Bon Jovi: Mais um tropeço, mesmo para um álbum de "restos"

Resenha - Burning Bridges - Bon Jovi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 5

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Separados de um membro importante e sem ganhar uma boa recepção da crítica há mais de dez anos (com efeito, o trabalho anterior agradou a poucos), o momento que o Bon Jovi vive não pareceria propício ao lançamento de um álbum. Mas o trio não pensou assim e resolveu criar, meio que na surdina, uma coletânea de "restos".
5000 acessosAllianz: Aerosmith e Bon Jovi estarão em festival com GNR e Who?5000 acessosVirada Cultural 2015: O Metal entrou em peso na programação

O álbum é tão "errado" que fica até difícil decidir por onde começar. Primeiramente, é como se a banda sequer desejasse que os fãs o ouvissem. No Facebook oficial do grupo, não há uma única menção a ele nos últimos meses (a não ser que tenham feito postagens não-visualizáveis para brasileiros). A capa, por sua vez, não é menos simplória que um rabisco qualquer no caderno de um estudante entediado.

Falando da parte musical, são poucas as faixas que interessam realmente. "Who Woud You Die For" repete insistentemente a pergunta que lhe dá nome, e quando você menos espera, já está mentalmente formulando uma resposta. A faixa-título destoa com seu ritmo meio country e é precedida pelo máximo de rock que se verá aqui: "I'm Your Man". "Fingerprints" dá sono, mas encerra-se com um solo que mostra a que veio o novo guitarrista da banda, Phil X. Ao menos na escolha do primeiro single, eles acertaram em cheio: "We Don't Run", uma das poucas recém-compostas.

De resto, é um amontoado de baladas sonolentas. Ao menos o lançamento foi bem definido como um "álbum de fã". Até supera a vergonha que foi o lançamento anterior What About Now, mas não consegue ser mais que um apanhado de curiosidades, um item de colecionador.

O maior problema, aliás, é que este trabalho mal tem cara de Bon Jovi. A ausência de Richie Sambora sozinha não explica isso, pois a banda já adotava um direcionamento mais pop há muito tempo, e as guitarras dele iam ficando mais discretas. Ser uma coletânea de sobras também não é desculpa, pois 100,000,000 Bon Jovi Fans Can't Be Wrong também trazia um monte de raridades, só que bem mais interessantes.

Vejam bem, ninguém está pedindo um novo Slippery When Wet (seria insanidade), mas peguemos The Circle, por exemplo. Não é lá um queridinho da crítica e dos fãs, mas faz jus ao legado da banda, encaixava-se na música de sua época e mantinha a relevância dos nova-jersianos. Burning Bridges, porém, apenas alimenta a fogueira dos que decretaram a morte da banda, deixando-os receosos quanto ao que está por vir em 2016, quando mais um álbum deles - este totalmente original - virá.

Abaixo, o lyric video de "We Don't Run"

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

1. "A Teardrop to the Sea"
2. "We Don't Run"
3. "Saturday Night Gave Me Sunday Morning"
4. "We All Fall Down"
5. "Blind Love"
6. "Who Would You Die For"
7. "Fingerprints"
8. "Life Is Beautiful"
9. "I'm Your Man"
10. "Burning Bridges"

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Burning Bridges - Bon Jovi

3911 acessosBon Jovi: Baladinhas sem sal, feitas para tocar em um velório

Allianz ParqueAllianz Parque
Aerosmith e Bon Jovi em festival com GNR e The Who?

305 acessosSina: "Livin' on Prayer" do Bon Jovi na bateria1020 acessosRock in Rio: dia do Bon Jovi também está esgotado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Bon Jovi"

Bon JoviBon Jovi
"Vamos transar ou falar sobre o disco?"

KissKiss
15 bandas que abriram shows deles e se tornaram famosos

Bon JoviBon Jovi
Tráfico, uso de drogas e escândalo sexual?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 25 de agosto de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Bon Jovi"

Virada CulturalVirada Cultural
O Metal entrou em peso na programação

Black SabbathBlack Sabbath
Pequena homenagem no Pânico na Band

SsemelhançaSsemelhança
Separados no nascimento: Lady Gaga e Eddie

5000 acessosNirvana: Grohl afirma que Cobain não gostava de seu modo de tocar5000 acessosGuns N' Roses: se rolar reunião, Matt estará no lugar de Adler5000 acessosSpin Magazine: as maiores baixarias da história do rock5000 acessosLed Zeppelin: Ronnie Wood se recusou a tocar no grupo1272 acessosClearaudio Goldfinger: a agulha de vitrola mais cara do mundo5000 acessosMötley Crüe: Vince Neil e Nicolas Cage saem na porrada em hotel

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online