Stonex: Metal lúgubre e maligno!

Resenha - Seeds of Evil (EP) - Stonex

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Se uma banda aposta na criatividade e é auxiliada pela boa vontade em compor músicas que fujam do usual, certamente seu nome será propagado com entusiasmo, assim como ganhará novos apreciadores. Mesmo que não some muito tempo de existência, o que deve ser levado em consideração, é a qualidade que o seu som pode ostentar. Como exemplo disso, temos a banda Stonex, que foi fundada em Aracajú/Sergipe, no final de 2012, mas apenas em 2014 que lançou seu EP de estréia, o já inconfundível 'Seeds of Evil'. Não é brincadeira, o que fizeram!

Kid Vinil: "Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"Preconceito: dificuldades de ser roqueiro em cidade do interior

Não se deixe enganar pela forma "simples" em que o trabalho se apresenta, com apenas quatro músicas e com o CD vindo em um envelope de papelão com capa e informações... Espere para ouvir faixa por faixa, e então se surpreenda com o valioso conteúdo que vos aguarda, como em uma emboscada. A musicalidade é alquimicamente baseada no Heavy Metal, com gotas de Stoner Rock, e referencias às grandes bandas das décadas de 70 à 90. Some isso ao interessante vocal rouco de Ramon - que lembra (involuntariamente) um Schmier (Destruction) menos agressivo, fugindo assim dos padrões, juntamente com as guitarras "sabbathicas" de Marcelo (que soube se valer de timbres bem agradáveis, nas bases e nos solos), à bateria direta e firme de Adriano e ao baixo hipnoticamente bem marcado de Atilio, para saber o que é Metal pesado e denso, feito no Brasil.

A capa lúgubre - elaborada por Valmir Ramos aparenta ter saído direto dos anos 80 e 90, e ilustra bem o som e adverte que temas alegres e floridos, não têm vez aqui. Adentrando nesta dimensão eletrizante, é sempre uma boa jogada iniciar uma audição com uma faixa mais acelerada, e "Dressed in Black" cumpre muito bem o papel, além de emanar um solo de guitarra bem carregado. "Electric Sky" mantém o ritmo quebrado em seus minutos, mas após uma marcação de baixo, acelera até o final. Rumando para o fim da audição, "Maggots in My Brains" e "Master of the Pit" completam de maneira grandiosa o EP, com algumas doses extras de Stoner.

Quer se surpreender? Fique sabendo o que ouvir então!!

Formação:
Ramon Guerreiro (vocal);
Marcelo Pazz (guitarra);
Atilio Bass (baixo);
Adriano Cardoso (bateria)

Faixas:
01 - Dressed in Black
02 - Electric Sky
03 - Maggots in My Brain
04 - Master of the Pit.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stonex"


Kid Vinil: Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!Kid Vinil
"Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"

Preconceito: dificuldades de ser roqueiro em cidade do interiorPreconceito
Dificuldades de ser roqueiro em cidade do interior

Meet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportamMeet & Greet
Como os roqueiros de verdade se comportam

Guns N' Roses: os 10 melhores não-clássicos da bandaGuns N' Roses
Os 10 melhores não-clássicos da banda

Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?Alice In Chains
Seria essa a última foto de Staley com vida?

Steve Zetro Souza: 5 álbuns favoritos de thrash metalSteve "Zetro" Souza
5 álbuns favoritos de thrash metal

Nirvana: Novoselic detalha os anos finais da bandaNirvana
Novoselic detalha os anos finais da banda


Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

adGooILQ