Instinto Animal: A estreia porrada da banda da Zona Leste de SP

Resenha - Vertigem - Instinto Animal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nelson de Souza Lima, Tradução
Enviar Correções  

7

Uma boa novidade roqueira vem da zona leste de São Paulo. É o trio Instinto Animal que acaba de lançar o primeiro álbum "Vertigem" de forma independente. A banda formada por Léo Fernandes (guitarra/vocal), Urso (baixo) e Dani Martins (bateria) é influenciada pelo rock sessentista e setentista de power trios clássicos como Cream, The Jimi Hendrix Experience e Rush. "É uma responsa fazer música só com baixo, bateria e uma guitarra. Mas a história está ai pra mostrar que não é impossível e que, na verdade, dá pra fazer e muito bem", diz Urso. Segundo o batera Dani Martins a maioria das canções do grupo surgem a partir dos riffs criados por Léo Fernandes. "Algumas vezes rola até de começarmos a nos aquecer para o ensaio e, de uma brincadeira, nascer um riff, ou uma levada, e, em cima disso, criarmos algo maior", atesta. As onze faixas de "Vertigem" são autorais e em português. Sobre o processo de composição Fernandes diz que as letras são o último passo. "Ás vezes acontecem rápido, outras demoram muito. Os temas são sempre dúvidas em relação ao homem: amor, ganância, egoísmo, dinheiro, tempo, política. As letras, antes de mais nada, têm que funcionar como poesia, soar natural sem a música", afirma o vocalista. A gravação do disco foi concluída em três dias sendo que a produção ficou a cargo do tarimbado Lampadinha. Ele propôs ao trio gravar as músicas ao vivo. "Lampadinha sacou que traria um espectro mais orgânico ao som. Nós não poderíamos ter concordado mais com ele, achamos a ideia muito boa e abraçamos totalmente", conclui o baixista Urso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As onze canções são porrada atrás de porrada. "Amar é Loucura" abre o CD com bateria pesada e riff endiabrado. Fala de um relacionamento permeado por cores e tons. Aliás o tom aqui é de prima com voz rasgada de Léo Fernandes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na sequência vem "Quando Acabar", "Viciado em Você" e "Garota Demônio" todas mantendo o peso setentista e bem trabalhado o qual a banda se propõe de modo a não dar brecha para o cara que tá ouvindo não respirar.

Saraivadas de solos, riffs desconcertantes e cozinha trabalhada. Chama atenção o timbre do baixo em "Garota Demônio", conciso/preciso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de quatro porradas o clima dá uma baixada em "Novo Começo". Balada na qual o grupo manda versos tranquilos para um refrão martelado/pesadão. Lampadinha conseguiu tirar o máximo dos caras. Power balad que merece mais que uma ouvida.

Passada a calmaria volta a porradaria. "Mais um Dia" é acelerada, rápida, sempre com destaque para as viradas de bateria de Dani Martins. O cara toca com duas marretas. Clichê, mas é verdade. A música muda o andamento, contudo o pique não cai.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Fogo no Circo" traz outro riff desconcertante, mostrando o quanto Léo manda bem nas cordas e nos vocais. Mais uma porrada pra incendiar o CD.

"Mar de Destruição" é outra pancada na moleira: riffs, solos, baixo e bateria com vigor pra sacudir o esqueleto.

Na sequência "Fora da Lei" um pouco mais tranquila no primeiro verso. Mas não se engane. Também é pesadona. Com andamento a lá Sabbath em "Iron Man". Veja bem não estou dizendo que lembra o clássico da banda de Ozzy, mas é no mesmo andamento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"ìcaro" a décima faixa é longa e muda o andamento a partir do 3º minuto. Dá uma quebrada, parece que acabou e volta com riff forte e cresce de maneira perturbadora. Solo impecável.

E para encerrar "O fim", que realmente encerra a bolachinha. Só que é tranquilona, bateria e baixo marcados, dando toda a base para o riff envolvente.

Boa estreia dos caras da ZL.

TRACK LIST:
AMAR É LOUCURA
QUANDO ACABAR
VICIADO EM VOCÊ
GAROTA DEMÔNIO
NOVO COMEÇO
MAIS UM DIA
FOGO NO CIRCO
MAR DE DESTRUIÇÃO
FORA DA LEI
ÍCARO
O FIM




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva

Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"


Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 CliHo