Iron Maiden: A história por trás de "Montségur"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luis Fernando Ribeiro, Fonte: Russian Books
Enviar correções  |  Ver Acessos

Montségur é um antigo castelo localizado numa região desolada de Midi-Pyrénées, ao sudoeste da França, situado ao topo de uma montanha, a cerca de 1.200 metros acima do nível do mar e rodeada por uma pequena cidadela. Supõe-se que Montségur tenha abrigado um riquíssimo tesouro atribuído aos Cátaros, sendo inclusive atribuída a este castelo a lenda de ter sido esconderijo secreto do Santo Graal. No auge de sua existência na Europa do século 13, os Cátaros eram considerados adoradores do demônio pela igreja católica.

Iron Maiden: quinze canções que definem a bandaMetallica: Ulrich comenta sobre seu maior erro

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Este castelo e sua história foram tema de uma das canções de "Dance of Death", décimo terceiro disco do IRON MAIDEN. A música "Montségur" é dos destaques do disco, com fortes passagens de bateria e baixo e também detentora de alguns dos riffs mais pesados do álbum, aliás, seu peso é constante e em sua letra são emitidas severas críticas às doutrinas e práticas da igreja católica, em especial na época da inquisição.

Iron Maiden: a história por trás de Flight of IcarusIron Maiden
A história por trás de "Flight of Icarus"

"I stand alone in this desolate space.
In death they are truly alive.
Massacred innocence, evil took place.
The angels were burning inside"

Voltando à história, Montségur fora reduto de uma importante comunidade cátara e dos cavaleiros Faiditas, que haviam perdido suas terras pelo Tratado de 1229. Entre estes últimos destaca-se o nome de Pierre-Roger de Mirepoix, que veio a ser o comandante militar de Montségur.

No ano de 1233 a Inquisição foi oficialmente instituída, capacitando frades dominicanos e franciscanos à julgar e eliminar hereges. O terror foi propagado pela Inquisição em toda aquela região, mas os Inquisidores eram frequentemente atacados e expulsos das cidades.

Nos anos de 1213, 1213 e 1241, a fortificação Montségur sofreu três grandes investidas sem maiores estragos. Porém, após um conclave católico realizado em 1243, uma chamado para derrubar a "sinagoga de Satanás" (Montségur) foi emitido e entre 1243 e 1244 um ataque motivado pela morte de alguns inquisidores por um grupo de homens procedentes da guarnição de Montségur abalou as defesas do castelo, que teve suas muralhas e portões dominados pelo inimigo e o comandante Pierre-Roger de Mirepoix se viu forçado a negociar a rendição. Sendo assim, todos os cátaros que não abnegaram da sua fé - cerca de duzentos - foram queimados em uma enorme fogueira.

"At the gates and the walls of Montségur.
Blood on the stones of the citadel.
At the gates and the walls of Montségur.
Blood on the stones of the citadel.

As we kill them all so god will know his own.
The innocents died for the pope on his throne.
Catholic greed and its paranoid zeal.
Curse of the grail and the blood of the cross.

Templar believers with blood on their hands.
Joined in the chorus to kill on demand.
Burned at the stake for their soul's liberty.
To stand with the cathars to die and be free"

Após a tomada do castelo em 1244, os restos da aldeia cátara foram arrasados e o recinto externo fortificado. O castelo foi restaurado e redimensionado para abrigar uma guarnição de cerca de trinta homens que ali se conservara até o ano de 1659. Após o século XVII, perdida a sua função estratégica, o castelo foi abandonado, mergulhando em ruínas.

Várias lendas em torno dessa história contam que alguns cátaros teriam fugido com parte de seu tesouro e especula-se que o Santo Graal faria parte dele.

"Centuries later I wonder why.
What secret that they took to their grave.
Still burning heretics under our skies.
Religion's still burning inside".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Iron Maiden"


Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie

Bruce Dickinson: vocalistas que ele respeita e admiraBruce Dickinson
Vocalistas que ele respeita e admira


Iron Maiden: quinze canções que definem a bandaIron Maiden
Quinze canções que definem a banda

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMetallica
Ulrich comenta sobre seu maior erro


Sobre Luis Fernando Ribeiro

Apaixonado por música, cinema, escrita, literatura e pela zoeira infinita. Inserido no mundo da música pesada em 2004 com Destruction, Metallica e Blind Guardian, quando ainda se compartilhava música através de fitas K7.

Mais matérias de Luis Fernando Ribeiro no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor