Danilo e suas tattoos: uma história de amor pelo Nazareth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo G. dos Santos, Fonte: Literatura e Opiniões
Enviar correções  |  Comentários  | 

Há várias maneiras de demonstrar o quanto você ama sua banda preferida. Você pode, por exemplo, fazer uma tatuagem. Duas, talvez, se considerar que esta banda realmente merece estar presente para sempre em mais de uma parte do seu corpo.

5000 acessosMetallica: Lars Ulrich explica porque não tem tatuagem5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Três? Bem, é possível sim, porém aí já fica claro que o seu amor por seus ídolos é muito, muito acima do comum, não é verdade?

Mas... O que você diria se eu lhe contasse sobre um grande fã do Nazareth, que possui cerca de 30 (sim, trinta!) tatuagens, todas feitas para homenagear estes escoceses de Dunfermline?

Pois é, este cara existe! O nome dele é Danilo Van Erven, um curitibano de 48 anos de idade. Seu primeiro contato com o Nazareth aconteceu quando ele tinha apenas 12 anos, em 1976, época em que Love Hurts era um grande sucesso nas estações de rádio. O fanatismo pelo grupo, todavia, começou no final dos anos 1970, mais especificamente no dia em que ele visitou uma casa de rock chamada "Barriqueiros do Ahú" e ouviu quase todas as músicas do LP Expect No Mercy. Foi a partir daí que Danilo passou a montar sua coleção de itens do Nazareth. Coleção que, segundo ele mesmo diz, jamais estará completa, pois são inúmeros os artigos da banda lançados nas mais diferentes e longínquas regiões do globo terrestre.

A história das tatoos de Danilo, por outro lado, teve início poucos anos depois, por volta de 1983. E começou de cara com o disco de maior sucesso destes escoceses – o petardo Hair Of The Dog, que ganhou uma tatoo em um de seus braços. Em seguida, vieram as tatuagens nas costas, com o logotipo da banda, a caveira alada que a simboliza e as homenagens ao álbum No Mean City.

No braço esquerdo, podemos ver parte da asa do morcego de Hair Of The Dog. Nas costas, um imenso logotipo da banda, seguido da caveira alada que a simboliza e de homenagens ao fabuloso álbum No Mean City (abaixo, vemos as mãos do monstro que ilustra a capa deste álbum segurando suas armas)
No braço esquerdo, podemos ver parte da asa do morcego de Hair Of The Dog. Nas costas, um imenso logotipo da banda, seguido da caveira alada que a simboliza e de homenagens ao fabuloso álbum No Mean City (abaixo, vemos as mãos do monstro que ilustra a capa deste álbum segurando suas armas)

Com o passar dos anos, o amor de Danilo pelo Nazareth só tem aumentado. E, com ele, o número de tatuagens que remetem à banda que faz a trilha sonora da vida deste simpático curitibano. Logo vieram homenagens a outros álbuns clássicos do grupo, assim como a seus integrantes.

Uma tatuagem que merece especial destaque é a que traz, em seu abdome, a imagem do álbum Loud ‘N’ Proud, um dos trabalhos do Nazareth que teve produção de Roger Glover.

Aqui, Danilo presta sua homenagem ao álbum Loud ‘N’ Proud. Acima, está tatuado o nome do vocalista Dan McCafferty. À direita, a obrigatória lembrança ao baixista Pete Agnew, que fundou o Nazareth em 1961 (na época, a banda ainda se chamava The Shadettes).
Aqui, Danilo presta sua homenagem ao álbum Loud ‘N’ Proud. Acima, está tatuado o nome do vocalista Dan McCafferty. À direita, a obrigatória lembrança ao baixista Pete Agnew, que fundou o Nazareth em 1961 (na época, a banda ainda se chamava The Shadettes).

O tatuador Marlon trabalhando na tatoo de Loud ‘N’ Proud.
O tatuador Marlon trabalhando na tatoo de Loud ‘N’ Proud.

O Nazareth demorou a vir ao Brasil pela primeira vez, por esta razão Danilo teve que controlar sua ansiedade até o mês de dezembro de 1990, quando os escoceses realizaram sua primeira turnê por terras tupiniquins. Na ocasião, Danilo conseguiu chegar perto do falecido baterista Darrel Sweet e pedir a ele sua toalha. Não foi atendido, porém anos mais tarde recebeu a recompensa por seu fanatismo: o privilégio de conhecer pessoalmente os integrantes do grupo e de receber deles todo o carinho que um fã tão devotado merece.

