David Gilmour: Sinta a poesia e viaje na música do guitarrista

Resenha - Rattle That Lock - David Gilmour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Pagliaro Thomaz
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O guitarrista David Gilmour retornou em Setembro do ano passado, com um novo álbum. Nem o fim do Floyd impediu que Gilmour e Waters continuassem suas bem-sucedidas carreiras solo. Sorte nossa. Durante este tempo, ainda não tive como falar sobre esta nova obra-prima de 2015. A carreira solo de Gilmour, apesar de bastante curta e espaçada, conta com ótimos discos. Sempre achei que Gilmour tinha uma aura musical que se destacava de qualquer outro membro do Floyd, o mesmo se aplica ao trabalho de Waters. Mas as influências mais jazzísticas do guitarrista sempre chamaram mais minha atenção.

1341 acessosDavid Gilmour: Prêmio de Concerto do Ano na Alemanha5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 80

Hoje, pegando novamente o disco novo dele, que já havia adquirido no começo do ano, me pego acolhido pelas suas magníficas melodias. O novo trabalho, Rattle That Lock, vem novamente permeado com estas influências jazzísticas e o estilo inconfundível que caracterizou toda a obra do cara. As melodias macias como a brisa, os solos bem escritos e vagarosamente polidos de sua expressiva guitarra, os arranjos absurdamente bem elaborados, enfim, toda a gama do espectro de seu trabalho. Não deveríamos esperar menos de um veterano como ele.

O álbum abre com a mensagem de liberdade expressa tão bem na esplêndida capa do disco, na dobradinha entre a introdução "5 A.M." seguida da faixa título, "Rattle That Lock" ironicamente, peguei o disco para degustar exatamente às 5 horas da manhã, enquanto me preparava para viajar a trabalho e às 17 horas novamente, em meu carro, enquanto relaxava de um cansativo dia. São composições que já se esperam ouvir de Gilmour, o beabá tradicional de seu inconfundível estilo.

O pausado e contemplativo piano introduz "Faces Of Stone", uma música que abre como uma balada e toma um ritmo com um arranjo meio circense. A letra e a atmosfera vem carregadas com aquela aura de nostalgia de tempos remotos e tom melancólico. A contemplativa "A Boat Lies Waiting" te faz sentir como se estivesse ao lado de um navegante, em meio a um calmo riacho, contemplando a imensidão do horizonte, e te encanta com o trabalho de coral de Gilmour, te levando de volta para os anos 70, à sonoridade de Dark Side Of The Moon, e a próxima, a jazzística "Dancing Right In Front Of Me" nos brinda com os arranjos arrojados e dançantes de Gilmour e sua banda.

O assobio suave de "In Any Tongue" introduz esta lenta, atmosférica, pausada e maravilhosa composição com elementos clássicos e muita melancolia. "Beauty" é a instrumental do disco, e mais uma vez vou de encontro ao arrojo e categoria instrumental de Gilmour que sempre baixam minhas defesas, me fazendo ser tragado pela malha sonora e viajar ao som da melodia. "The Girl in the Yellow Dress" é mais uma linda composição bem jazzística.

"Today" é mais roqueira, e tem todo o DNA Floydiano que caracteriza o trabalho dos caras nos anos 90, ou do disco anterior de Gilmour, On An Island. Finalmente, "And Then...", a instrumental arrastada e lindamente arranjada que fecha o álbum, te faz imaginar Gilmour andando em direção ao horizonte com sua guitarra e, como diz o próprio título que significa "e então...", colocando uma dúvida no desconhecido futuro, que talvez venha a acontecer, deixando uma janela aberta para algo mais que possa vir por aí.

"Chacoalhe esta fechadura"; esta é a mensagem do título do álbum. E como Gilmour nunca falha em nos presentear com a perfeição sonora que é sua irretocável carreira, eu recomendo aqui a você, que faça exatamente isso em sua pequena gaiola onde se aprisiona no desconhecimento musical desta nova obra de Gilmour. Chacoalhe, liberte-se! Sinta a poesia das notas do guitarrista e viaje em sua música.

Rattle That Lock (2015)
(David Gilmour)

Tracklist:
01. 5 A.M.
02. Rattle That Lock
03. Faces of Stone
04. A Boat Lies Waiting
05. Dancing Right in Front of Me
06. In Any Tongue
07. Beauty
08. The Girl in the Yellow Dress
09. Today
10. And Then...

Selos: Columbia

Discografia anterior:
- Metallic Spheres (The Orb feat. David Gilmour) (2010)
- On an Island (2006)
- About Face (1984)
- David Gilmour (1978)

Site oficial: www.davidgilmour.com

Para mais informações sobre música, filmes, HQs, livros, games e um monte de tralhas, acesse também meu blog:
http://acienciadaopiniao.blogspot.com.br

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Rattle That Lock - David Gilmour

2900 acessosDavid Gilmour: novo álbum é antítese do nosso cotidiano acelerado5000 acessosDavid Gilmour: Rattle That Lock é estupendo e fascinante

1341 acessosDavid Gilmour: Prêmio de Concerto do Ano na Alemanha2227 acessosDavid Gilmour: assista documentário da BBC sobre o músico0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "David Gilmour"

TurnêsTurnês
Iron Maiden arrecada mais que Taylor Swift

David GilmourDavid Gilmour
Em vídeo, versão arrasadora de "One Of These Days"

David GilmourDavid Gilmour
Em vídeo, performance fantástica ontem na TV

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 16 de outubro de 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "David Gilmour"

GóticasGóticas
10 grandes bandas do gênero dos anos 80

MetallicaMetallica
Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Afastamento do Angra começou antes do Megadeth

5000 acessosSepultura: Igor acredita que atuais membros estão "deteriorando a marca"5000 acessosLars Ulrich: "Quem são essas outras bandas para nos criticarem?"5000 acessosKurt Cobain e Layne Staley: a coincidência de suas mortes5000 acessosCapas: as 10 mais bonitas lançadas em 2014 eleitas por blog1937 acessosMachine Head: Phil Demmel tatua gigantesco Randy Rhoads na coxa5000 acessosSlayer: banger true que enfrentou furacão conta como surgiu a ideia

Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online