Matérias Mais Lidas

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemTravis Barker, do Blink-182, está com pancreatite, diz TMZ

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemNergal diz que Behemoth é mais que anti-religião e emociona-se com LGBTQ e aborto

imagemO que Mick Jagger sente quando chamam Rolling Stones de a maior banda do mundo?

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone


Stamp

Helloween: O lado sombrio das abóboras em Dark Ride

Resenha - Dark Ride - Helloween

Por André Domingues
Em 01/03/18

Nota: 8

Após a intro sinistra e de suspense, Beyond the Portal, temos Mr. Torture escrita por Uli. A música é muito boa, alternando vocais graves, rasgados e agressivos com um refrão bem melódico.

All Over the Nations tem um clima bem Keepers e foi composta por Weikath. A letra é bem positiva, tem um lindo refrão e ótimos vocais de Deris. Tem também solos cativantes. Em Escalation 666, Grapow consegue se superar e consegue fazer uma música ainda mais pesada do que a The Time of the Oath. Com um riff grave e pesado, com harmônicos artificiais e vocais de Andi agressivos. Bem sombria e dramática. Nela Roland escreve o que seria seu último testamento (The Last Testament) no Helloween, talvez até já prevendo consciente ou inconscientemente sua saída da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mirror Mirror é de autoria de Deris e é uma ótima canção. Pesada e empolgante. If I Could Fly também foi escrita pelo vocalista e tem uma bela introdução no piano. Suas melodias são tristes e com um refrão bem melancólico. Uli detona na bateria e o solo de Grapow é de arrepiar, inspiradíssimo.

Weikath presenteia o disco com o hino Salvation. Linda música. Empolgante, rápida e com melodias que cativam e emocionam. Tudo nela é perfeito: refrão, percussão, solos, riffs e vocais.

Eis, que na sequência, temos uma canção diferenciada no disco: The Departed (Sun is Going Down). Composição de Uli, a faixa tem efeitos de guitarra que lembram os usados em metal industrial. Tem um ótimo refrão e linhas vocais muito boas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

I Live for Your Pain, começa com o baixo de Markus, mas foi escrita por Andi. Uma boa canção e com vocais bem graves. Em We Damn the Night, composta por Deris, temos um grande refrão com um dueto do vocalista com Grapow. Os solos dessa faixa são destaques também.

Immortal, composição de Andi, tem arranjos muito legais de teclado, ótimos vocais e refrões. Os solos de guitarra são de arrepiar, puro feeling.

E para fechar o álbum escuro, a faixa-título, que é a mais longa do disco, com quase nove minutos aproximadamente. A autoria é de Grapow e esse épico tem um ótimo solo de introdução, assim como seu refrão. A faixa é bem climática e progressiva, alternando momentos de euforia com calmaria. Os vocais e a interpretação de Deris se destacam e o solo de Grapow no meio da música é avassalador. Música Clássica na veia. Sua letra fala sobre um passeio sombrio ao inferno. Tem um final emocionante com direito a "ôoô". Com certeza um dos melhores discos da fase Deris.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ano: 2000
Gravadora: Nuclear Blast

Formação

Andi Deris (vocais)
Michael Weikath (guitarra)
Roland Grapow (guitarra)
Markus Grosskopf (baixo)
Uli Kusch (bateria)

The Dark Ride

1. "Beyond the Portal" (Deris) 0:45
2. "Mr. Torture" (Kusch) 3:28
3. "All Over the Nations" (Weikath) 4:55
4. "Escalation 666" (Grapow) 4:24
5. "Mirror Mirror" (Deris) 3:55
6. "If I Could Fly" (Deris) 4:09
7. "Salvation" (Weikath) 5:43
8. "The Departed (Sun is Going Down)" (Kusch) 4:37
9. "I Live For Your Pain" (Deris) 3:59
10. "We Damn the Night" (Deris) 4:07
11. "Immortal" (Deris) 4:04
12. "The Dark Ride" (Grapow) 8:52


Outras resenhas de Dark Ride - Helloween

Resenha - Dark Ride - Helloween

Resenha - Dark Ride - Helloween

Resenha - Dark Ride - Helloween

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Helloween: Decifrando o disco "Master of The Rings" (podcast)


Helloween: Michael Kiske não gostava muito de "Walls Of Jericho"


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre André Domingues

Apaixonado por Metal e guitarra, sou formado em Música, gosto de escrever, ler, tocar e escutar músicas.

Mais matérias de André Domingues.