Alice Cooper: o lamento alcoólico em "I Never Cry"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em meados dos anos 70, a coisa não estava das melhores para ALICE COOPER: ainda que musicalmente a carreira solo fosse de vento em popa - "Welcome to My Nightmare" de 1975, seu primeiro disco solo, era sucesso de vendas - ALICE sofria do mal da década: o alcoolismo. Assim como os etílicos anos de CLAPTON e RORY GALLAGHER, o criador do shock rock tinha problemas sérios com a bebida - que acabaram lhe rendendo uma "rehab" em 1976 e inspirado as letras de "From The Inside" de 1978. Entre inúmeros episódios bizarros, durante um show em Vancouver, no Canadá, o vocalista cambaleou pelo palco e caiu de uma altura de dois metros, direto na plateia. Alvoroçados, os fãs entenderam o ato como parte da cênica freak de ALICE- que não foi destroçado pelos mais afoitos graças a intervenção da segurança.

Emo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nadaSeparados no nascimento: Paul Stanley e Ioná Magalhães

Contudo, ainda que nas brumas do pesadelo, a genialidade do musico ainda renderia frutos: em 1976 foi lançado o álbum cujo título se remete a um panorama muito além do teatro burlesco: "Alice Cooper Goes to Hell", um petardo que continha clássicos como "Only Women Bleed" e "Go To Hell" trouxe uma balada que ALICE intitulou como uma "confissão alcoólica": "I Never cry" trazia uma letra auto- confessional (Algumas vezes eu bebo mais do que preciso\Até a TV sair do ar\Eu posso ser solitário\Mas eu nunca estou sozinho\E a noite pode passar por mim,\Mas eu nunca choro) embalado em uma melodia simples e emocionante e continua presente, trinta e seis anos depois, no set list dos shows de COOPER.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Alice Cooper"


Alice Cooper: prefiro o Slash ao Yngwie MalmsteenAlice Cooper
"prefiro o Slash ao Yngwie Malmsteen"

1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos1978
70 discos de rock e metal lançados há 40 anos


Emo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nadaEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Separados no nascimento: Paul Stanley e Ioná MagalhãesSeparados no nascimento
Paul Stanley e Ioná Magalhães


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

adWhipDin