As We Back to Life: EP traz som pesado, definido e diversificado

Resenha - A New Breath - As We Back to Life

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Adrian Dragassakis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Peso, melodia e modernidade sob medida. São alguns termos que podemos tentar definir a As We Back to Life, banda de São Paulo, formada em 2014 por Júlio Furlan (vocais), Renan Barros (guitarras), Sandro Antonini (guitarras e backing vocals), Lucas Serra (baixo) e Danilo Bonini (bateria).

Depressão: 10 músicas que devem ser evitadasSeparadas no nascimento: Amy Lee (Evanescence) e Shione Cooper (atriz pornô)

Seguindo a linha do Metalcore americano, junto à identidade musical de cada integrante, as canções do EP podem surpreender aos ouvidos mais desatentos. Sim, é uma banda com pouco mais de 1 ano de existência, com músicas que demonstram peso e criatividade, com uma produção que não deve nada à qualquer banda gringa do estilo.

O primeiro EP, intitulado "A New Breath" possui 8 faixas, que trazem um som pesado, definido e também, diversificado, como na faixa "He Became", que foi utilizada para o primeiro web clipe da banda, que pode ser visto abaixo.

Variando com vocais limpos, rasgados e também diversos contrapontos - o que torna a obra ainda mais interessante - do vocalista Júlio Furlan, junto aos riffs de guitarra com afinações baixas e bem trabalhados, canções como Never Fails e Obey levantam qualquer defunto que curta Metal. Someone Told Me traz um refrão pegajoso e cheio de melodias que grudam na cabeça do ouvinte logos nas primeiras audições, enquanto Suddenly I é mais direta, mantendo o peso, com um ótimo interlúdio e linhas de bateria muito bem trabalhados.

Contatos:
https://www.facebook.com/aswebacktolife/
https://soundcloud.com/aswebacktolife
https://twitter.com/aswebacktolife
http://aswebacktolife.com/

Set-list:
1 - Never Fails
2 - Keep Rising
3 - Someone Told Me
4 - Fallen
5 - There Was a King
6 - Obey
7 - Suddenly I
8 - He Became




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "As We Back to Life"


Depressão: 10 músicas que devem ser evitadasDepressão
10 músicas que devem ser evitadas

Separadas no nascimento: Amy Lee (Evanescence) e Shione Cooper (atriz pornô)Separadas no nascimento
Amy Lee (Evanescence) e Shione Cooper (atriz pornô)

Slash: Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia comporSlash
"Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor

Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosHá quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoAnthrax: gravadora não deixou que Corey Taylor fosse vocalistaMegadeth: "Espero que a estada de Ellefson seja permanente"

Sobre Adrian Dragassakis

Nascido em 91, paulista, estudante de Jornalismo e músico nas horas vagas. Conheceu o Rock e o Metal com 11 anos de idade e até hoje carrega no sangue e nas veias bandas como Iron Maiden, Savatage, Dream Theater, Megadeth, entre outras...

Mais matérias de Adrian Dragassakis no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336