Plugins: Representando a zona oeste do Recife

Resenha - O Ontem já Passou - Plugins

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Soares
Enviar correções  |  Ver Acessos

Há 10 anos na atividade, a banda recifense Plugins apresenta um som que pega influências do rap e do hardcore, com letras politizadas abordando a realidade nas comunidades recifenses.

As novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecerIvete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 2015, o grupo originário de Tejipió, bairro da zona oeste do Recife, lançou o seu terceiro trabalho em estúdio, o intitulado "O Ontem Já Passou", produzido por Cannibal (vocalista e baixista do Devotos), onde nele, a banda levanta a bandeira da consciência coletiva como a única maneira para atingir a evolução humana.

A banda me chamou a atenção depois de ter os vistos tocar no Abril Pro Rock de 2018. Não só achei temática interessante, mas também curti muito a sonoridade que me lembrou de bandas como "Pavilhão 9", "Devotos" e "Rage Against The Machine". Sendo assim, decidi dar uma conferida em seu disco mais recente.

Ouvindo "O Ontem já Passou", percebe-se que a banda se utiliza bastante do Rap principalmente para criar a identidade da periferia em suas músicas, e isso, alinhado com o peso do Hardcore, acaba sendo uma ótima junção que sempre dar certo. E por causa disso, já vi alguns os considerarem como "New Metal", o que não seria 100% errado, principalmente porque a pegada deles lembra muito a do Limp Bizkit, mas acho que dada as influências de seu som, o "Hardcore" é um "rótulo" que se encaixa melhor neles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pode parecer clichê as letras abordarem a questão da igualdade racial e a situação das comunidades, mesmo assim, por mais "clichê" que pareça, é um assunto importante a ser tratado, e a Plugins faz questão de levantar essa bandeira principalmente por viverem essa realidade no dia a dia, dando assim representatividade a zona oeste na cena underground local.

As participações especiais do disco também se alinharam muito bem a sonoridade proposta por eles, isso porque os músicos convidados lutam pelas mesmas causas que as deles, ou seja, também possuem identidade com a temática.

Por conta disso, os pontos altos do disco foram as músicas com participações especiais, que foram elas, "Manifesto", com participação de Cannibal, "Diferente, mas um só", com João Ferreira, vocalista da banda "Marvelou", onde foi trazida a ideologia rastafári de igualdade e fraternidade, e Samuel Negão com MC Zacarias de Chagas na música "Bocada".

No mais, a banda Plugins apresenta uma junção moderna que agrada muito aos ouvidos principalmente dos roqueiros da geração atual, tendo o peso do rock com versos de rap, abordando questões políticas, sociais e urbanas.

Nota: 9

TRACKLIST:

01 Uma Missão
02 Peito Aberto, Mente Sã
03 Mãos ao Alto
04 Homem vs Natureza
05 Manifesto (com Cannibal)
06 Pense Bem
07 Diferente, mas um Só (com João Ferreira)
08 Anti-Vacilão
09 Bocada (com Samuel Negão e MC Zacarias de Chagas)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Plugins"


As novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecerAs novas caras do metal
+ 40 bandas que você deve conhecer

Ivete Sangalo: Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e RushIvete Sangalo
"Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"


Sobre Renan Soares

Nascido em Recife no dia 03 de novembro de 1994, Renan adentrou ao mundo do rock/metal a partir dos 13 anos de idade e até hoje permanece fielmente no mesmo. Desde que se formou em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, tem se dedicado a conseguir dar a relevância merecida ao nome do estilo.

Mais matérias de Renan Soares no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline