Sanctuary: Poderoso e cruel, como todo disco de metal deve ser

Resenha - Into The Mirror Black - Sanctuary

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Cunha
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 10

Banda de Seattle/USA formada no final dos anos oitenta Warrel Dane (vocals, RIP 2017), Lenny Rutledge (guitars), Attila Vörös (guitars), Jim Sheppard (bass) e Dave Budbill (drums). Eles ganharam notoriedade por ter Dave Mustaine produzindo seu álbum de estreia, "Refuge Denied" (1987). Narrativas contam que Dave os conheceu nos bastidores de um show do Megadeth, onde recebeu uma demo e decidiu produzi-los.

Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalContra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

E, Dave, que me perdoe, mas em Into The Mirror Black (1990), a banda conseguiu algo muito melhor, além de ter realmente amadurecido musicalmente. O disco tem muitos destaques, por isso, vou me abster de descrever quaisquer músicas. Aqui, o som praticado pela banda é sofisticado e tecnicamente moderno. Os vocais de Warrel dão o tom de todo o trabalho que, para este que vos escreve, representa um salto qualitativo para a época. Como redator, costumo evitar termos como "inovação", "originalidade", "etc." pois creio que centralizam a atenção do leitor para algo que não é essencial ao fã de heavy metal. Para este - me parece - importa mais a virilidade e organicidade do som, do que a novidade que a banda conta através de sua música. E nesses quesitos, o disco em questão pode ser considerado ideal. A banda conseguiu a medida certa entre peso e melodia, entre insanidade e direção. E o resultado é algo poderoso e cruel - como todo disco de metal deve ser. Conceitualmente, aborda conteúdos depressivos narrados como crônicas de humor negro, o que lhe dá uma aura fria e - em certa medida - maligna. A produção é de Howard Benson, que trabalhou com bandas como T.S.O.L., Sepultura, P.O.D. etc.

Voltando à banda, infelizmente, as diferenças pessoais entre os membros levaram à separação do grupo e, após dois álbuns, Warrel Dane e o baixista Jim Sheppard montaram o Nevermore, enquanto que Attila Vörös foi para o TYR e Dave Budbill parece ter abandonado a carreira musical. [...] Warrel e Jim se uniram novamente aos caras do Sanctuary em 2010 e logo começaram a trabalhar em um novo álbum que só foi lançado no final de 2014. Mas isso é tema pra outra história.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Sanctuary"


Sanctuary: vocalista comenta a melhor e a pior banda do MetalSanctuary
Vocalista comenta a melhor e a pior banda do Metal

Doro Pesch: Warrel Dane era muito, muito talentoso, diz cantoraDoro Pesch
Warrel Dane era "muito, muito talentoso", diz cantora

Warrel Dane: vocalista sofria com muitos problemas de saúdeWarrel Dane
Vocalista sofria com muitos problemas de saúde


Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalSounds Entertainment
As 100 melhores músicas do Heavy Metal

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

Lars Ulrich: As mulheres da vida do bateristaLars Ulrich
As mulheres da vida do baterista

Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Helter Skelter: a música que Charles Manson roubou dos BeatlesHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Rock Faz Bem: Qual será a mais bela canção de todos os tempos?Rock Faz Bem
Qual será a mais bela canção de todos os tempos?

Pearl Jam: Loudwire escolhe as dez melhores músicasPearl Jam
Loudwire escolhe as dez melhores músicas


Sobre Ricardo Cunha

Editor no site Esteriltipo - Marketing de Conteúdo.

Mais matérias de Ricardo Cunha no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336