Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Testa, Fonte: diffuser.fm, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O rock'n roll sempre foi associado a rebeldia, o invidividualismo e a curtição. Só que, muitas vezes, os músicos passam do ponto. A diffuser.fm fez uma lista com os doze crimes mais chocantes da história do rock. Confira.

5000 acessosLoudwire: as 10 melhores músicas do Slipknot segundo o site5000 acessosMichael Kiske: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

12- D'arcy Wretzky — Smashing Pumpkins

A baixista original do Smashing Pumpkins, D'arcy Wretzky, é hoje mais conhecida pelo seu comportamento misteriosamente estranho desde que saiu da banda em 1999. Apesar das acusações de posse de drogas, o incidente mais notório aconteceu em 2009, quando os cavalos de Wretzky escaparam de sua fazenda e fizeram uma confusão na cidade de Michigan. Ela foi multada, mas não pagou, faltou quatro audiências e foi colocada na cadeia por uma semana.

11- Ozzy Osbourne

Ozzy se meteu em problemas com a lei em 1982, quando se aliviou no muro de 20 metros de altura do Alamo em San Antonio, no Texas. Ele foi preso sob a acusação de urinar em público e foi multado em apenas 40 dólares, mas foi proibido de se apresentar na cidade por uma década.

10- Michael Todd — Coheed and Cambria

O baixista da banda Coheed and Cambria, Michael Todd, fez uma rápida parada em uma farmácia e mostrou para a atendente um celular dizendo que ele tinha uma bomba e que ele a detonaria se não recebesse oxycontin. Ele foi embora com seis frascos do analgésico e pegou um táxi. Pouco depois foi preso. Todd foi condenado a um ano de prisão domiciliar e três anos de condicional. Ano passado, depois que foi expulso da banda, Todd também admitiu golpear fãs prometendo vender itens do Coheed que na verdade ele não possuía.

9- 9. Gaahl — Gorgoroth

Em 1998, o vocalista Gaahl se juntou ao Gorgoroth — uma banda que tem no palco de seus shows cabeças de ovelhas, símbolos satânicos e simulações de crucificação realizadas por modelos peladas cobertas de sangue. Mas Gaahl levou as coisas um pouco longe demais em 2002, quando ele foi preso por onze meses por agredir um homem e novamente em 2005, quando ele foi preso por nove meses depois de supostamente torturar um homem durante seis horas, coletando seu sangue em um copo e o fazendo beber. Gaahl disse que estava agindo em legítima defesa ambas as vezes.

8- Ronnie Radke — Escape the Fate/Falling In Reverse

Em 2006, o frontman do Escape to Fate se envolveu em uma briga em Las Vegas que terminou na morte de um rapaz de 18 anos, que foi baleado. Apesar de Radke não ter puxado o gatilho, ele foi indiciado sob acusação de agressão e sua recusa de informar seu agente da condicional, juntamente com uma longa história com narcóticos ilegais, resultou em quatro anos de prisão. Radke criou o que viria a ser o Falling In Reverse enquanto esteve preso e foi libertado depois de dois anos e meio. Depois, ainda foi preso por violência doméstica e por agressão.

7- Chuck Berry

Até um dos pioneiros do rock já teve seus dias de problemas com as autoridades. Chuck Berry foi processado por 59 mulheres que descobriram que ele tinha instalado uma câmera no banheiro feminino em um restaurante que Berry possuía no Missouri. A polícia encontrou fitas (incluindo uma de uma menor) em sua casa junto com 62 gramas de maconha. Berry se livrou das acusações de abuso infantil depois de se declarar culpado da acusação de posse de drogas e teve sentença decretada de seis meses de prisão. Ele disse que a câmera foi instalada para pegar um empregado suspeito de roubar.

