Dream Theater: Caos Sistemático em Demasia

Resenha - Systematic Chaos - Dream Theater

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Infelizmente, por algum motivo inexplicável, existem bandas que não chamam muito a nossa atenção ao longo da vida, e o Dream Theater acaba sendo uma delas para mim. Entretanto, posso admitir ao leitor de forma bastante sincera, que isso não me impede de considerá-lo como um gigante do Progressive Metal, com ótimos trabalhos e músicos envolvidos nesses quase trinta anos de expressiva carreira.

57 acessosMike Portnoy: se encheu dos haters e fechou forum de site oficial5000 acessosTony Iommi: opiniões sobre Dio, Rhoads e Halford

Lançado em junho de 2007 pela RoadRunner Records e amparado por uma ótima qualidade sonora - resultante da produção feita por John Petrucci e Mike Portnoy, juntamente com a masterização de Vlado Meller - “Systematic Chaos” atingiu a décima-nona posição no chart Billboard 200, sendo na época a maior conquista do Dream Theater em solo estadunidense (até a chegada do sucessor “Black Clouds & Silver Linings”, de 2009, que estreou na sexta posição!).

Não para menos: o trabalho esbanja qualidade, complexidade e grandiosidade do início ao fim em uma verdadeira aula de Prog, iniciada em “In The Presence of Enemies – Part I”, uma excelente abertura que não poderia ter sido melhor escolhida, com seus nove minutos que passam voando. Não se deixando intimidar, “Forsaken” apresenta melodias cativantes mais concentradas, belas notas de teclado e um refrão forte, para ficar na cabeça por muito tempo, enquanto que “Constant Emotion” chama a atenção pelo peso e por ser um pouco mais direta e marcante.

Ainda mantendo as forças, “The Dark Eternal Night” nos proporciona tudo o que de melhor pode, como um dos melhores refrãos, o indispensável peso e passagens instrumentais de outro mundo. Como não poderia faltar uma balada, aqui temos “Repentance”, que ainda conta com a participação mais do que especial, nas partes ‘faladas’, dos músicos e vocalistas Steve Vai, Joe Satriani, David Ellefson, Neal Morse, Chris Jericho, Steve Hogarth, Mikael Åkerfeldt, Steven Wilson, Jon Anderson e Corey Taylor (!!), em uma viagem de mais de 10 minutos, com muito sentimento e algumas partes mais “sombrias”. Seguindo uma linha mais Progressiva e não tão pesada, “Prophets of War” nos prepara para a reta final, com a dramática “The Ministry of Lost Souls” e a mais longa de todas “In The Presence of Enemies – Part II”, que apesar de contar com momentos inspiradíssimos e até épicos, também possui outros que poderiam ter sido cortados na edição final. Pessoalmente, acho que não superou a “Part I”, mas encerra muito bem esta jornada musical.

Este, é um daqueles discos para se ouvir com calma, e apreciar todas as suas nuances técnicas e viagens melodiosas. Então, o que está esperando para se surpreender?

Faixas:
01 – In The Presence of Enemies – Part I
02 – Forsaken
03 – Constant Motion
04 – The Dark Eternal Night
05 – Repentance
06 – Prophets of War
07 – The Ministry of Lost Souls
08 – In The Presence of Enemies – Part II

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Systematic Chaos - Dream Theater

5000 acessosDream Theater: repetir jamais, parecer talvez5000 acessosDream Thetaer: ainda com lenha para queimar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 14 de setembro de 2017

Mike PortnoyMike Portnoy
Baterista se enche dos haters e fecha forum de site oficial

261 acessosEm 12/09/2011: Dream Theater lança o álbum A Dramatic Turn Of Events309 acessosEm 29/08/2006: Dream Theater lança o álbum Score2340 acessosBilly Sheehan: Velocidade é uma boa ferramenta para fazer música0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

Rock ProgressivoRock Progressivo
Como Mike Portnoy entende o estilo?

Mike ManginiMike Mangini
Baterista lista os 10 álbuns mais influentes

Mike ManginiMike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Black SabbathBlack Sabbath
Iommi fala sobre Dio, Randy Rhoads e Rob Halford

Metal BrasileiroMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

HeadbangerHeadbanger
Mostre que você é true em qualquer oportunidade

5000 acessosVocalistas: cantora clássica analisa cinco ícones do Heavy Metal5000 acessosSeparados no nascimento: Ian Hill e Stênio Garcia5000 acessosPorta dos Fundos: Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros5000 acessosMetallica: versão acústica (e bem diferente) de "Enter Sandman"5000 acessosLojas de Discos: as 27 que você deve conhecer antes de morrer5000 acessosJeff Scott Soto: "tinha medo do Kiss quando era criança"

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online