Dirty Glory: O hard rock nacional em uma de suas melhores safras

Resenha - Mind the Gap - Dirty Glory

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Sem dúvida nenhuma estamos diante de uma das melhores safras da música pesada nacional em todos os tempos. Todos os dias vemos surgir diversas ótimas bandas, com produções maduras e profissionais, nas mais variadas vertentes do rock. E no caso do hard, a coisa não é diferente, sendo mais uma prova disse os paulistanos do DIRTY GLORY, que em seu primeiro álbum completo já mostram um trabalho diferenciado e muito acima da média.

Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985The Doors: A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

Com influência que vão desde o hard/glam oitentista até algo mais moderno, e com alguns toques de blues e southern rock, a banda apresenta 12 faixas "fáceis" e divertidas, remetendo a nomes como AEROSMITH, BON JOVI, RATT e afins.

Assim, embora não seja nada inovador ou ousado, e trazendo evidentes vários clichês, os caras entendem do riscado, e tiveram muito bom gosto nas composições, com boas melodias, e transbordando energia e a atitude, com um som feito para divertir o ouvinte, que é o que na verdade mais importa.

Dentre os destaques do material, cito "20 Years Moving On", bem vibrante e intensa; "Black Lightning", com o lado moderno e agressivo da banda mais evidente; e a variada "Whats Her Name Again", com elementos de rock de arena muito bem encaixados, e os vocais de Jimmi DG em sua melhor forma.

A regravação de "Mr. Jack", do EP "It's On" (2011), também merece ser citada, sendo uma das composições mais legais da banda.

Ouça sem medo de ser feliz!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dirty Glory"


Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985Quiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985

The Doors: A mais famosa foto do fantasma de Jim MorrisonThe Doors
A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

Em vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americanoEm vídeo
Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano

Roadrunner: os melhores frontmen de todos os temposRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Cachês: nova lista revela quanto embolsam astros do Rock e MetalCachês
Nova lista revela quanto embolsam astros do Rock e Metal

Motorhead: fóssil ganha nome em homenagem a LemmyMotorhead
Fóssil ganha nome em homenagem a Lemmy

Bush: recusar o Metallica foi um acerto; aceitar o Anthrax tambémBush
Recusar o Metallica foi um acerto; aceitar o Anthrax também


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336