Accept: quando a banda criou polêmica com marcha nazista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luiz Figueiredo, Fonte: Wikipedia English
Enviar Correções  

"Heidi, heido, ha ha... Heidi, heido, hei ha ha ha"

Qualquer um que curte Heavy Metal e conhece uma das, ou a mais, importante banda alemã do estilo, já ouviu o estranho verso acima.

Accept: banda está trabalhando em músicas de novo disco

Separados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. Bean

O ano era 1982 e o ACCEPT invadia os ouvidos dos fãs de Metal em todo o mundo com o lançamento do poderoso "Restless and Wild". Um disco que marcou e influênciou bastante o início dos chamados Speed Metal e Thrash Metal.

Mas o que diabos a frase acima tem com isso tudo?! Ela aparece exatamente no início de "Fast As A Shark", música mais aclamado do disco em questão. Rápida e pesada, a banda quis fazer na música que introduz o álbum um contraste entre seu som devastador e uma antiga canção infantil. Outra idéia é de que um jovem gravou esta canção no mesmo estúdio onde foi gravado "Restless And Wild". Porém, o que seria uma brincadeira, se tornou, talvez, uma gafe.

O problema é o fato de a tal antiga canção infantil ser "Ein Heller und ein Batzen" e o uso dela durante o Terceiro Reich como uma marcha do exército nazista.

Hoje, na Alemanha, canções como esta, mesmo sendo datada de 1830 - 97 anos antes de Adolf Hitler instaurar o regime nazista no país, são fortemente ligadas à era de opressão e abusos do Terceiro Reich. Dentre inúmeras perdas que o Nazismo causou à cultura alemã e mundial, a canção de letra engraçada "Ein Heller und ein Batzen" é um exemplo.

Conheça a versão de Albert Graf von Schlippenbach de 1830:

Ouça a versão original de "Fast As A Shark":


adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin