Beyond the Black: Um trabalho bem composto e produzido

Resenha - Lost in Forever - Beyond the Black

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Beyond the Black: Promissores e nada perdidos!

5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosMetallica: Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show

Formado em 2014, na cidade alemã de Mannheim , o grupo Beyond the Black vêm conseguindo algum destaque, nesses poucos anos de existência. Entretanto, já possui dois álbuns oficiais, alguns ‘singles’ e shows ao lado de lendas, como Saxon e Scorpions (em sua turnê de 50 anos de carreira), sem contar que sua primeira apresentação, foi no festival Wacken Open Air, de 2014! Não bastando isso, ainda conseguiram um contrato com um selo, do grupo Universal Music, chamado AirForce1. Um começo bem promissor, não?!

Este segundo álbum da banda, “Lost in Forever”, foi lançado originalmente em fevereiro de 2016, mas foi relançado no dia 13 de janeiro deste ano, em formato ‘Tour Edition’ – com uma nova arte de capa e quatro músicas bônus.

Praticando um Symphonic Metal ligeiramente trabalhado e moderno, com pequenos incrustes acessíveis do Pop (o que gera uma discreta desconfiança “comercial”) e influências de Within Temptation, Delain e um pouco de Nightwish (em especial da fase com a vocalista Anette Olzon), a sonoridade chama a atenção principalmente por causa de suas melodias interessantes e climas pomposos.

Se a vocalista Jennifer Haben, tenta cantar em um estilo próprio, sem apelar à técnica de canto lírico, isso deve ser levado em consideração, até para se quebrar um pouco o protocolo da cartilha do estilo musical executado aqui. Seu vocal fica bem evidente, mas não ofusca os demais integrantes, que também mostram suas habilidades instrumentais, sejam pelas guitarras técnicas, pela “cozinha” pesada e pelos teclados e orquestrações impecáveis.

O trabalho é aberto por duas ótimas composições, a faixa título “Lost in Forever” (que inclusive, ganhou até um vídeo oficial) e “Beautiful Lies”, ambas contando com estruturas impactantes e refrões marcantes. Vale ressaltar ainda, que os vocais de apoio do guitarrista Christopher Hummels, ora mais agressivos ora mais impostados, ajudam a fazer a diferença. Outras que se destacam facilmente, são “Shine and Shade”, “Burning in Flames”, “Forget my Name” e “Halo of Blood”!

Com o número de composições tão vasto, é natural que haja uma linha tênue entre aquelas que são consideradas boas, e aquelas que não se destacam tanto – uma situação bem natural. Em poucas palavras, o Beyond the Black, ainda tem uma próspera carreira pela frente, e se souber administrar aquilo que lhe foi dado, pode chegar ainda mais longe. “Lost in Forever”, pode ser descrito como um trabalho muito interessante, bem composto e produzido, onde a cada audição, se revela surpreendente e memorável, mas apenas a experiência acumulada com o tempo, poderá ensinar aos seus músicos e compositores, a corrigirem alguns erros e aperfeiçoarem os muitos acertos!

Formação:
Jennifer Haben (vocal);
Nils Lesser (guitarra e teclado na faixa 5);
Christopher Hummels (guitarra e vocal de apoio);
Erwin Schmid (baixo);
Tobias Derer (bacteria);
Michael Hauser (teclados)

Faixas:
01 – Lost in Forever
02 – Beautiful Lies
03 – Written in Blood
04 – Against the World
05 – Beyond the Mirror
06 – Halo of the Dark
07 – Dies Irae
08 – Forget My Name
09 – Burning in Flames
10 – Nevermore
11 – Shine and Shade
12 – Heaven in Hell
13 – Love’s a Burden
14 – The Other Side*
15 – Dim the Spotlight*
16 – Our Little Time*
17 – Rage Before the Storm (Official Wacken Hymn 2015)*

Lançamento: AirForce1 / Janeiro de 2017

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Beyond The Black"

GóticasGóticas
10 grandes bandas do gênero dos anos 80

MetallicaMetallica
Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Afastamento do Angra começou antes do Megadeth

5000 acessosAC/DC: "Éramos comuns até Angus decidir se vestir como colegial!"5000 acessosMegadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes5000 acessosPantera: o segredo da capa de Vulgar Display of Power3963 acessosJoe Perry: ele pensou em pedir aula de guitarra para Johnny Depp5000 acessosDave Grohl responde sobre carta aberta ao Metallica5000 acessosNarcisa Tamborindeguy: Ai, que badalo o show do Full Fighters!

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online