in Rio e que no show do Judas Priest não houvesse nenhum elemento pirotécnico e que Rob Halford não entrasse de moto no palco (única exigência não atendida) e por fim, Axl Rose ainda pediu uma máscara de oxigênio para utilizar antes de subir ao palco. Quando foram contratados sugeriram a presença do Faith No More no Rock in Rio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

NEW KIDS ON THE BLOCK: receberam 250 mil dólares por uma apresentação (receberam mais que INXS e Faith No More somados!) mais chocolates de todos os tipos no camarim.

SNAP!: receberam 25 mil dólares, porém tiveram que devolver por conta do cancelamento da apresentação.

INXS: receberam 200 mil dólares (valor até baixo pois estavam no auge) por uma apresentação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

FAITH NO MORE: receberam 20 mil dólares (o menor cachê internacional do festival).

JOE COCKER: exigiu um estranho prato no camarim conhecido como pasta fagioli, uma mistura de macarrão, feijão-branco, galinha e pancetta. A mistureba não fez bem ao cantor que no dia seguinte atrasou em 7 horas o city tour programado por conta de um desarranjo na barriga.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gêneroMetal
As oito maiores tretas entre músicos do gênero

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gêneroPower Metal
Os dez álbuns essenciais do gênero


Sobre Djalma Beraldo Batista

Carioca de nascimento, manauara de coração. Leitor assíduo de qualquer coisa relacionado a esporte, música, tecnologia e economia. Fez aula de violão por um ano, mas só aprendeu a tocar "Sabão crá crá" (true story). Desde então percebeu que era melhor só palpitar sobre o universo musical. Sua banda preferida é Aerosmith, mas gosta muito também de INXS, Def Leppard, Iron Maiden, Metallica, Kiss, Guns N' Roses e Legião Urbana.

Mais matérias de Djalma Beraldo Batista no Whiplash.Net.

GooAdHor Goo336 Cli336 Goo336 Goo336