6- Todd Harrell — 3 Doors Down

Em dois anos, Todd Harrell, baixista do 3 Doors Down, foi preso sob três acusações, todas por dirigir embriagado. A acusação mais recente se deu graças a um acidente envolvendo uma vítima fatal em Nashville. No início de 2014, Harrell foi condenado a prisão domiciliar até que o julgamento terminasse.

5- Tim Lambesis — As I Lay Dying

Tim Lambesis, vocalista do As I Lay Dying, foi preso acusado de contratar um assassino de aluguel para matar sua esposa, com quem estava casado a oito anos. Apesar de suas declarações de que os esteroides alteraram sua mente, Lambesis foi sentenciado a seis anos de prisão.

4- Gary Glitter

O ex-ídolo do Glam, Gary Glitter, foi preso por posse de pornografia infantil (na Inglaterra em 1997 e no Vietnã em 2006) e abuso infantil (em 1999). Ele foi solto de uma prisão vietnamita em 2008, mas Glitter, que está listado como agressor sexual para sempre nos registros britânicos, foi preso novamente em 2012 por pedofilia.

3- Phil Spector

O lendário produtor Phil Spector, que produziu álbuns como "Let It Be" dos Beatles, e que também ficou conhecido pela técnica "wall of sound", na qual os músicos tocam juntos em frente a uma câmara de eco foi preso em função da morte da atriz e modelo Lana Clarkson, e foi condenado a 19 anos em regime fechado.

2- Varg Vikernes — Burzum, Mayhem

Varg Vikernes é lendário no black metal por conta do seu projeto solo, o Burzum, e do seu tempo no Mayhem, mas mais famoso ainda é por causa de seu histórico de violência fora dos palcos. Em 1992, Vikernes incendiou três igrejas na Noruega e, no ano seguinte, esfaqueou até a morte o guitarrista do Mayhem Øystein 'Euronymous' Aarseth. Em 1994, ele foi sentenciado a 21 anos de prisão pelo assassinato e pelos incêndios, mas foi solto em liberdade condicional em 2009. Agora com 41 anos, Vikernes vive na França e insiste que matou Aarseth em legítima defesa e não queimou todas as igrejas - embora ele tenha ajudado.

1. Ian Watkins — Lostprophets

Frontman e fundador da banda Lostprophets, Ian Watkins sempre teve muitos seguidores. Mas em 2012, ele usou dessa posição para explorar suas fãs mais jovens, abusando sexualmente de crianças e até pensou em estuprar uma menininha de um ano. Depois de duas acusações, Watkins, hoje com 37 anos, foi acusado de posse de pornografia infantil e se declarou culpado de 13 acusações de abuso sexual infantil, incluindo duas tentativas de estuprar bebês. Watkins foi considerado uma ameaça para sociedade e foi condenado a 35 anos de prisão.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades

LoudwireLoudwire
As 10 melhores músicas do Slipknot segundo o site

Michael KiskeMichael Kiske
Ex-Hellowen: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

MegadethMegadeth
Electra mostra para Kiko como está fera no Português

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19865000 acessosAs regras da NWOBHM5000 acessosOzzy Osbourne: "Eu detesto a expressão Heavy Metal!"5000 acessosTop 20: discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos5000 acessosA história do órgão Hammond e das caixas Leslie5000 acessosMetal: 5 músicas inacreditavelmente insanas. Isso existe mesmo?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 06 de fevereiro de 2015
Post de 08 de fevereiro de 2015
Post de 25 de fevereiro de 2015
Post de 15 de abril de 2017


Sobre Rafael Testa

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, tem 23 anos, é estudante de sistemas de informação e torcedor fanático do Vasco da Gama e do Tupi Football Club. Se interessou por rock/metal depois do grande tio Roney mostrar-lhe o Iron Maiden. Tem o gosto musical muito variado, curte do thrash metal do Slayer ao metalcore do All That Remains. Acredita que existem bandas boas atualmente e faz questão de apresentá-las.

Mais matérias de Rafael Testa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online