Running Wild: Antes da Pirataria

Resenha - Branded and Exiled - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quando um artista surge para se destacar e fazer história, isso fica bem claro em seus primeiros trabalhos. Com seu segundo disco, Rock´n Rolf já exibe uma evolução gritante em seu característico e impressionante Heavy Metal, que ainda não tratava em sua temática temas como Piratas e História.

5000 acessosStrip-Tease: algumas canções que combinam com o tema5000 acessosMetallica: membros entre os maiores maricas de todos os tempo

A faixa 'Branded And Exile', abre o 'play' com batidas e guitarras fortes, sem contar ainda o detalhe do gongo, tanto no inicio quanto no final, dando aquele clima tenso, que aliás, ao vermos as letras, percebemos que a intenção de Rolf não foi cantar sobre alegria e glória, mas sim sobre coisas relacionadas à opressão, o poder de governantes, guerras e talvez um pouco de algo mais 'fantasioso'.

Fazendo um paralelo, 'Gods of Iron' e 'Fight the Oppression' nos apresentam muita velocidade e 'agressividade', enquanto que 'Evil Spirit' e 'Chains and Leather' dão uma pisada no freio, optando por ritmos mais cadenciados e pesados, assim como em 'Realm of Shades' e 'Mordor', vemos alguns elementos (mais melodiosos) que fariam parte de um som que a banda (ou Rolf, como preferir) aprimoraria em seus vindouros 'bolachões'.

Nota-se que os vocais (mais fechados e sombrios) ficaram um pouco mais baixos em relação aos instrumentos, que por sua vez, as guitarras ficaram bem altas, juntamente com a bateria, onde os bumbos são maravilhosamente bem audíveis.

Como o disco é curto e viciante, quando chega ao fim, fica-se com aquela sensação de 'quero mais', então é mais do que justo repetir algumas boas 'doses'. Sinal que o 'lance' aqui é Metal puro! Precisa de mais?

Formação:
Stephan - Bass
Hasche - Drums
Rock 'n' Rolf - Vocals & Guitars
Majk Moti - Guitars (lead)

Músicas:
1. Branded and Exiled [03:54]
2. Gods of Iron [04:00 ]
3. Realm of Shades [04:28]
4. Mordor [04:49]
5. Fight the Oppression [04:55]
6. Evil Spirit [03:19]
7. Marching to Die [04:35]
8. Chains and Leather [05:45]
[Tempo - 35:45]

Lançamento: 1985 - Noise Records

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 09 de fevereiro de 2016


0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Running Wild"

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Running Wild"


Strip-TeaseStrip-Tease
Algumas canções que combinam com o tema

MetallicaMetallica
Membros entre os maiores maricas de todos os tempo

Rede GloboRede Globo
Em 1985, explicando o que são os metaleiros

5000 acessosTeoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?5000 acessosTradução - Abigail - King Diamond5000 acessosEagles: o significado da clássica "Hotel California"5000 acessosTrollagem: quando as bandas decidem zoar com o playback4935 acessosRob Halford: "Eu não morro sem trabalhar com Lady Gaga antes"3769 acessosNapalm Death: Religião causa miséria do mundo

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online