Triumph: em 1981, o maior clássico do trio canadense

Resenha - Allied Forces - Triumph

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Lançado em 19 de setembro de 1981, "Allied Forces" é o quinto álbum do trio canadense Triumph e também o seu disco mais emblemático. Sucessor de "Progressions of Power" (1980), colocou o grupo como um dos nomes mais populares do rock na primeira metade da década de 1980, puxado pela força dos singles "Magic Power" e "Fight the Good Fight", que alcançaram a 8ª e a 18ª nas paradas, respectivamente.

Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Allied Forces" traz o trio formado por Rik Emmett (vocal e guitarra), Mike Levine (baixo, piano e sintetizadores) e Gil Moore (vocal e bateria) no auge de sua criatividade, equilibrando as influências hard e prog dos trabalhos anteriores com uma deliciosa aura pop e melódica. Essa mistura foi responsável por fazer o disco cair no gosto do público e também da crítica.

Produzido pela própria banda, o álbum traz nove faixas compostas em conjunto pelos músicos, com exceção para os interlúdios "Air Raid" e "Petite Etude", criações instrumentais de Emmett - a primeira é só uma cama introdutória para a faixa título, enquanto a segunda é um bonito interlúdio acústico que mostra o talento de Rik no violão.

O tracklist de "Allied Forces" é conciso, mostrando uma banda focada e unida, apesar das diferenças que já surgiam entre os músicos. Há uma atmosfera muito agradável durante todo o álbum, que transmite uma refrescância e uma aura leve. A produção certeira é outro ponto de destaque, já que mesmo passados quase quarenta anos de seu lançamento, "Allied Forces" segue soando atual e não envelheceu praticamente nada.

Entre as músicas, os destaques são muitos. O hard como solto logo na abertura, com a ótima "Fool for Your Love", e alia-se sem medo ao pop em "Magic Power". Essa música tem aquele clima de comercial da Hollywood que nós, na faixa dos 40 anos, adorávamos e conhecemos bem. A música título é outra que equilibra o hard com a pegada melodiosa, e é uma sonzeira deliciosa. Já em "Hot Time (In This City Tonight)" temos o Triumph brincando com um rock and roll com pegada dos anos 1950.

A melhor música de "Allied Forces" é a incrível "Fight the Good Fight". Cheia de groove, é uma aula de composição, com linhas vocais que se entrelaçam com o instrumental quebrado, além de uma ótima performance de todos os músicos. "Ordinary Man" vem a seguir e é a única música fraca do álbum, mas a sensação é logo mandada embora com "Say Goodbye", que fecha o disco em grande estilo.

Em um mundo mais justo, "Allied Forces" estaria na mesma prateleira e teria o mesmo status de discos icônicos do hard rock dos anos 1980 como "Appetite for Destruction" e "Slippery When Wet". Aliás, a influência do álbum do Triumph sobre o Guns N' Roses, o Bon Jovi e grande parte do hard californiano daquela década é bastante óbvia. Resumindo: além de um excelente disco, "Allied Forces" é um clássico do estilo.

"Allied Forces" está sendo relançado no Brasil pela Hellion Records. Esta é a primeira vez que o álbum ganha uma edição nacional em CD. Portanto, se você ainda não tem o disco em sua coleção, essa é a hora de conhecer um dos grandes trabalhos do hard rock dos anos 1980.


Outras resenhas de Allied Forces - Triumph

Resenha - Allied Forces - Triumph




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Triumph"


Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaFotos de Infância
Cliff Burton, do Metallica

Heavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80Heavy Metal
Os vinte melhores álbuns da década de 80


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336