Pain of Salvation: O auge criativo de uma carreira desconcertante

Resenha - In the Passing Light of Day - Pain of Salvation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Confesso que não sou lá um grande fã de rock/metal progressivo, mas algumas bandas realmente chamam minha atenção, como é o caso do PAIN OF SALVATION, pela criatividade de suas composições, e pela intensidade que cada uma de suas faixas, por mais doidas que sejam, tocam o ouvinte. Mas dessa vez os caras realmente se superaram, lançando aquele que é sem dúvida um dos melhores álbuns de sua carreira, equiparado ao clássico “Be”, de 2004.

2765 acessosMetal Progressivo: 12 álbuns do 1º semestre que merecem atenção5000 acessosGarimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock

Daniel Gildenlöw (vocal e guitarra), líder e principal compositor da banda, é realmente um cara excêntrico e talentosíssimo, e procurou aqui trazer de volta todos os elementos que caracterizam a sonoridade da banda desde suas raízes, criando uma obra complexa e introspectiva, com faixas emocionais e repletas de variações, e com um peso protuberante que há tempos havia deixado de lado, inspirado no período em que ficou internado há alguns anos, devido a uma bactéria carnívora que lhe trouxe diversos problemas.

Ouça, por exemplo, “On a Tuesday” e “Reasons”, e perceba como essa agressividade transborda, com um trabalho impecável de Daniel e Ragnar Zolberg (novo membro) nas guitarras, com riffs que remetem até ao Djent, de tão pesados e sujos. Ambas também são bem progressivas, mostrando toda a técnica do quinteto.

Outro destaque fica para a faixa título, uma epopéia de mais de 15 minutos, cheia de variações, com um clima melancólico e um refrão dos mais tocantes já criados pela banda. Os solos de guitarra dessa música também são de fazer cair o queixo.

E esse clima obscuro e emocional permeia todo o material, que conta com uma produção fantástica, limpa nos momentos suaves, porém suja nos agressivos, deixando o som da banda cheio de energia e vitalidade.

Além disso, fica clara a inspiração da banda em todo o material, com arranjos inteligentes, mesclando peso e melodia na medida certa, e levando o ouvinte a experimentar uma viagem por uma diversidade de emoções durante seus mais de 71 minutos de duração, viagem está difícil e complexa, porém compensadora.

Sem dúvida um dos melhores discos da banda, e do metal progressivo dos últimos anos, fugindo do lugar comum, e recolocando o PAIN OF SALVATION entre as grandes do estilo.

Imperdível!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

In the Passing Light of Day – Pain of Salvation
(2017 – Hellion Records - Nacional)

01 – On a Tuesday
02 – Tongue of God
03 – Meaningless
04 – Silent Gold
05 – Full Throttle Tribe
06 – Reasons
07 – Angels of Broken Things
08 – The Taming of a Beast
09 – If This Is the End
10 – The Passing Light of Day

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de In the Passing Light of Day - Pain of Salvation

833 acessosPain of Salvation: O melhor álbum da banda em 15 anos...870 acessosPain of Salvation: Bacana, mas longe de ser um clássico1675 acessosPain of Salvation: Grande acerto na carreira impecável da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Metal ProgressivoMetal Progressivo
12 álbuns do 1º semestre que merecem atenção

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pain Of Salvation"

Prog MetalProg Metal
Os 10 discos essenciais segundo o TeamRock

Metal ProgressivoMetal Progressivo
Os melhores álbuns do estilo segundo o About.com

Arte GráficaArte Gráfica
Designer brasileiro cria versões para clássicos

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Pain Of Salvation"

CamisetasCamisetas
Beldades globais e sua paixão pelo rock

Iron MaidenIron Maiden
Uma releitura de "The Trooper" pelo Cine

Mick JaggerMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo

5000 acessosThe Wall - Uma obra de arte conceitual5000 acessosGuns N' Roses: a verdadeira história de "Rocket Queen"5000 acessosMulheres no Rock: resistência em um meio machista5000 acessosMetal: dez álbuns provam que 1986 foi o ano do Thrash5000 acessosTaylor Hawkins: ele diz qual banda matou o glam metal oitentista5000 acessosPitty: O Rock precisa ocupar a mídia sem fazer papel de rídiculo

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online