Resenha - Antifascist Death Metal - Deathening

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar correções  |  Ver Acessos

As vezes eu fico pensando o que faz uma banda de Death Metal se destacar das milhões de outras que existem no mundo? Como todos os gêneros musicais, o Heavy Metal tem os seus limites claros - bem, nem tanto assim. Existem, é claro, determinados padrões que devem ser seguidos pelas bandas para serem identificadas com o estilo. Eles existiram no passado e ainda existem hoje. Porém, na minha opinião, eles nem sempre foram tão rígidos. Alguns críticos musicais acreditam que são. Alguns fãs também, porém as bandas nunca acreditaram realmente nisso. Como alguém explica as mudanças no gênero desde o final dos anos 1960 até agora? O Metal que Black Sabbath, Cactus, Deep Purple, Led Zeppelin, Coven e muitos outros tocavam era diferente do que se toca hoje salvo algumas exceções.

Marilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"AC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

O Death metal não é uma exceção à regra. Nascido como a última rebelião dentro da rebelião, o estilo também tem seus padrões. Alguns podem dizer que eles são ainda mais rígidos, mas creio que é somente modo de dizer. Se formos comparar o Death com o Cannibal Corpse, ambos contemporâneos e pioneiros do estilo, há diferenças entre as bandas. Mas a pergunta que não quer calar permanece: o que faz uma banda de Death Metal se destacar?

Essa resenha pode responder a pergunta. O Deathening com "Antifascist Death Metal" possui todos os itens que considero serem importantes para fazer uma banda brilhar. Primeiramente, a epifania vem com o título "Antifascist Death Metal" (Death Metal Contra o Fascismo). Sei que esta é uma página sobre música e algumas pessoas não gostam de misturar política com música, mas convenhamos, fazer (ou ouvir) música é uma atitude política em si. Nesses tempos bicudos em que vivemos em que algumas pessoas teimam em distorcer algumas verdades históricas (sim, elas existem), uma banda de Death Metal que posiciona assim tão claramente é muito bem vinda. Uma banda que abertamente não apoia o fascismo ou qualquer de suas formas merece consideração. Agora musicalmente falando, o Deathening é uma banda muito, mas muito criativa. Eles não seguem os padrões impostos a eles pelo estilo. A banda intercala na sua música muitos hábitos relacionados ao HM.

Os vocais são o padrão mais rígido existente no estilo. Eles devem seguir alguns padrões para uma banda ser considerada Death Metal. Quanto a isso não há dúvidas. Porém, nada impede uma banda de variar os seus vocais como Kalle Nimhagen faz. Além dos tradicionais urros e gritos, ele faz outros sons interessantes. Isso torna a escuta a "Antifascist Death Metal" muito mais legal.

"Antifascist Death Metal" é um dos mais importantes lançamentos do ano por causa de sua posição política e, é claro, pela sua sonoridade. Vamos sempre aclamar uma banda que se posiciona assim. Uma grande salva ao Deathening!

Deathening "Antifascist Death Metal" será lançado em 05 de outubro via Accelerator Records & Rakamarow Records.

"Humans reduced, to a Zombie Mass..." Muito legal!

Lista de músicas:

Side A

Absurdum
Zombie Mass
Räkneexempel
Evil
Unholy Intercourse
No Pasaran

Side B

Dehumanization
Spineless Cowards
Obscure
Can Of Worms
Toxic Narcissist

Escutem aqui a icônica "No Pasaram":



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Deathening"


Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"

AC/DC: Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vidaAC/DC
"Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

Chris Cornell: a emocionante despedida de Tom MorelloChris Cornell
A emocionante despedida de Tom Morello

Momentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outrosMomentos bizarros
Histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Frases de bandas: o que eles realmente querem dizer?Frases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

Bruce Springsteen: Amadou Diallo, assassinado pela políciaBruce Springsteen
Amadou Diallo, assassinado pela polícia

Smoke on the Water: gravação que reuniu bandas clássicas em 1989Smoke on the Water
Gravação que reuniu bandas clássicas em 1989


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.