Matérias Mais Lidas

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Jon Schaffer: nomes do Iced Earth e Demons & Wizards somem do site da gravadoraJon Schaffer
Nomes do Iced Earth e Demons & Wizards somem do site da gravadora

Greta Van Fleet: Robert Plant odeia aquele vocalistaGreta Van Fleet
Robert Plant "odeia" aquele vocalista

Metallica: veja o primeiro (e curioso) cartão de visitas da bandaMetallica
Veja o primeiro (e curioso) cartão de visitas da banda

Megadeth: Dave Lombardo quase entrou pra banda, mas percebeu a merda que ia darMegadeth
Dave Lombardo quase entrou pra banda, mas percebeu a merda que ia dar

Pantera: as cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da RevolverPantera
As cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da Revolver

Nervosa: Banda lança videoclipe de Under RuinsNervosa
Banda lança videoclipe de "Under Ruins"

Pearl Jam: exigindo que banda cover Pearl Jamm mude nome, sob ameaça de processoPearl Jam
Exigindo que banda cover Pearl Jamm mude nome, sob ameaça de processo

Bon Jovi: Fear Factory fez a banda mudar de estúdio durante gravação de These DaysBon Jovi
Fear Factory fez a banda mudar de estúdio durante gravação de "These Days"

Joe Lynn Turner: detonando gravadora por continuar projeto Sunstorm sem eleJoe Lynn Turner
Detonando gravadora por continuar projeto Sunstorm sem ele

Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateDedo x Palheta
Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate

Megadeth: Dave Mustaine, agora, é faixa roxa em jiu-jitsu brasileiroMegadeth
Dave Mustaine, agora, é faixa roxa em jiu-jitsu brasileiro

Iron Maiden: As faixas do clássico The Number Of The Beast, da pior para a melhorIron Maiden
As faixas do clássico "The Number Of The Beast", da pior para a melhor

Lista: 10 grandes sucessos que farão 30 anos em 2021 e continuam sendo ouvidos até hojeLista
10 grandes sucessos que farão 30 anos em 2021 e continuam sendo ouvidos até hoje

Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985Quiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985


Matérias Recomendadas

Frases de bandas: o que eles realmente querem dizer?Frases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Lars Ulrich: Eu era o maior fã do Iron MaidenLars Ulrich
"Eu era o maior fã do Iron Maiden"

Hall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and RollHall Of Fame
500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

Heavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os temposHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

Tunecore
Malvada

Boundary: para aqueles que dizem que o Metal e o rock morreram

Resenha - O.O.S. (Overdose of Sins) - Boundary

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar Correções  

Esse álbum é para aqueles que batem no peito para dizer que o Heavy Metal, e o rock, claro, morreram. Obviamente que ninguém que conhece o gênero, e a cena, vai dizer uma asneira dessas, mas vá lá, tem gente que acha que sabe mais que o rei, e o nosso Brasil está cheio deles.

Acho que já disse aqui que o Heavy Metal é um movimento musical histórico, quero dizer, as bandas novas aprendem com as bandas mais velhas. Nada vem por acaso, aquela guitarra mais distorcida é uma influência do Iron, ou do Sabbath, ou do Metallica, ou do Slayer, aquela música com aquele andamento é influência de tais outras bandas e por aí vai. E assim a máquina musical do Heavy Metal vai lenta, mais seguramente, progredindo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É isso exatamente o que vemos neste Boundary "Overdose of Sins", uma banda que aprendeu com o legado anterior, incorporou-o em sua música fazendo um belo uso dos ensinamentos. Uma banda que faz um Heavy Metal moderno, excitante e atualizado. Musicalmente falando, o Boundary lembra bastante o Guns N' Roses e o Mötley Crüe, mas como doses generosas do Metallica na era do "Black Album". O grande achado é a utilização das pentatônicas para compor os riffs e os solos de guitarra. Isso é para quem achava que as velhas técnicas estavam perdidas. Não estão. Não é só subir e descer escalas maiores e maiores, tem de ter paixão e emoção. E isso o Boundary tem de montão.

São ao todo onze faixas em "Overdose of Sins". Todas elas muito bem compostas com ideias plenamente satisfeitas. Algumas faixas, no entanto, como "Quit the Torment", mostram que a influência do Metallica é bastante forte principalmente nos vocais e nos solos de guitarras com aquele whah característico. Outra coisa bastante peculiar no Boundary é que o baixo toma a liderança em algumas faixas. Isso dá um efeito incrivelmente pesado às músicas. Pena que muitas bandas se esqueçam disso. "Resurrection" é uma faixa que lembra a grande usina de riffs que o Boundary coloca em "Overdose of Sins" e que ainda há muito o que fazer. O Boundary faz isso para nós. De novo.

Bom minha criança da noite, "Overdose of Sins" é um álbum para fazê-lo relembrar dos anos maravilhosos, mas não para trazer saudades deles porque eles se foram. Eles não se foram, continuam vivos em bandas como o Boundary que continuam mantendo o espírito vivo e alto. Se me permite, vá direto a "Wasting Time" e divirta-se.

Boundary "Overdose of Sins" será lançado em 18 de janeiro de maneira independente.

Lista de músicas:

First Line
Better Off Dead
City Of Madness
The Curse
Overdose Of Sin
War
Break The Wall
Quit The Torment
Resurrection
L.N.D.A.
Wasting Time

Assista ao vídeo de "Overdose of Sin" aqui:


Stamp
Receba novidades de Rock e Heavy Metal por Whats App
Anunciar no Whiplash.Net

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Green Day: 10 coisas que você não sabe sobre a bandaGreen Day
10 coisas que você não sabe sobre a banda

Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.