Danilo ao lado do vocalista Dan McCafferty
Danilo ao lado do vocalista Dan McCafferty

Danilo ao lado do baixista Pete Agnew
Danilo ao lado do baixista Pete Agnew

Para alegria de Danilo, as turnês do Nazareth no Brasil passaram a ser mais frequentes. E ele, é claro, marcou presença em todas elas, viajando com amigos para várias partes do nosso país. Durante o ano de 2010, mais especificamente no dia do show realizado na cidade de Guarapuava, este roqueiro curitibano teve uma grata surpresa: a manager da banda no Brasil, Andrea Cosme, o convidou para ajudá-la em seus trabalhos, bem como a viajar junto com a banda pelo Brasil durante aquela turnê, que tinha um total de dez shows agendados. A partir de então, Danilo passou a ser um membro da equipe em todas as passagens do grupo por nosso país. Graças a este presente, hoje ele calcula ter presenciado cerca de 50 shows dos seus ídolos da Escócia por aqui. Motivo, é claro, para celebrar. De que forma? Ora, com mais tatuagens do Nazareth!

Pete Agnew autografando o braço direito de Danilo
Pete Agnew autografando o braço direito de Danilo

Notem que não é apenas no tronco superior que estão as tatoos de Danilo. Nesta foto é possível ver uma tatuagem na batata da perna direita. Certamente, mais uma homenagem ao Nazareth.
Notem que não é apenas no tronco superior que estão as tatoos de Danilo. Nesta foto é possível ver uma tatuagem na batata da perna direita. Certamente, mais uma homenagem ao Nazareth.

Hoje, Danilo é conhecido e reconhecido internacionalmente como um dos maiores fãs do grupo em todo o mundo. Sua fama aumentou após o lançamento do DVD Nazareth Live in Brazil, no qual Danilo aparece mostrando um pouco de sua coleção e também a vídeo locadora que possuía, totalmente decorada com desenhos e pinturas em homenagem ao quarteto escocês.

Uma prova de que a fama deste curitibano está correndo o mundo é que ele aparece em um documentário da banda produzido na República Checa e intitulado Until We Droop. Aliás, não se trata de um documentário qualquer, mas sim de um trabalho chancelado pelo Nazareth, que chegou às telonas do leste europeu e tem chances de alcançar algumas salas de cinemas do Brasil nas próximas semanas.

Danilo tem muito orgulho de sua trajetória e de seu amor pela banda. Lembra, com animação, algumas coincidências entre ele e seus integrantes. Cita, por exemplo, que o vocalista Dan McCafferty nasceu em outubro de 1946 e ele (Dan-ilo) nasceu em outubro de 1964: uma mera supressão de letras e eles teriam o mesmo nome, ou então a simples inversão entre dois números e eles teriam nascido no mesmo ano...

Bem, talvez estas coincidências não sejam assim tão grandes. Para um fã comum, bem entendido. Porque, para um fã tão apaixonado, é como um recado dos deuses.

Dos deuses do rock!

1946 – o ano de nascimento de Dan McCafferty
1946 – o ano de nascimento de Dan McCafferty

Nas palavras de sua mãe, “para o Danilo, é Deus no céu e Nazareth na Terra!”
Nas palavras de sua mãe, “para o Danilo, é Deus no céu e Nazareth na Terra!”

Em tempo: há um vídeo no Youtube, feito por seu filho Magno, que detalha algumas das tatuagens de Danilo, assim como os autógrafos que os membros da banda fizeram em seu corpo. Traz, também, algumas fotos de seus ídolos em ação:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 05 de julho de 2015

MetallicaMetallica
Lars Ulrich explica porque não tem tatuagem

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Tatuagens"

TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Kiss na pele dos fãs mais radicais

Aquiles PriesterAquiles Priester
Nova tatuagem em homenagem ao Iron Maiden

TatuagensTatuagens
Homenagens a Marilyn Manson na pele dos fãs

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Tatuagens"0 acessosTodas as matérias sobre "Nazareth"

ManowarManowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Cazuza e Lauro Corona

Big FourBig Four
Astros da cena Heavy escolhem banda preferida

5000 acessosAxl Rose: sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley5000 acessosLuxúria: uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história5000 acessosCorey Taylor: "não comprem a playboy da Lindsay Lohan"5000 acessosMemes: versões para Slipknot, Linkin Park e SOAD5000 acessosGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosSepultura e irmãos Cavalera: da vanguarda ao apequenamento

Sobre Ricardo G. dos Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online