Emil Bulls: canções favoritas e despertando interesse pelo autoral

Resenha - Mixtape - Emil Bulls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Hoje algumas pessoas querem parecer descoladas e se propõe a criar mixtapes. Ora, a ideia não é nada nova e já fazíamos isso há muito tempo, gravando os discos de nossos amigos em fitas cassete, que escutávamos até engancharem nos aparelhos de som (que era quando as canetas bic vinham em nosso salvamento). A banda alemã de Metal Alternativo EMIL BULLS, que, embora tenha um trabalho autoral consistente, resolveu, ao fim de uma turnê sold-out pros lados de lá, dissipar a energia fazendo covers de canções que costumavam ouvir nos anos 80 e 90. Ao trabalho, que sairá pela gravadora alemã AFM, o quinteto deu o nome de "Mixtape". Dando uma roupagem mais agressiva a cada faixa, a banda formada por Christoph von Freydorf (vocal), James Richardson (baixo), Stephan Karl (guitarra), Andy Bock (guitarra), Fabian Füß (bateria) resgata canções como "Tell It To My Heart", de TAYLOR DAYNE, que ficou conhecida no Brasil na época da novela "Fera Radical". Não havia HBO, nem Netflix naquela época, e quem cresceu nos anos 80 acabava tendo que ver novela com o resto da família mesmo. Pelo menos as histórias pareciam inéditas.

Halloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataFotos de Infância: Cliff Burton, do Metallica

Para single o álbum aposta em hits pop nem tão distantes, como "Survivor", do DESTINY'S CHILD (eu sei que você conhece essa música - e eu sei que já viu o clipe também). Você já pode sacar essa versão nos serviços de streaming.

É difícil de engolir que canções como "The Hills", do THE WEEKND, se encaixem na proposta do álbum de dar uma roupagem Nu Metal a canções pop oitentistas e noventistas, mas o resultado não é ruim. É o mesmo caso de "Mr. Brightside", do THE KILLERS, que ficou muito boa, mas é nova demais para remeter àqueles tempos de roupas esquisitas e músicas cheias de alma. E, claro, Bruno Mars e Ed Sheeran também encaixam na mesma categoria. Só se o quinteto andava ouvindo coisas do futuro nos anos 90 ou estas canções foram incluídas no disco apenas por uma questão mercadológica. Eles explicaram em entrevista que não queriam ficar confinados naquele tempo, mas as novatas do track list soam um tanto deslocadas das demais. Algumas podem ser tão desconhecidas da própria base de fãs do EMIL BULLS que poderiam passar por canções autorais novas.

É nas canções que já nasceram com uma pegada roqueira que o trabalho se torna mais agradável e conquista mais. Não vamos comparar originais com as versões, mas "Rebel Yell", de BILLY IDOL, "Jesus He Knows Me", do GENESIS, "Where is My Mind", dos PIXIES, "We Build This City", do STARSHIP e "Every You Every Me" do PLACEBO são os melhores momentos do álbum e fazem valer a viagem (embora deixem o sentimento de que mais do mesmo shape apenas contribuiriam positivamente para a obra em geral).

Pra quem só escuta metal tradicional ou extremo, é melhor fugir. Mas o álbum é um prato cheio pra quem curte alternativo e Nu Metal. O álbum estará disponível em 24 de maio.

Tracklist:

01 - Survivor (Destiny's Child)
02 - Tell It To My Heart (Taylor Dayne)
03 - Mr. Brightside (The Killers)
04 - Grenade (Bruno Mars)
05 - River (Eminem ft. Ed Sheeran)
06 - Rebel Yell (Billy Idol)
07 - Jesus He Knows Me (Genesis)
08 - You Should See Me In A Crown (Billie Eilish)
09 - Jungle Drum (Emilliana Torrini)
10 - The Hills (The Weeknd)
11 - We Built This City (Starship)
12 - Where Is My Mind (Pixies)
13 - Every You Every Me (Placebo)
14 - Kids (MGMT)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Emil Bulls"


Halloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataHalloween
Dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaFotos de Infância
Cliff Burton, do Metallica

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Slipknot: Corey explica as nojentas desvantagens das máscarasSlipknot
Corey explica as nojentas desvantagens das máscaras

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Tom Morello: fã de Mötley e AC/DC, apesar de letras misóginas e demoníacasTom Morello
Fã de Mötley e AC/DC, apesar de letras misóginas e demoníacas

Iron Maiden: se as bandas de metal mandassem no mundo...Iron Maiden
"se as bandas de metal mandassem no mundo..."


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336